Quanta Vaidade Há Em Jodorowsky?

Quanta Vaidade Há Em Jodorowsky?

Se deve enfatizar o caráter completamente pseudocientífico da psicomagia. Não se devem fazer afirmações como “há muito tempo Jodorowsky diz que a afirmação de que somente ele podia ser psicomago deixou de ser verdadeira, pois muita gente muito educada e treinada foi encharcado com o seu pensamento” Não há fontes de fazer isso e leva a pensar de que realmente existe tal coisa como a psicomagia. Tenho eliminado da filmografia “Teatro sem fim”, porque não é um curta filmado por Jodorowsky, é a filmagem de “Sacramental melodrama” (Paris, 1965), uma peça de teatro. Não é um filme, nem curto nem longo, e em todo caso não realizado por Jodorowsky.

Alguém voltou a colocar e voltei a eliminar. Insisto em que foi escrita up supra. O filme Tusk não guarda nenhuma relação com o disco homônimo de Fleetwood Mac. Ver resumo sobre o filme no IMDB. Acho que o texto de introdução, requer melhorias e maior precisão.

A anedota com Bretão não é relevante nas primeiras linhas do artigo. Sim eu acho que o curandeiro e o xamã vem ao caso, embora o estilo da redação e, sobretudo, a estrutura da composição ainda não está muito bem sucedida. Mas é certo que há diferenças entre os métodos de curandeiros e de Jodorowsky.

  1. Guti: “Peço uma coleta para
  2. The customer culture imperative
  3. Maïder Tomasena 01/11/2014 Assim é Javier, tudo menos fazer spam
  4. Canal Perfeito para a difusão de seus conteúdos

O que eu acho que não vem ao caso, é o de dizer que é “conhecido de Neruda”. Considero que as “citações soltas” é muito melhor fato, uma inspiração no wikiquote. Coloquei um link externo para as wikiquote. Não sei o que pensais o resto, mas a mim não me agrada a categoria “judeus do chile”.

eu Acho que fazer categorias com base na raça ou na religião é, quanto menos irrelevante. É claro que me parece bem fazer referência às origens de uma pessoa, mas não criar categorias em que se discrimina por raça ou religião. Em geral, criar categorias por sexo, raça ou religião está errado.

Mas não é o caso de Jodorowsky é tremendo, porque ele, embora seja de ascendência judaica, não acredita em Deus (ao menos no deus dos judeus), por conseguinte, não é de religião judaica. Mas claro que tudo isso teria que essas perguntas a ele. E até mesmo tenha em conta que a fé de uma pessoa pode mudar ao longo da vida.

Nos fica a questão da raça: você realmente se parece ideal classificar as pessoas por sua raça? O que faremos quando nos encontrarmos um escritor de pai judeu e mãe católica? e se o escritor é, além disso ateu? Paulo, não sei se contemplarás, da mesma forma que eu, mas você está propondo coisas nas quais não há consenso. Saco o link supostamente crítico ao blog, pois é, sobretudo, uma coleção de insultos pessoais e isso não demonstra a relevância, para o propósito de fazer uma verdadeira critica em condições de Jodorowsky.

Os argumentos ad a pessoa humana não servem para fazer crítica. E mais, se estão cheios de expressões pessoais de volta para ele, e a sua família, cheias de vulgaridade e mau leite, às vezes até mesmo ordinárias e palavrões. A crítica é muito comportada e, portanto, não serve. Volto a colocar o link. Este artigo da wikipédia parece publicitário e nunca mais ler outros pontos de vista. Se você é fã de Jodorowsky, nem peixe. A entrada da Wikipedia não é apenas sobre as obras de Jodorowski, mas sobre a pessoa.

Por isso, uma citação em que se mostrar o descontentamento com a vida pessoal do sujeito é relevante. A única razão válida para remover o link seria se o blog fora de informação demostradamente falsa. De outra forma, eliminá-lo é vil censura por preferências pessoais. Eu já tenho apagado uma vez o link do blog, por considerá-lo impróprio, e vejo que há mais pessoas que também fez o mesmo. Eu de momento estou a passar, porque prefiro evitar guerras de versões.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: