Facebook Toca Teto, Instagram Se Revoluciona E Enfraquece Tuenti

Facebook Toca Teto, Instagram Se Revoluciona E Enfraquece Tuenti

Aterrissaram em Portugal há menos de uma década. No entanto, nesse tempo, as redes sociais têm de pernas para o ar os nossos hábitos digitais. Assim o demonstra o VI Estudo de Redes Sociais da associação IAB Portugal (pdf), que, a cada ano, e fornece uma radiografia minuciosa do estado de saúde do setor. As redes sociais deixaram de ser o novo garoto do bairro A partir daí, uma maré de números, subidas, declives e percentagens que tentam dissecar um negócio que, pouco a pouco, está entrando na maturidade.

Ángel Fernández Nebot, responsável pelas operações da empresa Adconion e colaborador no estudo do IAB. À sua volta, uma transparência com, pelo menos, quinze nomes de empresas que competem em um negociado cujo potencial comercial, asseguram, ainda está por explorar. No ápice da pirâmide, invariavelmente, Facebook. A eficaz invenção de Mark Zuckerberg, que estreou sua versão em português, em 2007, não perdeu a posição de líder no último cinco anos.

é Precisamente esta última, Instagram, que, ao lado do LinkedIn, tem protagonizado um crescimento mais acentuado no número de usuários no último ano (8 e 9 pontos, respectivamente). Javier Clarke, um dos responsáveis do estudo, que também destaca o crescimento de redes como o Twitter (a terceira mais visitada depois de Facebook e YouTube) ou Pinterest (nona).

Por sua vez, 8% de usuários que ostenta o Flickr e a mantêm como uma rede de minorias. Para concluir, o relatório incide sobre as oportunidades de negócios do setor: “70% dos usuários admitem que as redes sociais têm influenciado, em alguma ocasião no seu processo de compra”, afirmam do IAB. Roupas, sapatos, viagens e livros são os produtos que mais têm interessado aos internautas. E você, o que você usa?

Gonzalo). 18 anos. Estudante. “Eu tenho Twitter, Facebook e Instagram, mas o meu preferido é o Instagram. Eu parei de usar Tuenti, porque se deixou levar entre os jovens. Nos excluímos da consideração todos os amigos de uma só vez”. Antía Vidal. 30 anos. Administrativa. “Eu amo Instagram. Muitos famosos têm lá seus perfis abertos e você pode acompanhar o seu dia-a-dia. Quando você está triste, você entrar e é muito fácil de cotillear”.

  • Não se devem apagar os comentários negativos nem as críticas
  • Fabrice Santoro, tenista francês
  • 30 horas. EU DESCANSO EM CARDIFF! Tudo por decidir
  • Aída Domenech . ‘Influencer’
  • 2017 – atualmente[editar]
  • /mort – Este comando faz com que seu mouse morra automaticamente

Carlota Zaforas. 28 anos. Andrea Rodrigues. 22 anos, Jornalista. Aroa Sánchez. 21. Administrativa. Fernando López García. 26 anos. Jornalista. “Eu sou um geek das redes sociais. Uso Instagram e Twitter. Acho que o Facebook está de camada queda. Agora vejo que a usa minha mãe no plano cotilla”. Luis Moreno Yuste. 22 anos. Micha Lasocha. 40 anos.

Gregório Martín. 71 anos. Aposentado. “Não uso redes sociais, do WhatsApp não passo! No caso eu tenho computador, mas eu não costumo ligar. Se eu preciso de alguma informação pergunto para os meus filhos”. Roberto Ruiz. 32 anos. Trabalhador de e-Mails. “Eu uso o Facebook e o Twitter, mas acima de tudo eu gosto da segunda. É rápido. Não dedico mais de três horas por semana para visitá-las, mesmo algo menos”. 1. Facebook (96%). A que tem mais usuários e maior frequência de uso. 2. YouTube (66%). A mais valorizada (8 pontos), embora os seus utilizadores dedicam três horas e meia a menos por semana do que há um ano.

3. Twitter (56%). É utilizada quase cinco dias por semana. Caiu em usuários e em avaliação. Além disso, é a única que cai em frencuencia de uso (apenas três dias por semana). 5. LinkedIn (31%). A que mais cresce em usuários (7 pontos) com relação a um ano atrás. 6. Instagram (26%). A terceira maior freqüência de uso (3,4 dias por semana) após Twitter, e já supera o YouTube. 7. Spotify (24%). Ganhe usuários e, sobretudo, ganha em avaliação.

Seus seguidores conectam a ela 3,7 dias por semana. 8. Tuenti (12%). A que mais usuários perde 10 pontos em um ano. Além disso, é a pior avaliada em todas as redes. 9. Pinterest (9%). Ganhe usuários, mas ainda é minoritária. Tem muita aceitação entre o público feminino. 10. Flickr (8%). Sobe em usuários de 3 pontos, na freqüência de uso e na classificação, mas ainda é uma rede de minorias.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: