Os Bastidores Da Venda Pela Internet: O Preço Do Posicionamento

Os Bastidores Da Venda Pela Internet: O Preço Do Posicionamento

Que, com a crise aguça o engenho não é nenhuma novidade. Além disso, em um país tradicionalmente cheio de artistas e artesãos mais cedo ou mais tarde teriam que aparecer comunidades especializadas no mundo virtual. A venda ‘on line’ de produtos feitos à mão tem de ser um sucesso em países como Estados Unidos ou Alemanha há cinco anos e agora desembarca no Brasil. Portais como Crafies, Artesanio ou Dawanda pretendem aproximar a loja para casa, tanto para os criadores como para os consumidores destes produtos ‘hand made’. Abrir um blog é grátis e criar o seu próprio domínio web custa uma média de 15 euros por ano. Qualquer um pode ter seu próprio mercado de pulgas na Rede, mas o

Estas plataformas permitem que elaborar bons acessórios, artigos de decoração ou outros acessórios são a maior preocupação para com o criador. Eles se encarregam do resto: manutenção, pagar o domínio do portal e colocar em prática as diversas ferramentas de marketing ‘on line’ para atrair milhares de visitantes e obter o melhor posicionamento nos motores de busca. Diferentes ‘gurus’ de marketing de Rede não deixaram escapar a oportunidade de fazer o negócio da moda do ‘do it yourself’.

As técnicas para atrair tráfego são múltiplas.

Conforme afirma Alberto Lorente, diretor geral de Dawanda Portugal, “fazer-se um buraco na internet é como montar uma loja em um deserto”. Por isso, plataformas que oferecem vender produtos artesanais têm proliferado ocasionando uma atmosfera de tensão entre os grandes portais internacionais e os sites mais simples e localizadas. As técnicas para atrair tráfego são múltiplas. Às vezes, o plano de marketing é servido de várias ‘triquiñuelas’ para escalar posições nos motores de busca. Para um usuário básico, tudo o que acontece na internet parece um milagre, mas nada mais longe da realidade.

  • 1 Antecedentes 1.1 A família González Valenzuela
  • 3 Organização territorial
  • como foi a relação entre ambos?Quem terminou
  • Inquéritos pagos on-line
  • 2013: A velocidade da luz
  • Deixe que falem, é mais fácil dessa maneira
  • 3 Ensinando as habilidades do século XXI
  • 1 Biografia 1.1 Infância

A multinacional alemã, apoiada por anos de experiência e um forte investimento financeiro, sabe como se mover nesta amálgama. Lorente. O que demonstra que neste mundo nada é deixado ao acaso. Como bem especifica Moreno, “esses negócios funcionam com um volume de vendas muito alto, se não, não marcha. A ideia é ter muitas lojas que pagam muito pouco, não o contrário”.

normalmente esse tipo de plataformas cobra a cada artesão uma comissão que varia entre 3% e 10% de cada artigo vendido. Manuel Arrufat, administrador web de Crafies, outro portal espanhol, afirma que os artesãos são informados da comissão a pagar e que “eles entendem o valor que agregamos porque esse dinheiro que nos gastamos em marketing”, garante.

Muitos designers, conhecedores do percentual que se paga de comissão, optar por aumentar o preço de seus produtos. Por exemplo, uma pulseira que na ‘loja on line’ do criador custa 14 euros -17,50 com as despesas de frete-, passa a custar 16 euros -19,50 com despesas em Dawanda.

Não têm que se preocupar com o marketing, mas sim pagar um preço por isso. O valor não é muito alto, mas nem sempre se traduz em vendas. Teresa, que elabora broches e outros artigos, aponta que esses sites “ao ter centenas de milhares de vendedores, ter a visibilidade é mais difícil”. Por sua parte, Eva Marcos, outra designer, em madrid, acredita que “vale a pena estar em uma plataforma deste tipo, porque o cliente pode ver diretamente os produtos, não apenas um anúncio”. Precisamente isto se transforma em outra desvantagem. O cliente deve confiar em uma foto, não é sempre de qualidade, e com uma pobre descrição no melhor dos casos.

A venda ‘on line’ por sua própria conta, não parece tão rentável para estas designers. Eva diz que “não tenho uma comissão, mas tenho de pagar-me o meu próprio domínio web, publicidade e dedicar uma grande quantidade de tempo”. No entanto, Orvalho, designer de bolsas, confirma que algumas vendas são feitas de forma direta, porque “há pessoas que preferem assim, sem ter que registrar-se em qualquer plataforma”. E o que não lhe falta razão. Comprar golpe de ‘click’ oferece uma grande comodidade, mas não é tanto preencher um monte de formulários de registro ou de manter uma correspondência via e-mail com o artesão, sem saber quando irá responder. Outra desvantagem é pagar cegamente, confiando em que não seja mais uma de tantas fraudes. Tudo com tal de que, ao fim dos dias, até mesmo semanas, um pacote ligue para a porta.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: