O Que É Arte?

O Que É Arte?

] A arte é um componente da cultura, refletindo em sua concepção as bases econômicas e sociais, e a transmissão de idéias e valores, inerentes a qualquer cultura humana ao longo do espaço e do tempo. A noção de arte continua sujeita a profundas disputas, uma vez que a sua definição está aberta a múltiplas interpretações, que variam de acordo com a cultura, a época, o movimento ou a sociedade para a qual o termo tem um certo sentido.

14.1 Arte na pré-história (ca. 14.2 Arte antiga (ca. A definição de arte é aberta, subjetiva, discutível. Não existe um acordo unânime entre os historiadores, filósofos ou artistas. O termo arte vem do latim ars, e é o equivalente ao termo grego τέχνη (téchne, de onde vem ‘técnica’). Originalmente se aplicava a toda a produção realizada pelo homem e às disciplinas do saber fazer.

Assim, artistas eram tanto o cozinheiro, o jardineiro ou o construtor, como o pintor ou o poeta. ] Platão, no Protágoras, falou da arte, com o argumento de que é a capacidade de fazer coisas por meio da inteligência, através de um processo de aprendizagem. ] Surgiram nesse contexto, vários tratados teóricos sobre a arte, como os de Leon Battista Alberti (De Pictura, 1436-1439; De re aedificatoria, 1450; e De Statua, 1460), ou Os Clientes (1447) de Lorenzo Ghiberti. Alberti recebeu a influência aristotélica, pretendendo dar uma base científica à arte.

Falou de decorum, o tratamento do artista para adequar os objetos e temas artísticos a um sentido comedido, perfeccionista. Com o maneirismo começou a arte moderna: as coisas já não são representados tal como são, mas tal como as vê o artista. A beleza se relativiza, passa-se a beleza única renascentista, baseada na ciência, as múltiplas belezas do maneirismo, decorrentes da natureza. Apareceu na arte um novo componente de imaginação, refletindo tanto o fantástico como o grotesco, como se pode perceber na obra de Brueghel ou Arcimboldo.

  • Nice: Gómez Noia e Alarza, título
  • Publicidade digital: o banner no mundo programático. Manuel Rodríguez
  • Opção de comprar o seu próprio domínio com o Google Parceiros
  • Lançamento de um novo tema Twenty pyramid solitaire
  • Os influenciadores nas Redes Sociais

Giordano Bruno foi um dos primeiros pensadores que prefiguró as idéias modernas: dizia que a criação é infinita, não há centro nem limites -nem Deus, nem homem-, tudo é movimento, dinamismo. Para Bruno, há tantos artes, como artistas, introduzindo a idéia de originalidade do artista. ] Jean-Baptiste Dubos, em Reflexões críticas sobre a poesia e a pintura (1719), abriu o caminho para a relatividade do gosto, arrazoando que a estética não é dada pela razão, mas pelos sentimentos. Assim, para Dubos a arte comove, chega ao espírito de uma forma mais direta e imediata que o conhecimento racional.

Dubos possibilitou a popularização do gosto, opondo-se à regulamentação acadêmica, e introduziu a figura do ‘gênio’, como atributo dado pela natureza, o que está além das regras. ] Autores como Novalis e Friedrich von Schlegel refletiram sobre a arte: a revista Athenäum, editada por eles, surgiram as primeiras manifestações de autonomia da arte, ligado à natureza. Arthur Schopenhauer dedicou o terceiro livro de O mundo como vontade e representação, a teoria da arte: a arte é uma via para escapar do estado de infelicidade próprio do homem.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: