Também São Estudados Os Pontos Fracos

Também São Estudados Os Pontos Fracos

Marketing internacional ou marketing global nos serve para atravessar as fronteiras nacionais. ] Em palavras simples, o marketing internacional é a aplicação dos princípios de marketing, através de fronteiras nacionais. No entanto, há uma transição entre o que é expressa, geralmente, o marketing internacional, marketing global, as quais são palavras iguais. O cruzamento é o resultado do processo de internacionalização.

Muitos autores americanos e europeus vêem o marketing internacional por uma extensão trivial de exportação quando a mistura de marketing é adaptada-se simplesmente de uma certa maneira para seguir as diferenças dos consumidores e segmentos. Disso segue-se que o marketing global toma uma aproximação mais padronizada aos mercados mundiais e abordagem para a igualdade, em outras palavras, as semelhanças dos consumidores e segmento. 8.2 Fatores que favorecem a adaptação. 9.1 Vantagens da internacionalização para a empresa. Similar a outros elementos do marketing não existe uma definição única para o marketing internacional. Há muitas diferenças entre o marketing doméstico e o marketing internacional como diferenças culturais, políticas, religiosas, de costume, ideológicas e mais.

] Isso inclui as diferenças na linguagem, expressões, hábitos, gestos, ideológicas e mais. Pode-Se distinguir dois tipos diferentes de motivos. Por um lado, uma empresa só faz negócios nacionais ou regionais e pretende expandir suas operações para outros países ou regiões. No oposto do que isso, há empresas que já são representadas a nível mundial e que querem intensificar seus negócios internacionais. Essas empresas também se refere com o anglicismo “born global”. Em ambos os casos, os motivos para a internacionalização da sua empresa são muito semelhantes, embora as estratégias de realização podem ser muito diferentes.

Os motivos mais comuns para se fazer negócios estrangeiros são saturação e a concorrência intensa nos mercados domésticos, entrada em mercados não saturados, economia de escala, diversificação do risco e mais. A teoria da vantagem absoluta de Adam Smith defende as vantagens do comércio internacional para aumentar a riqueza das nações e o nível de vida. Esta teoria parte de considerar que diferentes países desfrutam de uma diferente dotação de recursos naturais.

Ao ser diferentes dos recursos naturais presentes em cada país, também o é a quantidade de horas de trabalho necessárias para a obtenção de cada unidade de produto. De acordo com Álvaro Solano Gámez, estudante da Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas de Administração de Empresas da Universidade de La Guajira, a aplicação do marketing de estimação propriamente, é limitar essa ferramenta.

As empresas que não visionan no exterior não geram incrementos significativos com relação à economia nacional. Numerosas teorias parciais têm tentado explicar a existência do comércio internacional. São teorias que se concentram em uma área da gestão empresarial. Estas teorias partem da análise dos consumidores e do desenvolvimento do marketing nas empresas. Constata-Se um aumento da diversidade de produtos demandados pelos consumidores e oferecidos pelas empresas.

À medida que a economia se desenvolve, observa-se um aumento na variedade de produtos que são comercializados. Cada vez é mais difícil para um único país abranger a imensa gama de produtos oferecidos aos consumidores. Essas teorias fundamentam a existência de comércio internacional, as diferenças de desenvolvimento tecnológico entre os países. Cada país tem um certo grau de desenvolvimento tecnológico e dispõe de conhecimentos diferentes. As diferenças nos conhecimentos e tecnologias entre os países dão lugar a diferenças nos processos de produção e nos produtos.

  • 2 – Escolha uma hospedagem
  • quanto tempo você começa a semana para poder concretizar seu sonho em uma realidade
  • Qual é a melhor forma de resolvê-lo
  • 1 Rede viária

São produzidos por diferentes produtos que depois são trocados no comércio internacional. Esta teoria baseia-se nas diferenças na formação dos trabalhadores e as diferenças no custo do trabalho. Os países de acordo com estas teorias são especializados em determinados produtos, dependendo da intensidade de mão-de-obra e dos conhecimentos.

Algumas das teorias contemporâneas centradas na análise da diferente dotação de recursos dos países. E não só os recursos naturais, mas também recursos financeiros, tecnológicos e humanos. Michael Porter analisa a razão por que alguns países são sede de empresas multinacionais de sucesso. Sua análise parte das empresas, o ambiente e os fatores que as levam a ter sucesso nos mercados internacionais.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: