Encontro Digital Com Rosa Montero

Encontro Digital Com Rosa Montero

Fiquei surpreendido com o tom calmo com o que a protagonista descreve os horrores da guerra, no início da novela (vou por a pag. você é tão assumida estava a morte? o tão pouca esperança acredita que tinham essas pessoas? Na verdade, acho que era um mundo em que a vida humana não tinha nenhum valor.

Sobre tudo se você fosse escrava, como é Leola. Os camponeses do século XII eram tratados como bestas de carga, e carne de canhão nas guerras. Aos quinze anos de idade, que é quando começa a novela, ela só conhece isso. 2. Teve que pesquisar muito nos costumes, objetos, vocabulário,etc

A verdade é que sim, muito, mas o processo foi curioso, ao contrário do que o habitual. Eu gosto muito da história, e fará dez anos ou assim, eu tive uma época de paixão leitora dos livros de história medieval. Porque estava metida nesse habitat mental é por isso que me veio à cabeça a novela, e eu comecei a tirar notas e a desenvolvê-la. 3. Quais são os referentes literários de que se tenha servido para escrever este romance? Uf, tudo, absolutamente tudo o que eu já li na minha vida, e tudo o que sei, tudo o que eu sou. Não lhe parece que temos avançado pouco ao longo dos séculos?

Pois a verdade é que eu sou otimista e acho que nós avançamos muito. Lembre-se que até bem entrado o século XX (em Portugal acho que até 1911 ou assim) as mulheres nem sequer podiam estudar na universidade. E que, até quase meados do século XX, não podíamos nem votar. No fim, acho que o avanço foi enorme, mas é claro que o sexismo ainda perdura e que às vezes te desesperas no dia-a-dia.

E sim, você tem razão, eu acho que, metaforicamente, Leola nos representa. 5. Rosa, parece ter em si uma tendência quase natural para criar personagens que se emancipan do pedido através da loucura. Porque acontece isso? No entanto, eu não acho que meus personagens são emancipen através da loucura. 6. Estimada Rosa: Eu sempre transportado para lugares que eu pensei que nunca mais voltaria. o que queres que te diga?

  • 2 Viagem ao Rosário
  • Melhorar a imagem
  • Rui Alberto Costa (POR/Lampre-Isd) às 0:49
  • Skye Mowbray de 6 anos
  • Cuide de sua aparência

Todos os escritores estamos à espera de leitores tão apaixonados, tão generosos como você. De verdade, muito obrigado. E, além disso, aponta algo interessante: é verdade que este livro não teria podido fazê-lo antes, porque eu não teria ousado. Sempre é mais fácil proteger-se em gêneros mais apreciados pela crítica e outros.

7. Seu romance me parece uma jóia. É tão difícil de ler boa literatura, literatura com letras maiúsculas, sem que o autor tenha perdido essa frescura do princípio. Dizia Picasso, que seu objetivo era poder pintar como uma criança, e algo dessa vocação estranho em alguns escritores. 8. Olá Rosa. É possível manter intacta a sua sensibilidade em um mundo que nos despelleja dia-a-dia um pouco?

Joana

Os comentários estão fechados.
error: