Quando As Redes Sociais As Atualizava O Bolsista De Turno

Quando As Redes Sociais As Atualizava O Bolsista De Turno

O de Guillem Cuberes é mais um exemplo, de quantos muitos estão, hoje, em nosso país, de que o talento em Portugal sobra. Mas agora conta com 22 anos, já desde os 13 este jovem começou a programar, e a delinear o que seria o seu futuro profissional: empreender no mundo da tecnologia. — Guillem, como funciona o algoritmo para filtrar conteúdos que diferença a Groupiest de outras ferramentas? A principal diferença em nosso algoritmo é que não trabalhamos com uma lista de mídia fechada por setores, mas que detectar automaticamente quais são as melhores fontes para cada usuário.

Isto faz com que Groupiest pode ser usado em qualquer setor que produz conteúdo na internet. Além disso, o motor se alimenta do uso que os utilizadores fazem da ferramenta, a parte de tendências na internet para ir aprendendo e antecipando agregadores, oferecendo, deste modo, mais qualidade e actualidade.

— quem é dirigida a ferramenta? “Groupiest” está voltado para perfis de Marketing Online. Em especial, aqueles que seguem uma estratégia de marketing de conteúdo on-line global, que dão mais importância a dar valor ao conteúdo, para ter uma audiência fidelizada. Qualidade acima de volume. A maioria de nossos usuários agora são de Social Media Managers que se quer economizar tempo na hora de atualizar seus perfis de redes sociais, bem como empresas que se preocupam em ter seus perfis nas redes. — Quais são, na sua experiência, as notícias que melhor funcionam em redes sociais? Depende do que se entende por “funcionar”.

Para fins de engagement (que leiam e interajam com o conteúdo), o melhor são os conteúdos que são úteis para o usuário. Dicas rápidas, coisas que o ajudem no seu dia-a-dia, que para lhes proporcionar conhecimento prático. Nas redes sociais, as marcas estão competindo com as atualizações de seus amigos, portais de entretenimento. Você tem que postar coisas muito atraentes, úteis e inovadoras.

Além disso, há que trabalhar as notícias com um bom titular, imagens atraentes e conectá-los aos fluxos de informação: “hashtags”, momentos do dia, etc., E para isso, é fundamental conhecer bem o perfil de seu público. — Quais erros cometem as grandes empresas a gerir os seus perfis em redes sociais? O erro mais comum é falar apenas de si mesmos, porque lhes pode o medo de que seu público se fixe em concorrentes ao expandir a linha editorial.

Há que trazer coisas interessantes, além do seu próprio conteúdo. — Como sabe a ferramenta que conteúdo é o certo? A primeira coisa que olha para o sistema é a qualidade do conteúdo por si mesmo. É dizer a sua extensão, quem o escreveu, em que meios saiu, há quanto tempo é que se publicou, etc

Depois, conforme nossos usuários utilizam a ferramenta, o sistema adapta-se a cada um e recomendar conteúdo dos meios que mais impacto tiveram no passado para esse mercado. — Como você lanzaste a criar esta ferramenta? Em geral, tudo informático busca automatizar tudo o que vê, o que se torna repetitivo ou poderia ser feito mais facilmente.

O marketing on-line é algo que antes deixava a pessoa que menos recebia salário em uma empresa, havia essa sensação de “o bolsista que publica no Facebook”. — O que é exatamente o “content curator”? O conceito de curador, embora tenha ganhado destaque nos últimos anos, é mais antigo do que parece. É uma figura fundamental em museus, exposições de arte e do mundo acadêmico. O curador, por si só, é responsável por selecionar e reorganizar uma coleção de algo, para fazer com que as obras dialogarem entre elas e transmitir um novo sentido, aplicando um novo contexto. O curador de conteúdos faz o mesmo, mas com o conteúdo de um determinado setor ou tema.

  • 2 Sustentabilidade Económica
  • A raiz do blog, muitas pessoas foram colocados em contato com você o Que lhe dizem
  • 18 h. O Mónaco, a ponto de contratar a pérola da Série A
  • O PROTAGONISTA Cristão, insaciável

Encontra coisas interessantes, escreve um pouco sobre o contexto, ou como seu público poderia aplicar esta informação na sua realidade. — Em que sentido o Big Data pode influenciar na cura de conteúdos? Internet é muito grande para que os profissionais possam estar a par de tudo. Ao começar a trabalhar em algo assim, percebe-se imediatamente que, com as tecnologias convencionais não é possível trabalhar com dados na internet. Graças a estas tecnologias, agora é possível analisar em tempo real a repercussão que têm dos conteúdos para reagir a tempo antes de qualquer mudança.

Indo um pouco mais além, os mecanismos de aprendizagem são agora capazes de prever se o conteúdo vai funcionar ou não para um público específico, facilitando a estratégia de conteúdo. — Como está sendo a recepção em Portugal? Entre as empresas que já são conscientes da importância de um marketing de conteúdo correto, nós estamos tendo muito boa aceitação. A gente aprecia muito ter uma ferramenta que encontre conteúdos em português.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: