Dieta Para Prisão De Ventre

Dieta Para Prisão De Ventre

Quase todas as pessoas sofrem de prisão de ventre de forma esporádica, em algum momento de sua vida. A dieta para prisão de ventre é destinado para aquelas pessoas que têm dificuldade para ir ao banheiro, em alguns casos vão a cada 2-3 dias, em outros a consistência das fezes é bastante dura e dificulta a sua evacuação.

Há que ter em conta que nem todo mundo vai com a mesma frequência ao banheiro, tão normal é ir três vezes ao dia como um dia sim e um não, portanto, a normalidade é ampla. A prisão de ventre é um indicador de seu funcionamento imunitário e de seu grau de intoxicação. Você deve aumentar o consumo de água, de alimentos integrais e ricos em fibras para regular o trânsito intestinal.

Quem precisa de Dieta para prisão de ventre? A prisão de ventre afeta mais a determinados grupos da população, especialmente crianças, mulheres e idosos. O consumo de doces e açúcares escondidos favorece a retenção das fezes. Às vezes junta-se uma dieta baixa em fibras, pelo facto de as crianças a comer frutas, verduras e legumes. Por cada homem estreñido existem 3 mulheres, os hormônios sexuais femininos (estrógenos) favorecem esta predisposição à prisão de ventre. Também é habitual a prisão de ventre durante a gravidez, o pós-parto e a menopausa.

Uma dieta para prisão de ventre preventiva, é de utilidade para evitar hemorróidas, fissuras e desconforto ao defecar. Um terço dos espanhóis maiores de 65 anos sofre de prisão de ventre. As causas mais comuns são a pouca mobilidade física, uma dieta pobre em fibras, pouco consumo de água e a tomada de alguma medicação que lhes produz prisão de ventre com efeito secundário. Atrasar o momento de evacuar. Deve-Se ir ao banheiro quando o estímulo é apresentado. Falta de exercício físico. A mudança de alimentação que ocorre em viagens, a este se lhe pode acrescentar que há certas pessoas que precisam de um ambiente específico para defecar.

Fármacos: morfina, codeína, ansiolíticos, antidepressivos, anti-hipertensivos, suplementos de cálcio e ferro, diuréticos, etc., Levanta-te com o tempo suficiente para o café da manhã tranquilo e tenta ir ao banheiro sempre à mesma hora e sem pressa. Aumenta o consumo de água fora das refeições. Pelo menos 1,5-2 litros por dia. Sopas, smoothies, chás também ajudam.

  • Salada de agrião
  • Meio limão com casca e sem pepas
  • As proteínas comem durante a noite
  • 4 semanas para queimar gorduras e emagrecer rápido
  • Não realizar nenhuma atividade física
  • 1 colher de sopa de manteiga de amendoim

Aumenta a ingestão de vitamina C em forma de citrinos, kiwi no café da manhã e fibras (frutas frescas com pele, legumes e produtos hortícolas, frutos secos, produtos integrais, legumes…). Ao comer frutas não lhe tira a pele, pois é onde se concentra a maior quantidade de fibra. Estabeleça um horário fixo de 5-6 refeições, tendo em conta: Em todas as refeições deve ter: proteína, gordura e hidratos de carbono.

Três refeições principais e dois/três lanches. Come devagar e mastiga bem. Não deixe passar mais de uma hora, desde que você acorda sem tomar o pequeno-almoço. Não deixe passar mais de 4 a 5 horas entre as refeições. Se você passar mais de 3 horas desde o jantar à hora de deitar, deve tomar um snack (tipo meio da manhã ou lanche). Inclui mais alimentos com fibras em sua dieta para melhorar o trânsito intestinal.

Toma um copo de água morna com 2 a 3 gotas de limão antes de tomar o café, já que predispõe o esvaziamento intestinal e estimula a vesícula biliar. Além disso, é de grande ajuda para restabelecer o equilíbrio ácido-base. A dieta ocidental é muito acidificante, e com freqüência provoca cansaço, palidez, dor de cabeça, altos e baixos emocionais, contraturas musculares, cárie, queda de cabelo e unhas quebradiças. O ácido cítrico do limão diluído, gera um tampão citrato de caráter alcalinizante. Faça uma cura, purificação, durante 15 dias tomando cada noite, uma xícara desse caldo depurativo em sua dieta para prisão de ventre.

Não misture féculas na mesma refeição: pão, macarrão, arroz, batata, banana, milho, beterraba, abóbora. Leva azeite de oliva extra-virgem em suas refeições. A preparação dos alimentos será grelhados, cozidos no vapor, forno…. Evite preparações culinárias que incorporam muita gordura: fritos, cozidos, empanados, potajes, etc., Pode temperar a comida (limão, vinagre, especiarias, pimenta…) para dar sabor aos pratos.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: