O Mercado Nua Ao Barça

O Mercado Nua Ao Barça

Em uma jornada sem precedentes, o Barça apurou o mercado de transferências até o último minuto, mas topou de cara contra a sua falta absoluta de planejamento e a dura realidade de um mercado enlouquecido. O clube volta a selva do mercado trastabillado, com os bolsos cheios, mas com as mãos vazias. E com a convicção interna, na torcida e quase todos os segmentos do clube, de que o verão se foi sempre por trás dos acontecimentos. O Barcelona começou o mercado a acreditar que Neymar se tinha e que as notícias sobre seu mal-estar eram um boato jornalístico, e foi encerrado o prazo, com Neymar de fora, e sem que se possa reforçar como queria.

O resultado é que a 2 de setembro, o Barça não tem o modelo que eu queria, nem o treinador, o que pedia. Hoje comparecem os máximos responsáveis da organização esportiva, e explicando que o clube optou pela prudência e preferiu não desperdiçando o patrimônio do clube. É verdade: o mercado tem enlouquecido, e quando te pedem 160 milhões por Coutinho ou 80 por Di Maria, o racional e o razoável é não pagar esses números.

E os que observamos a realidade blaugrana somos obrigados a ser honestos e admitir: se chegam a pagar 160 milhões por Coutinho, teríamos denunciado. Portanto, toca aplaudirlo quando não são eliminados. Agora bem: uma decisão sensata não pode cobrir uma evidente falta de planejamento. Foi o clube quem disse que viria um ou dois jogadores, agora, se você não chegaram terão que assumir-se responsabilidades ou dar explicações convincentes que hoje espera uma massa social blaugrana cada dia mais inquieta.

O balanço final é que nesta janela de transferências serviu para mostrar a extrema fraqueza do Barça no mercado, o que o deixou nu. Têm contratado o que queria e não conseguiu contratar os que desejava. É hora de lembrar pela enésima vez a única fórmula que nunca falha: contra o mercado só vale a pedreira. Barça, mais uma vez, a velha verdade: o mercado é caro, a pedreira barata.

Qual é o seu comportamento no Facebook. Outro benefício das redes sociais que destacaria é que, com a publicidade paga vamos poder chegar a mais pessoas e com um custo menor que outros canais como o google Adwords. Não em vão, a publicidade no Facebook Ads se tornou uma das grandes apostas por muitas empresas para conseguir aumentar suas vendas. Mas não devemos negligenciar outros meios sociais, como a publicidade no Twitter com o que também vamos poder obter bons resultados.

  • 2 Artigos científicos
  • 2 Napoleão Bonaparte
  • 25% são homens
  • O modelo de negócios monopolista

Veja a imagem abaixo. ¡Investindo muito pouco dinheiro por dia estamos chegando a obter um custo de 0,01 por cada clique no link! Em função do tipo de negócio ou a temática de nossos conteúdos serão mais adequadas redes ou outras. Se fizermos uma boa estratégia de social media que não permita fazer uma boa gestão das mesmas, isso não permitirá que o dia a dia, semana a semana, mês a mês possamos melhorar a reputação do nosso negócio.

Mas, se ao contrário cometemos muitos erros em Redes Sociais e fazemos uma má gestão das mesmas, poderíamos chegar a gerar um caso de reputação negativa da nossa marca. Este talvez seja um dos principais objetivos das marcas e dos negócios no panorama social, já que anseiam e desejam dispor de uma comunidade de dezenas de milhares de seguidores da sua marca ou negócio. Mas para isso, devemos definir muito bem o tipo de usuários que esperamos conseguir para que com isso possamos aumentar o número de seguidores de qualidade, apostando desta forma o valor qualitativo e não quantitativo.

gostaria de saber como eu consegui em 2 anos mais de 10.000 seguidores de qualidade no Twitter? Boa Estratégia de Social Media. Melhorar o engajamento no Blog. Conseguir aumentar os marcadores sociais. Conseguir mais leitores no Feedly. Aumentar o número de assinantes do Blog. Melhorar a imagem de sua marca pessoal. Melhorar a imagem de seu negócio. Conectar-se com outros profissionais.

Chegar a acordos com outros profissionais. Outra coisa de que se pode tirar muito partido é usar as redes sociais para testar novos produtos antes de retirá-los ao mercado. Desta forma, podemos medir uma primeira fase de aceitação social, sem nem se quer ter de ter investido dinheiro em sua fabricação. Aqui você tem um exemplo muito claro da marca Heinz. 500,000 votes for “yes” and we’ll release it to you saucy Ato. Heinz quis sabe que muita gente gosta de combinar o Ketchup e a Maionese de cada vez, pelo que perguntou a seus seguidores que se gostaria de um produto que unisse os dois ingredientes.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: