Menos Impostos Para Os Que Realizem Negócios

Menos Impostos Para Os Que Realizem Negócios

Passado o verão é um bom momento para empreender novos projetos e colocar em prática essas ideias que estiveram rondando a cabeça durante meses, talvez durante anos. Empurrados por falta de trabalho ou porque a recessão econômica começa a dar vislumbres que por fim acaba, centenas de empreendedores que se lançam agora a abrir o seu negócio.

Mas a rentabilidade de uma empresa não é apenas econômica, é preciso olhar sempre a rentabilidade fiscal. Especialmente agora, que entrou em vigor a Lei de Empreendedores com novos incentivos fiscais. O autônomo ou a sociedade? A primeira coisa que você terá que decidir é se torna autônomo ou cria uma sociedade.

A burocracia é menor se você é autônomo, mas não o tipo de tributação. Os especialistas fiscais concordam que a partir de 40.000 ou 50.000 euros de receitas é conveniente prever a constituição de uma sociedade. Para valores inferiores não vale a pena. Se constitui uma sociedade, terá que cobrar da mesma, um salário como administrador e diretor da mesma, que pode modular para que seja uma quantia que atenda suas necessidades e que suporte uma taxa de imposto não muito elevado.

Mas constituir uma sociedade requer maiores obrigações documentais e formais. Até 50.000 euros a previsão de receitas anuais, deverá ser autónomoLos que iniciarem atividade este ano estão de parabéns, porque contarão com novos benefícios fiscais, tanto se são empresas como empresários que alimentam no IRPF. Em particular, terão uma redução de 20% sobre os rendimentos a declarar por essa atividade no IRPF durante dois anos a partir de que obtenha resultados positivos em sua atividade.

no entanto, o montante máximo dos rendimentos líquidos sobre os quais pode aplicar esta redução é de 100.000 euros anuais. É dizer, que se você entrar 100.000 euros líquidos (após a dedução de despesas e outras deduções), 20.000 se leva para casa, sem pagar nada de impostos por eles. Se o empreendedor obtém 50.000 euros como rendimento líquido, serão 10.000 que é deduzido antes de aplicar a taxa impositiva.

O normal é que, quando se começa uma atividade não se concretizem benefícios desde o primeiro ano, e a tendência é que passem pelo menos, três ou quatro anos até ver resultados positivos. De fato, se não há benefícios não se pagam impostos. Mas também se protege da argucia que pode ocurrírsele alguém que já tenha uma empresa: abrir outra para realizar a mesma atividade e pagar menos a Fazenda. Comunidade de bens. Por outro lado, quando se juntam dois amigos que querem montar um negócio existe uma fórmula bastante desconhecida, que é a comunidade de bens. É mais fácil do que criar uma sociedade e se tributa o percentual de participação que tem na sociedade.

  1. Academia de dança
  2. 1 Crítica marxista à economia clássica
  3. Reviews (comentários) especializadas de produtos ou serviços
  4. “o Meu sistema não é importante para um hacker”
  5. 1 Dallas Cowboys
  6. A empresa compete em uma indústria de grande crescimento
  7. Uns se dão de alta e simplesmente nem lerão o Ebook
  8. 2 Sucessos de outros compositores

Suponhamos que se juntaram a mais três amigos -cada um com 33%, e obtiveram um rendimento líquido do negócio de 12.000 euros. Se têm constituído uma comunidade de bens só tributaría por 4000 euros cada um. Os especialistas consideram que esta é uma forma muito competitiva de começar e, em seguida, pode ser alterado para sociedade limitada. Empresário de responsabilidade limitada.

Além da rede de distribuição de comida, os grevistas formaram comitês de vigilância para que a banana não é serra golpear. Na primeira semana, a greve foi apenas parcial em Espanha e em Sevilha: lá a United Fruit Company contratou trabalhadores, conhecidos como “pernas pretas”, para substituir os grevistas. Quando essas pessoas começava a colher, grandes grupos de grevistas apareciam ser regida a que podem impedir isso e destroem o banana enquanto cortava.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: