Há Que Se Mencionar Franco Zefirelli

Há Que Se Mencionar Franco Zefirelli

A paisagem pura, como contribuição da personalidade do pintor, cenógrafo para alcançar um todo orgânico, no espetáculo e uma atmosfera adequada para a obra, é uma conquista da idade moderna. A cenografia ou pintura de cena tem suas raízes no teatro grego. ] artifício especial que empregavam em seus teatros para mudar a decoração.

Consistia em um aparelho prismático de revolução com uma paisagem diferente de parede em cada uma de suas três faces. Havia um periacto em cada lado do palco, e ao virar havia mudado a decoração. Em Édipo Rei de Sófocles (430 a. Delfos. O periacto é a origem dos bastidores, usados pela primeira vez em 1620, no teatro Farnese de Parma. Os coliseus romanos reproduzem o modelo de grego theatron, mas melhorado pela aplicação de um rigor geométrico. O hemiciclo é agora uma circunferência. Tal como na Grécia, dois de saída limitam o palco.

  • Capela da Expectativa, também chamada de capela de Nossa Senhora da Ou
  • AA.VV., Encyclopedia Britannica, Volume V14, página 912
  • Mais América.
  • Hera comum (Hedera helix): Considerada a melhor planta para ter um interior
  • Yuriko Koike, à conquista do Japão

O princípio da paisagem vem de um cenário simultâneo. É usado durante toda a Idade Média, a representação de obras religiosas e profanas, até a época do Renascimento. ] locais como florestas ou campos de batalha, se recorria a um ator que se encarregava de “explicar” a cenografia. Em toda a história da cenografia podem estudar-se os casos em que, com elementos simples e com um simples fundos de cortinas pretas ou de cores neutras foram efeitos estéticos.

No teatro ingleses, a disposição dos teatros proveniente dos pátios das vendas. Foram mais frequentes as construções de forma circular que as quadradas, como, por exemplo, o teatro do Globo, em que se representavam as obras de Shakespeare. Como cenografia, empregavam-tapeçarias para fechar o fundo do palco e costumava cobrir o palco com uma esteira. Sobre a cena havia uma espécie de varanda que era utilizado como palco de orquestra, mas em que também se desenvolviam cenas.

Fora isso, a cenografia se limitava aos elementos móveis, como pequenos elementos de adereços. Desde o Renascimento até bem entrado o século XIX, a paisagem italiana tem nutrido ao teatro e tem sido exemplo para os decoradores. A evolução da arte dramática parte do 1428, ano em que foram encontradas as comédias desconhecidas de Platão, em Roma. Ao mesmo tempo, o desenvolvimento das construções teatrais modernas surgiu das representações se davam nas cortes do período Renascentista. O palco para os espetáculos se pode representar em qualquer lugar, em jardins ou salões de palácios.

A paisagem sofreu uma grande transformação graças à arte da perspectiva. Surgiu a necessidade de ampliar o cenário, dando ao fundo uma disposição artística. O humanismo característico da cultura e a arte da época faz variar a temáticas das obras, aparece a comédia dell’arte, com suas exigências escenográficas especiais.

Paulatinamente foi se transformando a decoração fixa e móvel, e a cena teve uma época majestosa e brilhante tanto na Itália como na França. O procedimento de telari (- primas triangulares), foi substituído pela cenografia dos bastidores utilizada pela primeira vez no Teatro Farnese. O uso de frames se espalhou por toda a Itália e se tornou popular na Europa com a rapidez e a facilidade com que verificaban as mutações.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: