O Que É O Método Lean Startup?

O Que É O Método Lean Startup?

O método Lean Startup é uma forma de iniciar um negócio, baseado na validação de uma idéia, a construção de um produto mínimo viável (PMV) e baixo investimento de dinheiro. Em geral, em escolas, institutos e universidades não se ensina como começar um negócio. As pessoas costumam fazê-lo de uma maneira que envolve muito risco, por isso é importante conhecer este método antes de lançar uma ideia para um negócio. O método Lean Startup leva vários anos nos Estados Unidos e, embora pouco a pouco se vai conhecendo no Brasil, México, Colômbia e Argentina, ainda lhe falta muito para expandir-se.

Lean Startup é uma metodologia de empreendedorismo para validar ideias de negócio inovadoras e implica em uma mudança de perspectiva a que habitualmente se faz nos países da américa Latina. Permite que você evite fazer gastos enormes de dinheiro e tempo, e chegar a uma idéia de negócio que seja rentável. Atualmente, com a situação de recessão estão crescendo o número de empreendedores que querem montar seu próprio negócio, por isso é ideal que tratem de aplicar esta metodologia sem gastar muito.

Às vezes trabalhando durante um ano ou mais e gastando milhares de euros.

1-Se tem uma idéia. 2-Invista tempo e dinheiro no desenvolvimento do produto/serviço. Às vezes trabalhando durante um ano ou mais e gastando milhares de euros. Se acha que o serviço/produto pode ter demanda, mas realmente não se sabe e não se tem informação do negócio e seus clientes potenciais. 3-Dá a conhecer o seu produto ou serviço. O negócio vai bem. Isso acontece uma minoria das vezes. Apenas 5% das startups sobrevive.

O negócio vai à falência e se desperdiça o seu tempo e dinheiro. O objetivo desta metodologia é não arriscar-se a empreender um negócio que não sabemos se terá demanda, se resolverá um problema, se as pessoas vão pagar por isso ou se nos é lucrativo. Em suma, diminuir quanto mais conseguirmos o risco de arruinarnos.

Queremos ir desde o nosso plano A (idéia principal de negócio) até um plano que funcione, com os recursos mínimos necessários. Com relação a isso, eu recomendo que você dedique a algo que você gosta realmente de fazer, o que sentir paixão, tenha conhecimento e que, além disso, possa converter-se em um negócio. Paixão, conhecimento/formação e negócios.

trata-Se de um produto ou serviço que satisfaça as características mínimas que terá seu produto final. Trata-Se de não investir o dinheiro no produto antes de saber o que tem a demanda, resolverá um problema e a gente paga por isso. Por exemplo, o criador do Dropbox subiu um vídeo no youtube com o que corresponderia a seu serviço.

Depois de receber milhares de visitas e comentários positivos, ofereceram-lhe um investimento milionário. Você deve saber se o seu produto/serviço é demandado pelas pessoas, idéias que possam contribuir, a visão das pessoas sobre o seu negócio, etc., É mostrar às pessoas o produto mínimo viável para saber o que dizem, o que pode melhorar, se é requerido, para se resolver um problema, etc

Isso você vai fazê-lo por meio de entrevistas (em cada artigo detallaré cada passo). Por exemplo, o criador da multimilionária Zappos (comprou-a Amazon começou a vender sapatos, que mostrava em um cartão, visitando de casa em casa. Esse era o seu produto mínimo viável. 2/3 empreendedores mudam sua ideia inicial de negócio e acabam fazendo coisas totalmente distintas sua ideia inicial.

  • O Quadrante do Fluxo de Dinheiro. Guia do Pai Rico fazia a Liberdade Financeira (1998)
  • Em mercados de valores mobiliários (aqui você tem um treinamento gratuito sobre investimento em bolsa)
  • 1 Imprensa escrita
  • Retomada de negociações totais sobre o futuro do arquipélago.[332]
  • Meu filho acaba de conseguir a cidadania, e me permite isso ir viver com ele
  • pontos Fortes e fracos da empresa
  • 6 John Pizer, apelidado pela imprensa de “Avental de Couro”
  • 5 Ver também

Por isso, é muito provável que seu “plano A” mude completamente. Mas isso se trata, de ir a partir de uma hipótese que não foi comprovada (plano A) até um plano B, o que você vir uma hipótese. Às vezes vemos empreendedores que têm alcançado sucesso com o seu produto e se tornaram bilionários.

no entanto, muitos deles costumam levar anos a trabalhar em seu produto (o inventor das pulseiras de elásticos levava 3 anos trabalhando nessa idéia simples). Os casos como o de Steve Jobs, que têm uma visão fixa e que, mesmo assim triunfam, não costumam ocorrer. Quando coletamos informações importantes de produtos/serviços que querem as pessoas, se pagassem por eles, se resolvem um problema e, se nos é lucrativo, investimos tempo e dinheiro no desenvolvimento do produto/serviço. Somente nesse caso. Seja a sua paixão: desta forma lhe será dedicado mais horas sem esforço, você estará mais motivado e sempre terá novas ideias para inovar.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: