Expedição De Belgrano Ao Paraguai

Expedição De Belgrano Ao Paraguai

] Esta operação ocorreu entre setembro de 1810 e março de 1811, e foi um fracasso militar. Foi um dos antecedentes para a convocação do congresso de 17 de junho de 1811, que determinou a demissão do governador Bernardo de Velasco “subrogándose em seu lugar uma junta de governo”.

Como medida de segurança, as tropas foram aquartelados e os oficiais das mesmas pediram ao vice-rei Cisneros sua renúncia, por ter vencido a autoridade da qual depende e pediram ao rei a sua intervenção. ] Estas considerações não foram tidas em conta, e no dia 25 de maio, uma Junta Provisória substituiu o vice-rei Cisneros.

A junta de Buenos Aires designou José Espínola e Pena que levasse as notas mencionadas Assunção. Levava, ademais, a sua nomeação segredo como comandante de armas do Paraguai, a efectivizarse após a demissão do governador Bernardo de Velasco. ] Espínola havia sido destituído duas vezes por Velasco, e meses antes, o Cabildo de Assunção pediu ao vice-rei Cisneros, que não vai lhe dar cargos na província. Espínola chegou a Assunção, em 21 de junho.

Velasco, se sentiu incomodado com a escolha do emissário, com a qual a Junta manifestava seu poder como herdeira do tradicional estilo autoritário vice. A primeira prova disso aconteceu na Vila do Pilar, onde Espínola, passando por cima da autoridade do governador, reuniu-se o Conselho deliberativo, pediu a submissão à Junta de Buenos Aires e tentou recrutar homens. Quando Velasco soube, além disso, a nomeação segredo que trazia, quis tirá-lo de Assunção rumo a Vila Real da Conceição. Espínola, suspeitando que o queriam confinar, conseguiu fugir para Buenos Aires.

Segundo o Belgrano o governo acreditava que dizia Espínola, porque era “fácil persuadirse de que lisonjeia”. No dia 17 de julho, Velasco e o Cabildo de Assunção responderam ao ofício da Junta que tinha trazido Espínola. Manifestaram-se também que, dada a gravidade do assunto” tinha acordado celebrar o “Conselho geral”, em 24 de julho de cujo resultado se daria “oportuno alerta a Junta.

  • Uma breve história pessoal de quem você é e por que você digita o que você escreve
  • Escolha uma localização
  • Promove a característica marcante de seu produto
  • Mulher > Vestidos, Calças, t-Shirts, etc
  • 7 Vidas: Produzida pela SIC para Portugal e lançado em 2002

A nota afirmou, além disso, o “desgosto” pela vinda de Espínola, a quem qualificou como “condutor de cadernos”, isto é, um mensageiro sem representação alguma. Fez referência à sua “vergonhosa fuga”, sem motivo algum, o que o petição acabou desqualificando-o ainda mais. 1. “Reconhecer” o Conselho de Regência, por se ter constatado sua legítima instalação.

2. Suspender todo o reconhecimento da superioridade da junta de Buenos Aires até que o Rei, que por agora não estava em condições de fazê-lo, “resolva o que é de seu soberano prazer”. 3. Manter, enquanto isso, boas relações com Buenos Aires. Nesta oportunidade, o congresso expressou sua oposição à circular de 27 de maio a junta de Buenos Aires que avançava “dubitativamente” para o desconhecimento dos “direitos dos povos”.

1. Missão do capitão de salta, João Francisco Arias.

Tendo fracassado na missão de Espínola, a Junta decidiu “colocar em ordem” ao Paraguai. Para tal, tomou uma série de medidas, nem sempre coerentes entre si. Este facto inovador seria o início de um processo de “longa duração”: o isolamento do Paraguai por décadas. 2. No dia 13 de agosto, o Conselho ordenou que É o bloqueio do rio Uruguai, cortando assim toda a comunicação entre Assunção e Montevidéu. 1. Missão do capitão de salta, João Francisco Arias. O 2 de agosto de 1810, a Diretoria deu poder e instruções a Arias.

Deveria tirar a figuras importantes do Paraguai que os objectivos da Junta eram manter íntegros os direitos do Rei e salvar estes territórios de “sorte cum a lamentável Portugal”. Devia advertir que “os chefes espanhóis”(sic) preferem se sujeitar a qualquer potência estrangeira antes de ver os “naturais” no gozo de seus direitos. No dia 14 de setembro, a partir de Correntes, Arias adiantou sua missão, enviando muitos exemplares da Gazeta de Buenos Aires e cartas ao coronel José Antonio Zavala e marcos moreira e o jovem comandante Fulgencio Yegros. 2. Missão de João Francisco Agüero. O doutor Agüero era um advogado paraguaio que exercia funções em Assunção e Buenos Aires.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: