Marketing De Serviços

Marketing De Serviços

]. São as estratégias de marketing, ou esforço de marketing e devem ser incluídos no plano de marketing (plano estratégico). A empresa usa esta estratégia quando quer chamar mais clientes. E é por isso que se considera importante. O conceito de “mix de marketing” foi desenvolvido na década de 1950 por Neil Borden, que listou 12 elementos, com as tarefas e preocupações comuns do responsável do marketing. Produto ou serviço: No marketing de um produto é tudo aquilo (tangível ou intangível) que é oferecido a um mercado para aquisição, utilização ou consumo e que pode satisfazer uma necessidade ou um desejo. Pode ser chamado de produto a objetos materiais ou bens, serviços, pessoas, lugares, organizações e idéias.

As decisões em relação a esse ponto, incluem a formulação e apresentação do produto, o desenvolvimento específico de marca, e as características da embalagem, rotulagem e embalagem, entre outras. Preço: É, principalmente, o valor monetário de troca associados à transação (embora também se paga com o tempo ou esforço). No entanto inclui: forma de pagamento (dinheiro, cheque, cartão, etc.), crédito (direto, com documento, prazo, etc.), descontos em breve pagamento, volume, custos, etc

Este, por sua vez, é o que se coloca por meio de uma pesquisa de mercado prévia, a qual, definir o preço que será atribuído ao entrar no mercado. Há que se destacar que o preço é o único elemento do mix de marketing que fornece receitas, pois os outros componentes apenas produzem custos.

Por outro lado, você deve saber que o preço está intimamente ligado à sensação de qualidade do produto (bem como sua exclusividade). Praça ou Distribuição: neste caso é definido como: onde comercializar o produto ou o serviço que lhe é oferecido (elemento imprescindível para que o produto seja acessível para o consumidor).

Considera o manejo efetivo do canal de distribuição, devendo ser conseguido que o produto chegue ao lugar certo, no momento certo e nas condições adequadas. Inicialmente, dependia dos fabricantes e agora depende dela mesma. Apresentação: Os clientes formam impressões em parte, através de evidências físicas, como edifícios, acessórios, disposição, cores e bens associados com o serviço como pastas, etiquetas, folhetos, rótulos, etc

Ajuda a criar o “ambiente” e a “atmosfera” em que se compra ou realiza um serviço e dar forma às percepções do serviço com os clientes, em essência, tangibilizando o serviço. Produtividade: É a relação entre os resultados e o tempo utilizado para obtê-los: quanto menor for o tempo que leva para obter o resultado desejado, mais produtivo é o sistema e reduzir custos.

  • Televisa Enseada
  • 2 Anos de 2010
  • Links para páginas da web recomendadas com uma pequena explicação das mesmas
  • VERA-GAMBOAR, L. 1998. História da sexualidade, Rev Biomed (1998), 9, 116-121
  • 12 ► Exemplo real de objetivos do plano de Marketing Digital
  • 22 de agosto de 2000 — O diretório tema é implementado. [28] (cessou de existir)
  • Projetos muito interessantes e dos mais atraentes
  • 2 Vantagens e limitações da etnografia

, Maioritariamente, estas três últimas aplicam para as indústrias hoteleiras e turísticas. ] adicionados outros itens à mistura, mas ainda estes não são generalizadas, nem são aceitos maioritariamente. O Co-marketing: Marketing de partie (simbiótica) é o processo de uma empresa em que podem viver tanto da corporação e uma sociedade, uma empresa e um consumidor, o país e outro país, o ser humano e a natureza. O 7Cs Compass Model por Koichi Shimizu é um quadro de co-marketing (marketing comensal ou marketing simbiótica). C3) Custo -(significado original do latim: constare que há sacrifícios): produção, venda, custo de compra e custo social. Canal -(significado original é um Canal): Fluxo de mercadoria: canais de comercialização.

Comunicação -(significado original do latim: Communio troca de sentido) : comunicação de marketing: não promover as vendas. Além dos consumidores, existem diversos fatores ambientais externos, incontroláveis cercando as empresas. Freqüentemente se confunde com a promoção. O cross-marketing descreve a prática em duas entidades individuais das empresas trocando canais de comercialização para benefício mútuo. Um novo produto, serviço ou marca cria aqui. ↑ E. J. McCarthy (1984). Basic Marketing: a managerial approach (8ª edição). 46. Citado em Michael R. Czinkota; Masaaki Kotabe (2001). Administração de marketing (2ª edição). ↑ Koichi Shimizu (2014) “Advertising Theory and Strategies,” 18th edition, Souseisha Book Company.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: