Violência Escolar, como Devem Agir Os Professores?

Violência Escolar, como Devem Agir Os Professores?

“Quando o professor tem que ser designado por lei como autoridade para que pais e alunos lhe respeitem, algo deu errado”. Quem o diz é Javier García González, membro do grupo de pesquisa em Direito Penal, Internet e Redes Sociais da Universidade CEU Cardenal Herrera e co-autor do livro “O desafio da convivência escolar’.

Que a violência escolar, nas suas diferentes formas, é hoje um dos grandes problemas na escola ninguém duvida. A questão é que podem fazer os centros para agir frente a ela e, acima de tudo, para impedi-lo. O livro em questão analisa as diferentes condutas que prejudicam gravemente a convivência em sala de aula: o

o Que são e o que devem fazer os professores? A irrupção das tecnologias tem feito crescer os casos de ciberbullying, isto é, o assédio que se realiza através de celulares ou da internet, por exemplo. No caso da Comunidade Valenciana, os dados oficiais apontam que quase 10% da violência escolar se exerce com o uso das TIC. O grupo de pesquisadores, no entanto, constata que “a experiência tem evidenciado que a abordagem do tratamento de stalkers a partir de um prisma meramente repressivo não resolve o problema de base”.

  • você Também pode juntar-se os mais usados
  • Descomprimes o arquivo e abre aquele com extensão .XML em um bloco de notas
  • 3 Socialismo realmente existente, Plano Marshall “milagre” europeu
  • Ponderação de risco-transição
  • Be Vogal: Speak Up for Mental Health
  • Google books “Comendador da Ordem de Guadalupe” 1990 resultados
  • IBM SPSS Statistics 20.0 – agosto 2011
  • 3 História 3.1 Origem

a Prevenir desde a escola é fundamental. E aqui pode falar de programas destinados ao conjunto dos estudantes ou de estratégias de prevenção para os jovens que viveram uma especial situação de vulnerabilidade. O livro deixa claro que “não se pode antecipar uma resposta que seja a mais correcta e adequada para cada caso, mas sim existem diretrizes de atuação que podem orientar”.

Os professores, de entrada, não devem prever qualquer diagnóstico, pois “às vezes é atribuído ao uso de drogas mudanças próprias da adolescência”. A partir daí, o docente deve informar e envolver a direção do centro e iniciar o diálogo com o aluno. Evitando-se, isso sim, “interrogatório agressivo”. O professor deve mostrar-se “com interesse em ajudar” e “fazer os pais do problema”, a que se pode ajudar a procurar ajuda profissional. CRIME OU FALTA. No caso das condutas “gravemente prejudiciais para a convivência” –assim se recolhe na ordem do Departamento de Educação–, o centro deve considerar se comunica um delito ou falta ao Ministério público.

“A dificuldade reside em saber quando se superou” o limiar mínimo de “relevância jurídica”. AUTORIDADE DOCENTE. Os professores, por lei, têm a consideração de autoridade. Isto é relevante do ponto de vista jurídico, embora do ponto de vista do centro, as medidas disciplinares serão as mesmas, embora a vítima não seja um docente. HORÁRIO LECTIVO. Quando as condutas violentas têm lugar fora das instalações do centro e fora do horário lectivo, só pode comunicar a equipe de administração quando “estão motivadas ou diretamente relacionadas com a vida escolar”.

Norbert Lammert (CDU), presidente do Bundestag, lembrou antes da votação que o parlamento não é um tribunal ou uma comissão de historiadores, para lembrar que a Alemanha teve responsabilidades no genocídio. Cem Özdemir afirmou que não busca apontar com o dedo, mas incentivar um compromisso de reconciliação, turco, e armênio; o mérito da decisão, que inclui as responsabilidades do Reich alemão, cúmplices com o genocídio.

Essas cumplicidades, disse Cem Özdemir, não leva a que sejamos cúmplices de quem nega esse genocídio agora. Dietmar Nietan (SPD) lembrou que quem está sentado no banco de reservas não é o povo turco, nem Erdogan. Na Alemanha PEGIDA chama as cruzadas. São esses argumentos contra a, suposta, “República islâmica de Portugal” -escrito a partir da tolerância progressista.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: