Marketing Digital, Além Das Redes Sociais

Marketing Digital, Além Das Redes Sociais

Há mais de 10 anos, a convite tivesse chegado por outro meio. Pedro Sánchez pode evitar as eleições. Mas não foi bem assim. Nesta ocasião, o Twitter foi a escolhida. As redes sociais têm escravizado todo o tipo de contato. É mais fácil escrever 140 caracteres que fazer uma ligação telefônica. No mundo do marketing esse êxodo foi notado com força. Cada vez são mais as empresas que apostam em tornar-se um espaço no mundo do social network, em busca de um público muito mais amplo.

no entanto, criar uma marca usando redes sociais não é diretamente proporcional a saber digitalizar uma empresa, diz Eventosfera, uma firma especializada em comunicação digital. “Muitas empresas acreditam que a transformação digital em seus departamentos de marketing tem que ver apenas com estar no Twitter e Facebook, mas não é assim”, argumenta Armando Ruiz, especialista independente em comunicação e publicidade. 1.- Voltar ao básico.

A página web é o lugar tradicional, onde se concentra a estratégia digital, diz o Instituto de Marketing. “É o quartel-general”, acrescenta. Para pegar o público é necessário inovar em imagens e conteúdo. Uma página de Internet, você pode complementar com blogs, chats, fóruns, ferramentas com as quais o consumidor se sinta identificado e possa, assim, dedicar muito mais tempo a ela, explica Ruiz. 2.- Um bom cão.

  • 4 Condições médicas
  • Investiga quais estão usando a sua competência e seus seguidores
  • Thiago exige garantias de que vai jogar
  • 2015: Madalena Feat. Mike Bahia
  • Incentivos por assinatura
  • As séries de 2016: clássicos de volta à espera de Laura Palmer
  • Omar Perez, nascido em 19 de março de 1964

O SEO (Search Engine Optimization, conjunto de ações que contribuem para melhorar a visibilidade de um site nos resultados de pesquisa) é fundamental para a transformação digital. O site deve-se posicionar no território onde estão os clientes potenciais, explica o portal 40defiebre, um portal, um especialista em marketing digital.

3.- . O SEM (Search Engine Marketing) é colocar um anúncio na página dos buscadores. O objetivo desta ferramenta é chamar a atenção dos potenciais clientes. “É um marketing de pagamento e os resultados dependerão, em grande medida (mas não em exclusivo) do orçamento que se possa atribuir a esta estratégia”, argumenta o Instituto de Marketing Online. 4.- Novos canais. As redes sociais vão além do Twitter e Facebook.

Para pegar os clientes podem usar outras ferramentas, como vídeos do YouTube, eu Vim, Instagram, LinkeIn, Google Plus, Tumblr, Pinterest, Periscope, Snapchat, Médio, TripAdvisor, entre outras. A maioria dessas aplicações são consultadas pelos usuários através do seu telemóvel. Segundo a Associação de Propaganda, Marketing e Comunicação, em Portugal, 15,4 milhões de usuários de telefones inteligentes e estes tornaram-se o principal dispositivo de acesso à Internet, em detrimento do PC ou Tablet.

Um usuário dedica, em média, três horas e 23 minutos por dia no olhar as aplicações no seu telefone. 5.- Fortalece o computador. A especialização, em cada uma das ferramentas que se use ao empreender a transformação digital através de um departamento de marketing, será a chave para chegar a bom porto. “Um especialista em redes sociais, não necessariamente é especialista em SEO”, explica Ruiz. “A chave é construir equipes multidisciplinares que contribuam com diversos pontos de vista sobre o planejamento de uma estratégia”, diz Ruiz.

Wrestlemania era um evento de pay-per-view (pay-per-view) que Vincent K. McMahon mercadeó como o Super Bowl de luta livre profissional. A WWF chegou a seu ponto mais baixo quando se fizeram acusações de abuso e distribuição de esteróides contra McMahon e a WWE em 1992, unidas a acusações de assédio sexual de parte de vários de seus funcionários.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: