Uma Viagem De 3.200 Quilômetros Sem Um Euro No Bolso

Uma Viagem De 3.200 Quilômetros Sem Um Euro No Bolso

Lá pelo verão me escreveu Alberto, contándome que um amigo seu estava fazendo uma loucura para os Estados Unidos. Basicamente, Victor (o amigo de Alberto) e Santi, estavam fazendo uma viagem de 3.200 quilômetros sem um euro no bolso. Quereis saber como é possível? Bom… eu acho que vai ser melhor que seja o próprio Victor quem vos explicar.

Sim, aquilo que eu te disse do blog”. “Tudo começou em Nova York. Santi e eu estudamos em Miami Ad School, uma escola especializada em criatividade publicitária que conta com filiais por todo o mundo. Começamos em Madrid e no segundo ano já tivemos várias cidades, até acabar, por fim, juntos em Nova York.

Lá tivemos uma disciplina chamada Self Promotion onde nosso trabalho era fazer com que uma de nossas agências favoritas soubesse de nossa existência. Tratava-Se, basicamente, de fazer algo que se vitalizara até tal ponto que todo o mundo da publicidade, e, principalmente, a agência escolhida por nós, conhecessem nossos nomes. Começamos a pensar, fizemos nossa lista de três agências favoritas. Uma delas era Crispin Porter, cuja sede está localizado em Boulder, Colorado.

E disse, “já que esta é possivelmente a única vez que estaremos tão perto de Boulder (3.200 km do NY) o” A ideia agradou-nos. E continuamos pensando. “Somos estudantes, não temos dinheiro, então vamos ter que ir de 3.200 quilômetros sem dinheiro” e foi assim que surgiu The Pilgrimage to Crispin Porter. Dois estudantes, 3.200 km, zero dólares.

Recorreríamos toda essa distância com a única ajuda de pessoas, já fora de casa, comida, dinheiro, um meio de transporte…qualquer coisa que nos valeu a pena. Discutimos a idéia para o nosso professor, ele adorou e incentivou-nos a fazê-la de verdade e nos pusemos mãos à obra. Nossa partida estava prevista para o dia 3 de Setembro, assim que um mês antes começamos a mover a ideia para conseguir gerar seguidores e expectativa.

Hoje em dia, tudo passa pelas redes sociais, assim que criamos um perfil no Facebook, outro no Twitter, Foursquare, um canal no Youtube e um site, todos eles ligados entre si para que as pessoas não se perdesse nada. A coisa foi muito bom, de verdade, muito melhor do que esperávamos. Nossa aventura durou 7 dias em que vivemos muitas e diferentes histórias que os nossos fãs puderam acompanhar dia a dia via Facebook e Twitter.

Actualizábamos a cada momento do dia e subiríamos vídeos diários, com uma compilação dos melhores momentos do dia. Por outro lado, nos sentimos muito apoiados graças às contínuas mensagens de humor no Facebook e Twitter e as doações que recebemos via Paypal. Não tivemos notícias de Crispin Porter, até que chegou a Denver.

  • Maio ou junho: Corpus Christi, com altares e ornamentos nas ruas
  • Google Analytics e Webmaster Tools
  • você vai Encontrar o tom justo para se conectar com seus leitores
  • 24 candidaturas de 19 nacionalidades optam pelo Príncipe de Astúrias de Letras.
  • Determinação dos recursos
  • São muito flexíveis

Uma vez lá, puseram-se em contato conosco para nos dar uma grande notícia. Fizeram-Nos uma reserva por uma noite em um hotel em Denver e 2 noites em outro hotel em Boulder. Embora a viagem ainda não havia terminado, naquele momento respiramos pela primeira vez. Depois de 3 noites, sem ter que se preocupar em encontrar uma cama fomos muito bem recebidos em Crispin Porter. Ficamos quase um dia inteiro na agência conhecendo muita gente até chegar a falar com as cabeças mais altas de lá.

4.1. Por que ensinar estratégias de aprendizagem. Como os professores, todos nos temos perguntado muitas vezes, por que diante de uma mesma sala de aula, alguns alunos aprendem mais do que os outros. O que é o que distingue os alunos que aprendem bem dos que fazem o mal? Existem muitas diferenças individuais entre os alunos que causam estas variações. Portanto, ensinar estratégias de aprendizagem para os alunos, é garantir a aprendizagem: a aprendizagem eficaz, e promover a sua independência, (ensinar a aprender a aprender).

Joana

Os comentários estão fechados.
error: