Estratégias Para Aumentar As Assinaturas Digitais

Estratégias Para Aumentar As Assinaturas Digitais

O relatório do Lenfest Institute descreve como as receitas de publicidade diminuem a indústria das notícias, e para serem sustentáveis, as organizações de notícias têm de encontrar fontes de receitas digitais novas e recorrentes. Além disso, o uso de bloqueadores de anúncios faz-se necessário que os editores utilizam estratégias para desenvolver sociedades, subscrições, muros de pagamento.

Se apela à comunidade de leitores para que se tornem fãs e membros ativos da comunidade em torno dos meios de comunicação. Perda de receitas de publicidade. Portanto, quais são os pontos-chave do relatório do Lenfest Institute? Estes são os três pilares em que se baseia uma estratégia de assinatura digital de sucesso. O relatório do Instituto Lenfest aprofunda em todos estes, com uma gama de exemplos e estudos de casos.

  • Boina Atlético, lenço e bandeira que já temos
  • Site pornográfico: mostra imagens e vídeos de conteúdo sexual explícito
  • Sorteios para aumentar seguidores no Instagram
  • Sites de críticas: Sites para compartilhar opiniões sobre viagens, serviços, etc
  • 1 o Que é uma estratégia de marketing online para pequenas e médias empresas

A maioria dos jornais americanos (78%) cobram por acesso digital e a maioria (80%) usa o ‘modelo medido’ que preserva as receitas de publicidade e o público, enquanto que apenas 4% utilizam barreiras difíceis de pagamento (paywalls rígidos). A medição e os modelos de teste A/B permitem que as empresas jornalísticas converter com êxito a seus usuários mais engajados na assinantes digitais de pagamento sem perder receitas de publicidade, a audiência ou o impacto, por exemplo. O relatório também analisa as características de um possível assinante.

Perfil do assinante digital. Que tipo de conteúdos favorecem a conversão? Por outro lado, os modelos de assinatura digital, investem cada vez mais em conteúdo único e diferenciado que oferece aos leitores uma perspectiva original. É algo significativo se tivermos em conta a tendência atual de potenciar ‘long tail’ através de replicar agência de notícias, que aumentam o volume de conteúdo, mas não a relevância destes em diversos meios de comunicação digitais.

Por outro lado, o relatório aponta algo que faria muito feliz ao consultor Jeff Jarvis (ver ‘O jornalismo de serviços, segundo Jarvis’), que leva muitos anos vendendo: os subscritores potenciais assinarem as notícias como serviço. A cobertura jornalística como um serviço, uma área potencial de desenvolvimento para as boas práticas dos meios que contribuem para a sua comunidade.

o Que entendemos por “conteúdos relevantes para o dia-a-dia”? Não fiquemos só com a ideia de informações meteorológicas, tráfego ou passatempos. Também conteúdos sobre novos negócios, construção, mudanças ambientais ou economómicos. Da mesma forma, informações sobre a política local -o que afeta a assuntos sobre educação, desenvolvimento local e segurança cidadã-.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: