Ricardo Cantoral E Rosa Maria Farfán

Ricardo Cantoral E Rosa Maria Farfán

] é a disciplina científico-pedagógica que tem como objeto de estudo os processos e elementos existentes no ensino e aprendizagem. Díaz Barriga definida como: uma disciplina teórica, histórica e política. ] Está ligada com outras disciplinas pedagógicas como, por exemplo, a organização escolar e a orientação educacional, a didática pretende fundamentar e orientar os processos de ensino e aprendizagem. A didática da matemática ou matemática educacional estuda as atividades didáticas, ou seja, as atividades que têm por objeto o ensino, no que elas têm de específico da matemática.

Uma das principais características da educação corporativa, o que a diferencia da educação tradicional, é a possibilidade de adotar uma didática diferencial. As características do público discente podem ser conhecidas ao detalhe. A distribuição dos papéis de cada um. O projeto de cada um. As regras do jogo: o que é permitido, que é o que realmente se procura, o que se espera, o que há que fazer ou dizer para provar que se sabe.

O modelo chamado de “regulamentar”, “reprodutivo” ou “passivo” (com foco no conteúdo). Onde o ensino é transmitir um saber aos alunos. Por isso, a pedagogia é, então, a arte de comunicar, de “fazer passar de um” saber”. O professor mostra as noções, as introduz, fornece os exemplos. O aluno, em primeiro lugar, aprenda, escute, você deve estar atenta; depois, imita, se aperfeiçoa, se exercita e, ao final, aplica. O saber já está terminado, já está construído.

  • 3 Últimos anos no Arkansas
  • Manipulação de imagens digitais
  • 4 Outros sistemas diagnósticos comparáveis
  • Profissional internacional: Clube Rovigo-Itália 2004-2005
  • 1 1994 a 1996 5.1.1 Chiapas

O professor ouve o aluno, suscita a curiosidade, ajuda-o a utilizar fontes de informação, responder às suas demandas, procurando uma melhor motivação (meios centros de interesse de Decroly, o cálculo directo de Freinet). O aluno encontre, organize, em seguida, estuda, aprende (frequentemente de maneira próxima ao que é ensino programado). O saber está ligado às necessidades da vida, do ambiente (estrutura própria de esse saber passa a um segundo plano).

O aluno ensaia, busca, propõe soluções, as confronta com as de seus colegas, defende ou as discute. O saber é considerado na lógica própria. O docente ou professor(a)/professor(a). O discente ou estudante. Pessoa a quem se dirige o ensino. Os objectivos de aprendizagem. Metas educacionais que refletem as realizações de aprendizagem que se espera que os discentes. Matéria. Conteúdos que devem ser ensinados e aprendidos. Formalmente, que estão consagrados no currículo. Os métodos de ensino. Procedimentos utilizados para promover a aprendizagem.

Respondem à pergunta de como ensinar. O contexto da aprendizagem. Cenário onde se leva a cabo o processo de ensino-aprendizagem; inclui o ambiente social, cultural e geográfico. O currículo escolar é um sistema de equilíbrio institucional dos processos de ensino e aprendizagem, e tem fundamentalmente quatro elementos constitutivos: objetivos, conteúdos, metodologia e avaliação.

Embora haja países que, em seu sistema educacional, o item “conteúdo” chegam a custar três, como o são os conteúdos declarativas, atitudinais e procedimentais. É importante ter em conta o chamado currículo oculto que, de forma inconsciente, influi de forma poderosa sobre quais são os verdadeiros conteúdos e objectivos em que se forma o alunado. Por exemplo, um professor tem que saber o CNB (Currículo Nacional Base) de seu país (porque nem todos temos as mesmas necessidades) para trabalhar de forma eficiente de acordo com o que localmente se precisar. Os momentos didáticos são: planejamento, implementação e avaliação.

O planejamento didático é o momento em que se prevêem todos os elementos necessários para implementar um programa educativo. Entre esses elementos podem-se mencionar os objetivos, conteúdos, estratégias, recursos didáticos, tempos, entre outros. A implementação é a parte do processo em que se põe em marcha o programa educativo, ou seja, se dá com os alunos.

Aqui você implementar a planificação realizada, mas fazendo os ajustes necessários para orientar a aprendizagem, de acordo com as necessidades dos alunos e demais condições que foram diferentes do que o previsto. Portal:Educação. Conteúdo relacionado com a Educação. ↑ a b Jean-Paul Bronckart,; Bernard, Schneuwly, (1996). “A didáctica da língua materna: o nascimento de uma utopia indispensável”. ↑ Amos Comenio, João (2000). Didática Magna. ↑ Díaz-Barriga, Anjo. “Construção de programas de estudo na perspectiva da abordagem de desenvolvimento de competências”. ↑ Matemática educacional: Uma visão de sua evolução. Ricardo Cantoral e Rosa Maria Farfan. ↑ Nérici, Imídeo (1969). Para uma didática geral dinâmica. estatísticas de Mattos, Luiz Alves (1970). Compêndio de didática geral. Anotações e outras informações sobre didática. “Didática das Ciências Sociais e das TIC”.

“Notes on the Ancestry of Senator Hillary Rodham Clinton”. New England Historic Genealogical Society. ↑ Bernstein, 2007, pp. ↑ a b Bernstein, 2007, pp. ↑ Maraniss 1995, p. 255. She was also voted “most likely to succeed”. ↑ Gerth & Van Natta Jr. ↑ Middendorf, William J. (2006). Glorious Disaster: Barry Goldwater’s Presidential Campaign And the Origins of the Conservative Movement. ↑ Gerth & Van Natta Jr. ↑ Clinton, Hillary Rodham (29 de maio de 1992). “Hillary Rodham Clinton Remarks to Wellesley College Class of 1992”. Wellesley College.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: