Santa Fé (Argentina)

Santa Fé (Argentina)

Santa Fé é a cidade capital da província argentina de mesmo nome, e a oitava cidade mais populosa da Argentina. Está situada no centro-leste do país, às margens da lagoa, Setúbal, perto da confluência dos rios Salgado e Paraná. Também é conhecida com o nome de Santa Fé de la Vera Cruz.

Esta região recebe uma forte influência climática do rio Paraná. No verão, uma massa de ar tropical quente e úmido com ventos persistentes do norte, com temperaturas elevadas domina, enquanto que, no inverno, uma massa de ar polar resfria a região. Junto ao Grande Paraná formam uma área urbana de 850 000 habitantes, ligada pelo túnel que atravessa o rio Paraná. Em Santa Fé ocorreram fatos de relevância histórica, como a assinatura da Constituição Argentina, e todas as suas reformas. Por isso, é conhecida a cidade como Berço da Constituição. A Cordial é outro de seus apelidos. A cidade tem vários pontos históricos, culturais e turísticos.

O Caminho da Constituição de um passeio turístico nos locais onde foi possível fazer a assinatura da Constituição da Argentina. A Ponte de Santa Fé é um importante ícone localizado no acesso leste, sobre a lagoa Setúbal. 10.3 Parque Tecnológico do Litoral Centro, S. A. P. E. M. Existem diferentes versões sobre a origem do nome da cidade. Com relação ao significado de “Vera Cruz”, também existem diversas explicações sobre a sua origem, mas em todas se concorda que “Vera” equivale a “Verdadeira”. ] e Cordial, sendo lema dos tradicionais alfajores Merengo.

Em termos de proximidade, Santa Fé está localizado estrategicamente em relação aos grandes mercados que possuem sistemas de comunicação multimodal. A cidade abrange 268 km2, dos quais 70% é ocupado por rios, lagoas e banhados, por estar localizada entre os vales de inundação dos rios Salgado e Paraná.

  • Criar um Blog informativo, em vez de um especializado
  • 2 Mudanças religiosos
  • Edição de imagens: Adobe Photoshop e GIMP
  • 2 Game Boy
  • 1 Os monárquicos: Agosto
  • Lydia Valentim. Desportista
  • 8 Arrecadação de fundos On-Line e sua regulamentação no México
  • João Carlos Alcaide

] totalizando uma área urbana de 187,6 km2. Em Santa Fé começou um crescimento demográfico muito intenso, ocupando lugares não muito sustentáveis, inundáveis, etc., Da Cidade de Santa Fé possui a menor densidade populacional de todas as cidades mais importantes da República Argentina, com 1513 habitantes por km2, devido a sua vasta extensão territorial. A cidade conta com as auto-estradas de Circunvalação Mar Argentino e a Tangenziale ovest. Originalmente pensadas como limite ao crescimento urbano, atualmente tem-se ultrapassado. A Cidade de Santa Fé recebe uma forte influência do rio Paraná nas condições climáticas, atenuando suas características de mediterraneidad.

] destaca-se pela existência de quatro estações bem delimitadas, pela intensificação da ilha de calor urbana. ] A oscilação diária como a amplitude da temperatura aumenta de leste para oeste, ao mesmo tempo que diminuem a umidade relativa do ar e precipitação. No verão a área chegam massas de ar tropical quente e úmido com ventos do norte que trazem altas temperaturas, enquanto que, no inverno, as massas de ar polar produzem resfriamentos e geadas ocasionais.

A temperatura média no inverno é de 12 °C, com uma umidade de 65 %; no verão é de 26 °C e 55 % de umidade média. A cidade também se vê altamente influenciada pela sua proximidade aos rios Paraná e Salgados, os quais afetam não apenas o clima, mas que podem causar inundações recorrentes para a região. Em abril de 2003, o rio Salgado provocou 150 000 evacuados ao inundar a terceira parte da cidade. Em março de 2007, durante o “ciclo úmido” (entre 1973 e 2020, aproximadamente)―, a grande altura, de ambos os rios influenciou a inundação de parte da cidade, com milhares de evacuados.

] (durante o “ciclo úmido”, entre 1870 e 1920), mas naquele momento o que transbordou foi o rio Paraná. Em 14 de abril de 1573 o fidalgo João de Garay partiu do paraguai, com a intenção de “abrir portas à terra”, para definir um ponto médio entre Assunção e o mar.

A cidade se edifica em torno da Plaza de Armas, com seu Cabildo e a sua Igreja Matriz. Eu tinha onze quarteirões de norte a sul e seis de leste a oeste. Vão entrando os delegados ao Conselho deliberativo, com seus “leather” (melhor uso, a varinha de ébano nas mãos enguantadas e calças alças, com trabilla. Os representantes são acomodados em poltronas de damasco punzó da sala alta, de frente para a mesa presidencial.

Um Cristo estende os braços na cabeceira da ponte. As lisas paredes de tijolo cozido e cal do Paraná tem uma reverberação violenta a luz que vem do exterior. Da metade do teto pende um quinqué com uma bola de óleo de pônei para alimentar os isqueiros. Do lado de fora está formada a tropa provincial.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: