“Qual O Segredo Para Fazer Um Bom Pão?

“Qual O Segredo Para Fazer Um Bom Pão?

Com mais de 40 anos de experiência no setor, o Google desenvolveu o seu trabalho profissional em países como a França, a Irlanda, a Grã-Bretanha, O Cairo, Tunísia… sempre com sua paixão, o pão, como fio condutor. Se esta delícia é também uma de suas ‘fraquezas’, presta atenção porque… … O que você acha que deve ser o ‘boom’ que está vivendo hoje em dia o pão artesanal? Qual é, segundo você, o segredo para um pão seja bom? Há dois parâmetros muito importantes a observar: os bons ingredientes e a paciência.

Pois para fazer um bom pão é necessário o seu tempo. Ou seja, quanto mais tempo de fermentação tenha a massa, maiores serão os aromas que se desenvolvem nela. Se, além disso, nós adicionamos a massa mãe, teremos reunidos todos os elementos necessários para a elaboração de um bom pão. Que tal está sendo a sua experiência à frente do curso de ‘Alta Padaria’ que começou a dar recentemente ‘Le Cordon Bleu Madrid’?

Estou agradavelmente surpreso com a acolhida e fascínio dos alunos para a padaria e pastelaria. Alguns deles praticam em casa como amadores e vêm para a escola ‘Le Cordon Bleu Madrid’ para adquirir conhecimento e aprender novas técnicas. No entanto, para outros é uma nova descoberta e uma aprendizagem desde o início. Fiquei impressionado como as pessoas respondem e como a paixão pela alta padaria traz para a Escola, pessoas de toda a Espanha.

Para mim é uma honra e um dever transmitir todo o meu conhecimento e saber fazer. Você trabalhou durante muitos anos na França, e também em países como a Irlanda, a Grã-Bretanha, Egito, Tunísia… Como Efectivamente, existe uma cultura de pão própria de cada país. No Oriente Médio, por exemplo, consome-se um pão muito fino e com pouca migalha que, em geral, é feita sobre uma base de farinha de trigo integral; na Tunísia é à base de farinha de sêmola. Na Irlanda e na Grã-Bretanha, o pão de forma, era o pão de referência, mas há alguns anos passou a um segundo plano e, atualmente, é possível desfrutar de uma grande variedade de pães de qualidade.

Estou orgulhoso de ter sido um dos precursores e de ter contribuído com o desenvolvimento da alta padaria em ambos os países. ‘O pão engorda’: ajude-me a desmontar o mito. Segundo os nutricionistas há muitas e boas razões por que não devemos privar-nos este precioso alimento. Quanto ao tema calórico em si, muitas vezes é o que ele colocou o pão que te faz engordar (manteiga, queijo, carnes…). O pão clássico, a base de farinha de trigo ou farinha de trigo integral, não é nada oleoso.

É um produto carboidrato (principal fonte de energia para o bom funcionamento do cérebro e para a parte muscular do nosso organismo). Além disso, a fibra que contém (especialmente os pães integrais) ajuda a regular o trânsito intestinal e previne as doenças cardiovasculares. Sem esquecer, a sua vitamina B. Em conclusão, o pão não só é bom para a saúde, mas que é essencial para o nosso organismo.

  • Adj. Dito de um navio: Dedicado ao comércio intérlope
  • 1 O problema da definição
  • Como vê o lugar que ocupa a magia hoje em dia na sociedade
  • Organização de eventos. Planeie eventos a partir do zero e presta serviço a empresas e particulares
  • 3 As funções da Organização Mundial de Comércio
  • Tenha um Mínimo Produto Viável (MPV)
  • Prestação de um Serviço

A condição para isso é que se trate de um pão de qualidade, sem conservantes, corantes ou aditivos. Dito de outra forma, feito de forma artesanal, com ingredientes de qualidade. ‘O pão que se fazia antes era melhor’: você Infelizmente é uma triste realidade. Estamos longe da época em que os pequenos padeiros, artesãos viviam de seu trabalho, apostando em produtos de qualidade, desprovidos de conservantes e de outros agentes nocivos para a saúde.

há mais de uma década, os grandes grupos dividem o bolo, fabricando em grande volume, o que implica uma descida nos preços e, em consequência, uma menor qualidade do produto. Devemos unir esforços, meios e profissionais, para denunciar o abuso e a propaganda enganosa feita por lobbies do pão.

Devemos aconselhar o consumidor, o impedir. Há que ler as etiquetas com o fim de saber como foi feito o pão e, acima de tudo, quais ingredientes foram usados. Há que saber que um pão de qualidade, além de ser apreciados, se digere melhor e se conserva por muito mais tempo. Eu pessoalmente tenho preferências para as padarias que têm o forno à vista e os funcionários trabalham na frente dos clientes; isso é garantia de um produto fresco.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: