Os Aumentos De Patrimônio

Os Aumentos De Patrimônio

Coeficientes redutores. Se você já ultrapassou os limites e exceções anteriores e, portanto, tem que declarar seu IP, você deve ter em conta os chamados coeficientes redutores. E o que isso significa? Este segundo método de cálculo só vale para os casos em que os prémios sejam constantes ou com uma valorização anual de 5%, no máximo. Além disso, se você quer economizar contas em algumas guias existem quadros que lhe facilitarão o cálculo. Cuidado com os contratos de seguro que não incorporem um mínimo de risco e duração (o exemplo mais claro que foram os seguros de ‘prémio único’), já que os rendimentos constituem Rendimentos do Capital Mobiliário e não um IP.Perdas. São as Reduções de Patrimônio.

Como temos visto até o momento, você terá mais benefícios fiscais quanto mais tempo aguentar seu investimento; quanto mais tempo passar entre a compra e a venda. Mas esta máxima só é válida se o valor do bem que vai aumentando; isto é, se se geram IP. Acontece o contrário, se o que você obtém são Diminuições: quanto antes faixa maiores serão seus benefícios fiscais, porque subtraídos mais ‘perda’ ao não aplicar a ela os coeficientes redutores. E com a indenização que a sua empresa lhe concedeu por prescindir de seus serviços depois de 20 anos de dura -ou não tão dura – entrega e sacrifício?

E com o IP gerado por algumas ações, que foi lançado em 1995 e tinha comprado em 1990?

o E com a obrigação ‘de cupão zero’ -que consiste em cobrar o principal e os juros apenas ao vencimento – três anos que amortizó o ano passado? E com a cobrança de um plano de previdência? E com o IP gerado por algumas ações, que foi lançado em 1995 e tinha comprado em 1990? Estes casos são exemplos de Rendimentos e Incrementos irregulares, porque foram gerados em um prazo superior ao ano. Se você teve, você precisa saber de três coisas:- Terá que cumprir suas obrigações fiscais através de impresso ordinário.- Terá uma Base Tributável regular e outra irregular.- No próximo capítulo, analisaremos como deve calcular uma e outra bancos.

  • 1 Origem do comportamento do consumidor
  • Procurando ter acesso às redes de distribuição ou a segmentos de mercado
  • Ganhar dinheiro com questionários
  • CIE Automotive Celaya
  • 90% delas já não ultrapassam os dois anos
  • Inquéritos pagos on-line

O reinvestimento na habitação nova ou usada tem que ser feita em um prazo máximo de dois anos (antes ou depois) da venda da primeira moradia habitual. Quais valores devo aplicar os Rendimentos do Capital Imobiliário para cada um destes casos? O que data se deve ter em conta para o período de permanência do elemento patrimonial transmitido?

Ramiro Hernandez Sanz (Toledo)O Especialista Responde: Juan Gómez. Moradia vendida em 1994 não foi gerado para você renda alguma, em 1995, e, portanto, não terá que declarar por ela nenhum desempenho. A comprada em 1995, ao ser uma habitação nova, acarretará o Imposto sobre Bens Imóveis (IBI) o 1/1/96 e, ao ser identificado este tributo com o valor cadastral (art.

1995 – não haverá de considerar-se rendimento algum. Você deve tomar nota zero na caixa ‘casa’. Resumindo, na liquidação do IRS correspondente a 1995, não terá que considerar, qualquer quantidade por Rendimentos do Capital Imobiliário, e não poderá deduzir como despesa o Imposto sobre Bens Imóveis. Miguel Angel Fernández (Madrid)O Especialista Responde: F. Llavona.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: