Chás, Como Chá, Café Ou Suco

Chás, Como Chá, Café Ou Suco

Quando falamos de dieta dissociada, nos referimos àqueles regimes que se fundamentam na separação de alimentos dentro de uma mesma refeição, tendo em conta as suas componentes principais. Dependendo da dieta dissociada que realizarmos, falamos de alguns elementos ou outros, mas, em geral, trata-se de evitar a mistura de proteínas e gorduras, hidratos de carbono.

Outro dos pilares desta dieta é a partilha dos alimentos ingeridos diariamente em seis refeições, sem ter em conta, ao contrário, como ocorre em outros regimes de emagrecimento, a quantidade ingerida de cada um. Por isso, ao terminar de digerir alguns alimentos, minimizamos seu valor nutritivo. Além disso, as más combinações de determinados nutrientes preso dos intestinos e provocam acidez. Este tipo de dietas são muito utilizados como método de emagrecimento rápido, que pode parecer maravilhoso à primeira vista.

realizada corretamente, permite emagrecer uma média de três quilos em sete dias. Mas não há que enganar, já que pode ser perigoso para a saúde continuar com ela, além de uma semana. Os inconvenientes da dieta dissociada são muitos, especialmente se eles não têm um conhecimento bem fundados de nutrição. Por exemplo, podemos encontrar, rapidamente, com um défice de vitaminas lipossolúveis e de calorias, com seus conseqüentes efeitos prejudiciais para o organismo.

  • Dieta do biótipo
  • 17 janeiro de 2015 às 12:04
  • O aipo, que tonifica o fígado
  • Não ter motivação

Além disso, alguns especialistas recomendam uma ingestão excessiva de gorduras e proteínas, um extremo que provocaria, respectivamente, um aumento brusco dos níveis de colesterol e triglicérides, e danos renais por excesso de nitrogênio. Baixo aporte calórico que irá causar mal-estar geral, tonturas, sonolência, intolerância ao frio, ressecamento da pele, perda de cabelo, contraturas musculares, amenorréia e distúrbios do sistema nervoso, que trazem, por sua vez, conseqüências como insônia, ansiedade, irritabilidade e depressão. Tudo isso, como já dissemos, deve-se a um uso prolongado no tempo do regime.

Em uma semana apenas devemos observar seus efeitos, como muito sofreríamos um pequeno défice vitamínico e calórico facilmente remediável. Ao tentar aprofundar o tema da dieta dissociada, encontramos diversas teorias que se contradizem entre si, além de ser, em muitos casos, carentes de toda a base científica. A dieta de Hay: propõe-se evitar a mistura de carboidratos e proteínas.

Já vimos os efeitos que pode produzir, a longo prazo. Regime de Antonie: dedica cada dia da semana a um grupo de alimentos, podendo-se comer a quantidade desejada de cada um desde que não se misturem em um mesmo dia. Esta é uma dieta da segunda guerra mundial, que assegura o excesso e a falta contínuas na nossa alimentação. A Dieta Montignac e concentra-se em não misturar carboidratos e lipídios, proibindo o consumo de açúcar. Também se assenta sobre uma base científica confiável.

Depois de ler isto, podemos estar fatos confusão ou desmoralizados. Primeiro grupo: hidratos de carbono. Alguns dos alimentos deste grupo são também ricos em gorduras. Tanto os do primeiro grupo, como os do segundo, de que podemos e devemos misturar com legumes, tendo em conta que se devem tomar os hidratos ao meio-dia e as proteínas à noite. Café da manhã: chá, chá, café ou suco.

Pão com mel ou compotas, frutos secos, sempre em pouca quantidade. Meio da manhã: fruta, recomenda-se não misturar frutas ácidas e doces. Almoço: salada, legumes cozidos a gosto, sem exceder a quantidade de gordura ou caldo de legumes, uma fonte de carboidratos dos alimentos citados. Lanche: é possível variar, sem misturar, entre uma peça de fruta, um iogurte, um par de biscoitos, um pouco de salsicha ou queijo, acompanhado de chá, café ou chá.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: