] Orellana Decidiu Investigar Esta Notícia

] Orellana Decidiu Investigar Esta Notícia

A história sobre as grandes riquezas da américa do Sul inicia-se no Panamá, quando o conquistador espanhol Vasco Núñez de Balboa empreende as primeiras expedições para o interior do país. Em seu caminho, os espanhóis se cruzam com a tribo do índio Comagre, do qual recebem escravos e um pouco de ouro, entre outras coisas. Segundo as crônicas, quando Núñez de Balboa, que realiza o negócio do ouro entre os soldados, ocorre uma discussão entre alguns espanhóis descontentes com a partição.

] Passaram lá dois anos de contínuos fracassos, percorrendo as costas da américa do Sul, sem encontrar nada de relevante. ] Então o descontentamento entre a tropa, era muito grande e quase todos mostravam querer desertar. O primeiro assentamento estável dos espanhóis em território antes foi a cidade de Santa Marta (Colômbia), fundada em 1525 por Rodrigo de Bastidas. Ali se iniciou a conquista das tribos vizinhas, que em sua maioria eram ricas em ouro, o que agravou ainda mais a ambição dos europeus. O termo “El Dorado”, em geral, é aplicado a quase todas as criações fantásticas, inventadas pelos nativos americanos ou imaginadas pelos próprios espanhóis.

  • 2 Sistema de garantia externa
  • 3 Período Neocolonial 3.3.1 Luta contra Fulgencio Batista
  • Escolha as modalidades de pagamento
  • Sergio Sánchez: O outro colegiado que jogou com Boston

O impulso definitivo para a conquista do continente ocorreu em 1528, quando Francisco Pizarro enviou a Portugal os tesouros descobertos por ele em Tumbes (Peru). Quando a notícia de que as riquezas descobertas no Tumbez chegou a Santa Marta, organizou-se a partir daí uma expedição com o objetivo de encontrar uma rota para o Mar do Sul e, assim, adiantar-se a Pizarro na conquista do Peru. A primeira expedição liderada pelo governador interino Pedro Badillo conseguiu contornar a serra Nevada e chegar a Valledupar. Em 1531, o conquistador Diego de Ordas explorou pela primeira vez o rio Orinoco, em busca dos ricos povos do Peru.

Na mesma época, Antonio Sedeño, governador da ilha de Trinidad, decidiu intervir na costa venezuelana em busca de ouro, que era, segundo ele, da “Terra Firme”. Em 1533, Jerónimo de Dortal, tinha sido nomeado Governador de Paria no leste da Venezuela. Então, Francisco Pizarro continuava avançando na conquista do Peru e nesse mesmo ano, envia à Espanha, o tesouro obteve em Cajamarca pelo frustrado resgate de Atahualpa.

Se bem Pizarro coletando inúmeras peças de ouro, ainda não havia descoberto onde se achavam as minas de onde se extraía esse metal, o que fazia supor que estavam no interior do território sul-americano. Dortal chegou a Pária em 1534 e lá se juntou com Alonso de Herrera, antigo lugar-tenente de Diego de Ordas. Herrera remontaria o Orinoco e Ortal realizaria o mesmo trajeto, mas por via terrestre, encontrando-se ambos na altura do cruzamento entre os rios Orinoco e Objetivo.

Herrera chegou primeiro ao objetivo e, em vez de esperar seu parceiro decidiu continuar a rio acima por Meta, até campinas, onde morreu em um confronto com os índios. Em 1528, os banqueiros alemães, Welser de Augsburgo receberam o governo de Venezuela. Um ano depois, Ambrosio Alfinger chegou ao Coro, onde liderou uma expedição para o sul do lago de Maracaibo, onde pretendia encontrar uma passagem para o oceano Pacífico.

] Ao não encontrar ouro no interior do Brasil os exploradores alemães decidiram se aventurar pelo rio Magdalena. ] Lá Alfinger teve notícia sobre os índios da existência de uma província muito rica chamada “Xerira”, embora se lhe tornava impossível chegar até ela por falta de pessoas e armamentos. Assim é que na Venezuela se conjeturan três localizações possíveis para esta terra mítica, duas delas vinculadas diretamente à influência muisca. A primeira referência é obtida por Alfinger no baixo do rio Magdalena, sobre uma rica província chamada “Xerira”, ou seja, parte do planalto muisca.

A segunda variante, a trouxe Diego de Ordas quando os índios do Meta, provavelmente, os goahibo, lhe contam sobre as grandes riquezas que estava rio acima, na cordilheira dos Andes orientais, perto do lugar onde habitavam os muiscas. Jorge de Speyer ou Spira, foi nomeado pelo Imperador como novo Governador da Venezuela, após a morte de Alfinger.

Speyer chegou ao Coro em 1534 e organizou imediatamente uma expedição rumo às terras ao sul do lago de Maracaibo, e mais longe as serras de Carora, onde supostamente havia ouro em abundância. Outro caminho direto seria o vale do rio Zulia, no entanto, a morte de Alfinger por parte de índios guerreira fez com que descartara esta opção.

Enquanto isso, em 1536, Nicolau de Federmann parte, finalmente, em Coro com a missão de socorrer Própria de quem não se teve mais notícia. O itinerário desta exploração seria por Planícies de Carora, até a cabeceira do rio Tietê. ] Belalcázar continuou a explorar o território, já que um índio em Latacunga (Equador) comentou sobre o seu local de origem, uma terra mais para o Norte, chamada de Cundinamarca, cuja tribo havia perdido uma grande batalha com os chizcas (tubos).

Joana

Os comentários estão fechados.
error: