Oito Tendências Tecnológicas A Seguir Em 2018

Oito Tendências Tecnológicas A Seguir Em 2018

O progresso tecnológico vai a um ritmo acelerado Na cabeça tendem a distanciar-se as grandes empresas do setor. No pelotão de caça disputam uma fuga, mas de um ano para outro são poucas as novidades que forem detectados. O tsunami digital que ameaça assolar as empresas que passem de subir para a onda de transformação será muito cru para sobreviver.

Assim que em plena inchamento se podem pescar algumas tendências que vale a pena seguir. Que a inteligência artificial desempenha um papel importante na indústria já sabíamos. Que os modelos de “aprendizagem de máquina” ou “machine learning” evoluíram rapidamente, também. Como também sabemos que ainda há muito caminho por percorrer. Daí que as empresas devem basear parte de seu negócio nesta tecnologia.

Devem explorá-la para obtenção de resultados ótimos negócios. Nos próximos anos, destaca-se o estudo, praticamente todas as aplicações, aplicações e serviços incorporados algum nível de Inteligência Artificial. Algumas destas ferramentas empresariais são, por exemplo, aplicativos inteligentes que não poderia existir um sistema de aprendizagem automática. Este tipo de serviços criarão uma nova camada intermediária entre pessoas e sistemas, graças ao seu potencial de transformar a natureza do trabalho tradicional.

  • 3 Aculturação política
  • 5 Os ingredientes
  • Como se vive este “ir desligando” do doente
  • Se estão nas redes sociais

“pesquisar aplicativos inteligentes, como uma forma de aumentar a atividade humana, e não simplesmente como um caminho para substituir os funcionários”, destaca o analista. Na sua opinião, o poder de uma análise inteligente será, além disso, uma área de grande crescimento e que permitirá automatizar alguns processos como a recolha de dados ou a troca de ideias.

O desafio será, portanto, o uso da Inteligência Artificial para adicionar “valor de negócio”. A era da hiperconectividad não tem feito mais que começar. Com o impulso que tomam as redes 5G, que se encontram agora em uma fase de desenvolvimento, chegam a essa chamada era da “Internet das Coisas”.

A abordagem é simples; se conectar objetos eletrônicos para que “conversem” entre si. Os especialistas prevêem um grande implantação de modelos de negócios baseados nestes objetos inteligentes. Graças a eles, você poderá, entre outras coisas, interagir de forma mais natural com o ambiente, mudará a relação entre ser humano-máquina e aparecerão negócios baseados em outras tecnologias, como o uso de drones ou o carro autônomo.

Tudo isso se traduzirá, na opinião dos analistas, em eficiência energética e um negócio mais sustentável. Serviços de transporte e circulação serão os principais beneficiados. Essa idéia refere-se à representação digital de uma entidade ou sistema do mundo real. Desta forma, estes “gêmeos digitais”, no contexto de projetos inteligentes, serão muito necessários nos próximos três anos. Bem definidos, terão potencial para alcançar uma melhor e mais eficiente tomada de decisões dentro da empresa. É a criação de produtos a partir do mundo virtual.

“Com o tempo, as representações digitais de nosso mundo estarão conectadas com uma figura existente no mundo real, que oferecem capacidades baseadas em IA para permitir a simulação e a análise dos comportamentos humanos”, acrescenta. Empresas de comércio eletrônico, serviços de saúde ou departamentos de estratégia digital podem aproveitar essa mudança a longo prazo para o mundo gêmeo digital integrado.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: