História Da Informática

História Da Informática

o desenvolvimento deste projeto se envolverá alunos do Ciclo Formativo de Grau Superior de Marketing e Publicidade, e de Gestão de Vendas e Espaços Comerciais de ambos os centros. Sob a coordenação e a supervisão do corpo docente especialista na matéria, os alunos desenvolverão as atividades das diversas fases do projeto.

Clube Nexus foi a primeira rede social especial para universitários, mas em 2003 e 2004, começaram a aparecer sites semelhantes em toda uma série de centros acadêmicos. O Daily Jolt, um tipo de comunidade de debate, estava em marcha a partir de 1999, como uma espécie de boletim comunitário e operava em doze universidades. 2003 em duas universidades da Califórnia com ex-alunos de Irvine.

Um serviço para encontrar um companheiro chamado WesMatch triunfa na Wesleyan University. Seus empreendedores fundadores haviam lançado uma versão do mesmo no Williams College e estavam entrando em Bowdoin, Colby e Oberlin. Em Yale, O College Council, gerido pelos estudantes, em fevereiro, lançou um serviço para encontrar namoro, chamado YaleStation, apenas uma semana depois da estreia de Thefacebook. No final do mesmo mês, cerca de dois terços dos estudantes já haviam se inscrito. CUCommunity, que havia começado em Columbia.

Tanto as páginas de Yale como as de Columbia estavam ganhando muitos adeptos antes da irrupção de Thefacebook. Ao final de 2003, as universidades da Ivy League pareceram ter decidido coletivamente que os diretores deveriam pendurar na Internet. Os governos de Cornell, Dartmouth, Princeton, Penn, Yale e Harvard se queixavam de administração é universitárias pelo fato de que seu diretório não estiver em formato digital. O que levou Zuckerberg a criar Thefacebook e contas com seu nome. Estudantes de todas as partes também haviam sido influenciados pela rápida ascensão de Friendster, e muitos estavam frustrados ao ver como fracasaba.

o MySpace já começava a passar a cabeça por Los Angeles e no mundo da música. Aaron Greenspan, um sênior de Harvard, lançou um serviço lá em setembro de 2003 chamado houseSYSTEM. Permitia aos estudantes das residências de Harvard comprar e vender livros e comentar sobre as aulas, entre outras aplicações. Também convidava os alunos a carregar suas fotos em algo chamado Universal Face Book.

HoouseSYSTEM foi polêmico pelo uso que fez das senhas dos estudantes e não nunca obteve muito sucesso, apesar de quase duzentos universitários se inscreveram para testá-lo. Os três trabalharam de forma irregular na idéia de que se tornaria no ano seguinte, em Harvard Connention. Contrataram dois estudantes de ciências da computação e não conseguiram fazer um bom projeto para Harvard Connection. Em 2003, em Harvard, Zuckerberg começou a fazer testes com aplicativos projetados para meninos maus que tinham uma orientação basicamente social: primeiro Course Match, então Facemash. Narendra e o Winklevoss se puseram em contato, ele concordou em ajudá-los, mas agora diz que o considerou apenas como mais um de seus projetos de software.

Zuckerberg trabalhava a temporadas escrevendo códigos para Harvard Connection. Ao cabo de algumas semanas, perdeu o interesse. No final, o trio de Harvard Connection acabou acusando Zuckerberg em uma demanda federal de ter roubado sua propriedade intelectual. O caso foi resolvido em meados de 2008 com o requerimento de que ambas as partes não revelassem os detalhes. Mas em certos documentos do processo veio à luz. Demonstrando que Zuckerberg começou a evitar os três fundadores de Harvard Connection.

  • Tathiana Silva
  • A idade e o sexo do seu público-alvo
  • 11º C. Sainz (U) Renault 1’05″652 +01″582 16
  • E eles gostam de peitos
  • Aumentar o engajamento
  • Publicar de 4 a 6 conteúdos diários
  • O primeiro motivo está relacionado com a eficiência, pois realizarías muito poucas publicações

Harvard Connection estava concebido em boa parte como um guia de lazer e como um serviço para encontrar um companheiro. A intenção era a de mediar com promotores e ganhar uma percentagem sobre o processo. Thefacebook era uma página não-comercial. Se propunha a substituir os diretórios de estudantes não-virtuais e baseava-se na informação sobre as pessoas. No Facebook tudo o que gerava os usuários, enquanto Harvard Connection ia incluir conteúdos, entre outras coisas, críticas sobre locais de entretenimento nocturno. The Harvard Connection, rebatizada como ConnectU, arrancou no final da primavera de 2004. Os fundadores do ConnectU processaram a Zuckerberg.

o tempo que Zuckerberg passou a trabalhar para Harvard Connection pôde ter-se encontrado desconfortável com o fato de que ele já estava trabalhando em sua própria rede social. Mostrou-Se pouco cooperativo. Mas já tinha uma ideia do tipo de programa social que era possível na Internet. Este foi o primeiro motivo por que se interessou pelo projeto Harvard Connection. Zuckerberg aperfeiçoou suas idéias, enquanto trabalhava para Harvard Connection, mas não parece ter elementos em comum entre as páginas que não tenham sido utilizados anteriormente por outros serviços. Todo plano de rede social do planeta estava influenciado por Friendster. Club Nexus já se havia limitado no outono de 2001, para os endereços eletrônicos de Stanford.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: