Os Escritórios Se Atrevem Com As Redes Sociais

Os Escritórios Se Atrevem Com As Redes Sociais

a Cada dia são publicados 500 milhões de tweets. Este número é um reflexo fiel da dimensão que atingiu, em poucos anos as redes sociais como meio de comunicação. Twitter, Facebook, LinkedIn, Youtube e, mais recentemente, o Instagram são uma poderosa vitrine, onde se move informação, opinião e debate e, sem dúvida, influencia. Os grandes escritórios que deram o salto para este domínio aproveitam seu potencial e usam o conhecimento de seus advogados, para se posicionar em um ambiente competitivo e, às vezes, agressivo. A indústria legal está começando a perceber, indica, de como as redes sociais podem ajudar os advogados a “construir e consolidar as relações pessoais”, cruciais para o negócio.

Para gerar oportunidades, sublinha, as contas próprias dos advogados são, pelo menos, tão importantes como as contas globais da empresa. De fato, cada vez mais advogados conseguem trabalho como resultado de interações que tenham iniciado ou continuado através das redes sociais, particularmente o LinkedIn. A estratégia de Cuatrecasas consiste em manter um diálogo próximo e transparente com seus seguidores, compartilhar conteúdo relevante adaptado às características de cada plataforma. O escritório entrou no Twitter em 2010 e hoje conta com 20.700 seguidores, o que o torna na empresa mais legal seguida em Espanha no mesmo canal.

Em fevereiro deste ano, baseado no Instagram, uma rede social em expansão que, segundo aseveran, que lhes permite mostrar o seu caráter global com outro tipo de conteúdos. Para a Garrigues, as redes sociais são um meio para estar em contato com todos os seus stakeholders, que abrangem clientes, estudantes, empresas, autoridades, instituições, meios de comunicação, etc.

Cientes de que uma de suas grandes forças é o knowhow de seus advogados, distribuídos em treze países, marcadas como objetivo prioritário comunicar este conhecimento (têm 37.300 seguidores no LinkedIn). Para o escritório, explicam, representam uma oportunidade de difundir conteúdos, mas também de ouvir ativamente, para entender o que é importante para os outros usuários.

Esta estratégia global tem levado à Garrigues a apostar renovar o seu site corporativo, com a idéia de difundir informações cada vez mais úteis para os usuários. A estratégia em redes de assinatura de serviços profissionais da KPMG tem dois objetivos, awareness, entendido como notoriedade e posicionamento, e engagement, que inclui desde a geração de relações vinculadas a serviços até a captação de talentos. O conteúdo que difundem as assinaturas, quem e como? Aly Duncan considera muito interessante o desafio que representa para os advogados compartilhar conteúdo rigoroso e, à vez, adaptado à linguagem das redes.

Para isso, aponta, DLA Piper conta com um time talentoso de profissionais de comunicação, que podem traduzir uma linguagem legal complexo em mensagens claras e de fácil leitura. A empresa oferece treinamento regular para os advogados e os aconselha sobre como criar e controlar a sua marca pessoal. A Garrigues forma a seus advogados, para que transmitam com fluência o dia-a-dia do escritório, que têm de estar conscientes de que, ao comunicar a um público muito diversificado, a linguagem deve ser clara e concisa.

  • Você gosta de conduzir? Esta ideia é para ti
  • Angela Navarro. Especialista em beleza, esteticita e cabeleireira
  • Não configurar corretamente o nosso Blog com WordPress
  • eletrônicos
  • 55 h. Klopp não acredita que o Liverpool fiche mais no inverno

Também é evidenciado talento através de seus perfis, ofertando postos de trabalho com os que procuram advogados com um determinado perfil e experiência. Abrem passo novos canais e formatos de comunicação. A Cuatrecasas tem uma rede social interna, Atticus, em que os advogados compartilham conteúdo profissional como outros de carácter mais lúdico. Por sua parte, a KPMG usa formatos como infográficos, gifs animados ou cinemagraphs com o objetivo de captar a atenção do utilizador.

As redes sociais também têm riscos. Um mal uso destas ferramentas pode vir a manchar a assinatura. No caso de sofrer uma crise em redes, todas elas dispõem de um protocolo de actuação que, na maioria dos casos é reservado. Em primeiro lugar, explicam, estuda-se o alcance da situação e, dependendo de sua intensidade, são tomadas as decisões relevantes, tendo em conta que é sempre melhor ser transparente.

Conheça todas as chaves para inovar em marketing e vendas. Oportunidade. As assinaturas podem temer ser eclipsadas por um ‘advogado estrela’ em redes sociais. Mas, mais do que uma desvantagem, pode ser visto como uma oportunidade para os escritórios, que somam uma marca pessoal de peso. Difusão. Os ‘influencers’ contribuem para a difusão de uma determinada mensagem ou de conteúdos relacionados com a marca, tornando-se prescritores da mesma e conseguindo um maior alcance. Klout. É o índice que mede a capacidade de influenciar que se tem em redes que tem ao transmitir conteúdos Klout analisa diariamente mais de 400 itens de oito diferentes redes sociais para atualizar a pontuação de cada conta.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: