Manual De Facebook. Estratégia De Social Media Marketing

Manual De Facebook. Estratégia De Social Media Marketing

deixo-Vos a apresentação que eu estou usando em minhas aulas de Social Media Marketing: Facebook Avançado. Como vereis, não é um manual básico para usar o Facebook. Pode-Se dizer que é um manual de boas práticas e estratégias para usar Facebook. Eu acho que pode dar uma visão diferente ou complementar em vossas ações nas redes sociais, mas alguma coisa, talvez não se entenda, ao faltar a explicação que existe por trás. Talvez alguma coisa vos soe algum exemplo de outros manuais. Pode ser, porque na hora de fazê-lo, eu peguei ideias de dezenas de apresentações. Facebook, além de nos ajudar a estar em contacto com os nossos amigos, pode nos servir para potenciar o negócio.

Para isso é a essência encontrar nosso público-alvo, ou seja, para aquelas pessoas que ficariam contentes de receber novidades ofertas, descontos, dicas… do produto ou serviço da nossa empresa. O que você faz no Facebook tem que ser coerente com a sua estratégia de marketing offline. Facebook tem algumas regras de convivência que há que conhecer, porque são muito fácil de passar. Facebook é uma plataforma externa e se trabalha apenas com eles coloca em risco o conhecimento de seus clientes. Não podemos nos conformar com a encher a nossa comunidade de fãs, agora há que ter que permanecer na comunidade seja rentável, tanto para a empresa como para os fãs.

  • Quais são as palavras-chave que ajudarão a posicionar a sua Marca Pessoal
  • de Acordo com a linguagem de programação empregado, por exemplo: Active Server Pages,
  • São definidas de KPIS de medição e acompanhamento
  • Como encara a Feira do Livro de Madrid
  • Poder enviar os usuários para as nossas redes sociais durante o fluxo de participação
  • Por que ensinar estratégias de aprendizagem

Com o marketing de conteúdo pretende-se atrair, de forma indireta, a potenciais clientes que buscam informações sobre um determinado tema, e assim, de forma sibilina, que a conheçam e a tenham em conta como uma possível solução. Para as empresas, a produção de conteúdos relevantes e com potencial de se tornar virais, não é simples. Cada vez está passando mais, usando a terminologia do marketing tradicional, do push ao puxar a difusão de conteúdos.

A estratégia não consiste em gerar muitos conteúdos e distribuí-los em todas as partes. Cada vez mais se trata de refletir sobre a qualidade e estar no lugar onde tem que estar. O uso das redes sociais está evoluindo. Cada vez mais, tende a fazer parte de plataformas segmentados que correspondam a um interesse determinado. A idéia de uma comunidade reduzida e, em certa medida, “elitista”, em que se reúnem as pessoas que compartilham interesses em comum, fornece uma maior identificação por parte dos usuários. Vejamos como exemplo o caso de FormadoresenRed, uma rede social vertical que tem claramente esta abordagem.

Esta rede social dirigida aos profissionais da formação e consultoria. Nelas se pretende aglutinar os profissionais da formação, de forma que se aproveite da inteligência coletiva para a criação de cursos, pesquisas, eventos, notícias, recursos… relacionados com o mundo da formação. O marketing de conteúdo seria estar no lugar certo e com informações relevantes.

A soma de ambas fornecem algumas sinergias que não se conseguem separadamente. Março está sendo um mês de mudanças no Facebook. Além da melhoria da ferramenta “Páginas em observação” e do news feed dos usuários (que mostra imagens e vídeos de maior tamanho), a rede social por excelência também introduziu novas funções em suas campanhas de publicidade. As mudanças na publicidade do Facebook se podem resumir na criação do nível “conjunto de anúncios”. Até agora tínhamos a campanha e dentro dela, se abrangiam os anúncios que queríamos publicar no Facebook, com diferentes orçamentos, público-alvo, textos, imagens e objetivos.

Agora já se podem criar conjuntos de anúncios dentro das campanhas, que, por sua vez, pode abrigar diferentes anúncios. Se você é um habitual do Google Adwords ou conhece o seu funcionamento, provavelmente esta novidade lhe seja familiar. Um grupo de anúncios está pensado para direcioná-lo para o mesmo público-alvo da campanha, mas com um foco particular. A única novidade que você poderá ver se você tem em marcha alguma campanha de publicidade é o que aparece por defeito um “conjunto de anúncios”, que antes não existia, mas seus anúncios, não terão sofrido alterações. Além disso, visualmente é mais atraente, e onde antes ficava “criar anúncio”, agora coloca “criar anúncio no conjunto de anúncios”.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: