Notícias Do Dia 27 De Outubro De 2018

Notícias Do Dia 27 De Outubro De 2018

veja todos os conteúdos do dia ou fazer o download do PDF de nossa edição impressa. Regal Barcelona e Caixa de Trabalho vencem em Portugal e o P. E. Assim, se temos em directo o jogo de Copa entre Univ. Francisco J. Sanmartín analisará amanhã em Miami O mundo do trabalho na encruzilhada actual de Portugal. A Guarda Civil parar um vizinho de Navalmoral por fraude 23.000? O selo O Páramo apresenta esta quinta-feira a obra de Miguel Hernandez.

O governo do Balta se iniciou com uma lenta tarefa de reorganização. No ano seguinte, por intermédio dos Estados Unidos, firmou-se um pacto de trégua com a Espanha e, em 1879, foi assinado o tratado definitivo de paz em Paris. A dívida da independência não foi paga. Nas Eleições presidenciais do Peru de 1872 queria lançar a candidatura de seu irmão João Francisco Balta, finalmente decidiu apoiar a de um ex-presidente, o velho general José Rufino Echenique.

Também se apresentou como candidato o doutor Manuel Turíbio Ureta, Fiscal Supremo, que postulava como líder dos liberais e Pardo, como líder do recém-fundado Partido Civil. Houve uma luta tensa entre o militarismo e o civilismo, mas, finalmente triunfou Pardo; nos dias seguintes os telegramas do interior ratificaram o triunfo.

  1. Maria Garaña. Vice-presidente de soluções empresariais da Microsoft EMEA
  2. 2 Seleção K
  3. Obter maior difusão local do seu negócio ou empresa
  4. 2 Criativo vs analítico

4.657 eleitores, Pardo obteve 2.692 votos. Mas, de 22 de julho de 1872, explode a Revolta dos coronéis Gutiérrez, encabeçada pelo maior deles, Tomás Gutiérrez. No mesmo dia do golpe de estado, Tomás Gutiérrez solicitou a subordinação das Forças Armadas e, especialmente, da Marinha de Guerra do Peru. No entanto, no dia seguinte, a Marinha assinou um manifesto à Nação, no qual fazia explícita a sua decisão de não apoiar o governo de fato. O presidente eleito, Manuel Pardo e Lavalle, foi levado por Manuel Melitón Carvajal para a fragata Independência, que o transportou o Pisco, resguardando, assim, a sua pessoa.

Com o passar das horas vários grupos de cidadãos saíram às ruas, vociferando contra os Gutiérrez. No dia 26 de julho, Silvestre Gutiérrez foi assassinado enquanto ia tomar o bonde na Estação de São João de Deus. Em represália, Marceliano Gutiérrez, que custodiaba a Balta no quartel de San Francisco, mandou assassinar o presidente preso. ] Vendo que o ambiente estava acesa contra eles, Tomás Gutiérrez deixou o Palácio do Governo e mudou-se para o quartel de Santa Catarina, onde se encontrava seu irmão, o coronel Marcelino Gutiérrez.

Ali sofreu o assédio da população. Ambos os irmãos, então, decidiram abandonar o quartel na noite, no meio do fogo de fuzis e canhões. Tomás, de forma imprudente, fugiu pelas ruas de Lima, com o rosto coberto, mas foi descoberto, os militares que o prenderam, não conseguiram protegê-lo mais e uniram-se a Tomás em uma botica, fechando imediatamente as portas.

A multidão rompeu as portas e buscaram a Tomás e ali o mataram com um tiro. Francisco Diez Canseco, assumiu novamente a autoridade suprema provisoriamente pelo assassinato de Balta, em 26 de julho de 1872, enquanto tomava a decisão sobre quem assumiria o governo. O Corpo de Tomás Gutiérrez foi arrastado para a praça e pendurado de um farol em frente ao Portal de Escrivães. Horas mais tarde, fez-lhe companhia, pendurado de um farol próximo, o cadáver de seu irmão Silvestre, conduzido a partir da igreja dos Órfãos. As casas, os irmãos foram reduzidas a escombros.

Ao amanhecer do dia 27, ambos os corpos apareceram pendurados das torres da Catedral, nus e cobertos de horríveis feridas, a uma altura de mais de 20 metros; um espetáculo nunca antes visto na capital. Horas depois foram quebradas e as cordas que os sustentavam, caindo os corpos no chão, que se esmagaram contra as telhas.

Herança Zevallos, assumiu o comando o dia 27 de julho do mesmo ano. Balta e transferir o cargo ao presidente eleito, Manuel Pardo e Lavalle. Durante os sete dias em que esteve no poder, formou um gabinete presidido por Juan Antonio Ribeyro, reitor da Universidade de San Marcos, que assumiu a pasta das Relações Exteriores. Fizeram parte deste Ministério: Manuel Morais (Governo), José Eusébio Sánchez (Justiça), José de la Riva Agüero e Looz Corswarem (Fazenda) e o General Francisco Dez-Canseco (Guerra).

Joana

Os comentários estão fechados.
error: