Reputação E Redes Sociais

Reputação E Redes Sociais

Construir a reputação é uma tarefa que leva anos. Hoje, destruí-lo é uma questão de dias e, às vezes, de minutos através das redes sociais. As marcas com uma certa exposição ao consumidor se preocupavam por desenvolver manuais de comunicação para uma situação de crise. As conversas simultâneas na rede, falando exclusivamente sobre a nossa marca, parecem nos forçar a viver em estado de alerta constante. Para a consulta são casos de marcas atacadas por consumidores nos últimos anos.

A exposição a essas prováveis crise, é cada vez maior. Milhões de cidadãos e consumidores julgam, comentam e criticam a cada dia através das redes sociais. Primeiro foi o crescimento do Facebook. Hoje o Twitter se torna a grande rede de líderes de opinião e faz parte da agenda de consulta para os meios.

  • Um cartão de texto conta com espaço para texto, botões e respostas rápidas
  • 2 Argumento ad pessoa humana
  • Participe em grupos do Facebook de seu tema ou cria o teu próprio
  • Como se prepara um para a tarefa de cuidador
  • Narração: apresentação a uma audiência, através de um meio
  • João boro diz

será que Somos mais vulneráveis com a web social? Não, só estamos mais expostos e as redes fazem-nos mais transparentes. É necessário estar presente na conversa, ouvir, preparar-se para dialogar, poder intervir e, quando necessário, responder, esclarecer, dar opinião. Os meios de comunicação continuam a ser a chave. Mas a reputação de uma marca pode destruir em poucas horas, somente através dos buscadores. Os responsáveis de comunicação, guardiões das marcas, dedicam cada vez mais esforços e recursos para gerir essa gigantesca conversa global em que todos, sejamos mais ou menos proativos, estamos envolvidos.

Dito isto, os esforços se dirigem, em primeiro lugar, a estender a necessária cultura social dentro das organizações. Quais são as chaves para entender a web social e poder gerenciar uma situação de crise? É necessário desenvolver um procedimento de atuação para poder administrar uma crise online. Devemos manualizar os procedimentos de atuação, em suma, contar com um sistema de gestão de crise online.

Não existe um único dircom que não esteja familiarizado com cada um desses canais, táticas e ferramentas. Facebook tem 800 milhões de usuários. 62 milhões. José Luis Orihuela, um dos maiores especialistas espanhóis em redes sociais, disse que o Twitter será cada vez mais o sistema nervoso central da sociedade global conectada. Antón Álvarez. Sócio-Diretor da Evercom.

É muito importante definir uma correcta e adequada estrutura de categorias do Blog e colocar bom senso na sua escolha. Não te voltes louco na hora de criar categorias, já que o ideal é que você escolha e segmentes seu Blog utilizando o menor número delas, já que, se temos muitas categorias e pouco conteúdo estamos sendo inconsistentes.

Se eu não acho a conta de Webmaster Google não indexe o meu conteúdo? Sempre que o permitamos a partir da configuração própria de nossa web, o Google indexa quase tudo, mas está longe o tempo que demora em fazê-lo quando não informamos onde você deve ler o nosso mapa de site do Blog. Além disso, o Webmaster é o canal de comunicação onde o Google notificados possíveis erros ou usos incorrectos no nosso Blog. Uma vez que já criamos o nosso blog e queremos apresentá-lo na sociedade, antes de começar a mostrar a conhecidos ou amigos, devemos apresentá-lo ao senhor Google.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: