Há Margem Para Aplicar Essa Redução?

Há Margem Para Aplicar Essa Redução?

Primeiro foram os objetos de arte. Em seguida, vieram os espetáculos de dança, concertos e até mesmo as corridas de touros. E este mês foi o cinema que, orçamentos meio, reduzido o IVA que suporta a 10%. Um alívio fiscal de que beneficiam as atividades culturais à medida que a Espanha recupera o impulso econômico.

O resto de atividades olha desde o burladero e acha que por que o seu não. Escudriñan seus números, analisar sua contribuição ao país e expõe os motivos pelos quais também merecem essa graça fiscal. Alguns defendem que o seu setor emprega muita gente, outros que são indispensáveis para a economia, outros que beneficiam o meio ambiente, outros para a saúde.

Por que uns sim e outros não? 20minutos Jose Mª Mollinedo, secretário-geral, os técnicos da Fazenda (Gestha). Daniel Viader, professor de Economia da UOC e especialista em fiscalidade. O Executivo do PP sempre defendeu este alívio fiscal para incentivar um setor, o da cultura, que responde por 2,5% do PIB.

a caminho, também apaciguaba os protestos de um clã com muito eco nos meios de comunicação. Mas por trás há números preocupantes: a Espanha é o segundo país que menos entra por IVA na UE, é o país da união europeia com mais défice público (3,1% do PIB) e a dívida é sempre encravados em torno de 100% do PIB. O cinema traz 105 milhões em receitas para o Estado por IVA e reduzir sua tributação faria perder mais de 55 milhões de arrecadação. Há margem para aplicar essa redução?

  1. Churchman, C. W. (1993) A abordagem de sistemas. Ed. Diana
  2. Redes Sociais. (Linkedin, Xing, Twitter, Facebook)
  3. Introduzir o produto em outro setor industrial
  4. 1 Duas Posturas em Licitação
  5. Figuras decorativas com cartão e tela

Viader. É o que pretende o Governo com o plano de ‘destope’, com o encargo mínimo de 15% de Sociedades, com a subida ao diesel e com a taxa Google. Também é o elemento comparativo. José Mª Mollinedo, que identifica o reduzido de 10% em setores “de que não há concorrência com outros países e cuja finalidade é ser consumidos dentro do país e não no exterior”.

ou seja, um serviço de consultoria pode vender para fora. Em seguida, estão as decisões políticas. Os organismos internacionais levam tempo aconselhando a Espanha, que arrecadou mais de IVA. Em 2017 é aderiram 64.000 milhões por este imposto, o segundo com maior potencial arrecadador após o IRPF. Como baixar o gravame danificar a cobrança?

de Acordo com os especialistas consultados por este meio, depende se o declive, ao contrário, serve para gerar mais atividade e, como conseqüência, mais receita fiscal. Mollinedo. “Nós Somos o penúltimo país da UE em cobrança de IVA em relação ao PIB, mas o nosso tipo geral é de 21%, que está na média do resto. O nosso problema não é como se compõem os tipos”.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: