Estratégia De Social Media: 10 Dicas

Estratégia De Social Media: 10 Dicas

Dispor de uma estratégia de social media profissional e projetado corretamente é um plus muito potente para a estratégia de marketing de qualquer empresa moderna. O forte desenvolvimento das redes sociais são a resposta a uma demanda por parte dos usuários de manter comunicados entre si. Compartilhar vivências, experiências e opiniões com pessoas diferentes faz parte de nossa natureza social que integrou estas ferramentas em sua vida diária.

Estas novas vias de comunicação podem ser aproveitadas pelas empresas como um canal a mais dentro de suas estratégias de comunicação, que bem utilizado, lhes podem servir para ter uma conexão direta, tanto com clientes atuais e potenciais. Mas a implementação de uma estratégia de social media bem-sucedida não é tão simples como possa parecer, por isso decidimos oferecer as seguintes 10 dicas. O tempo é fundamental: Um dos erros mais comuns ao começar o trabalho em Redes Sociais é pensar que é só uma questão de abrir contas no Facebook e no Twitter e já está, o resto é automático.

Assim de fácil, já estamos nas redes sociais. Mas, não é assim. Alcançar presença nas Redes Sociais requer trabalho constante. Confiar em profissionais especialistas: Ainda há pessoas que pensam que os estagiários podem assumir as redes sociais “, porque eles são jovens e entendem do Twitter e essas coisas”.

Isso é o mesmo que mandar um policial inexperiente para negociar com os sequestradores. Se querem bons resultados é necessário contratar um Social Media Manager para implementar uma boa estratégia e para gerenciar as contas da organização. Precisa de um orçamento: é Assim, nada é de graça nesta vida, e muito menos uma estratégia de Redes Sociais.

  • Promova a sua conta de Instagram
  • Sebastião Yatra, Alkilados e Mike Baía uma fórmula de força.[53]
  • 1 1 ⇒ Objetivos: O Que queremos alcançar
  • 34 João Rocha (cantor espanhol)
  • Tudo sobre…: Iker Casillas Victor Valdés
  • 19 setembro, 2018 às 9:33 am
  • Reviews em sites especiais

Pinterest, LinkedIn, etc). Também será necessário contar com um Community Managers (embora a quantidade aumenta se houver várias contas para administrar, ou várias línguas), que se encarregue de cuidar da administração das contas e de interagir com o público. Fixar objetivos: São os objetivos que vão dizer a quantas pessoas precisamos, em que redes devemos estar, de que precisamos de recursos e quanto vai custar no total. Também nos permitirão definir os indicadores para medir como está a desempenhar a nossa estratégia.

Todos devem estar envolvidos: As redes sociais não devem ser encapsuladas ou acaparadas por nenhum departamento, área ou endereço de organização. O trabalho em Redes Sociais é transversal à organização, a atravessa, passando por toda a organização. Todos os Departamentos têm parte em uma estratégia de Redes Sociais bem estruturada. Monitorização activa: Não se trata de apenas publicar mensagens nas Redes Sociais.

Há que saber o que diz a organização, quem nos apoia, quem não nos apoiam, que mensagens sobre nós estão pondo de moda (vida) nas Redes Sociais. Não ter medo que nos critiquem: Existe comentários negativos na sua conta de Facebook? Não entre em pânico, sempre haverá comentários negativos. Nem todo mundo vai concordar com o que fazemos e como o fazemos.

ignorá-los não os farão desaparecer, há que ouvi-los e entender suas motivações para agir acertadamente. Transparência: As redes sociais estão gerando uma mudança profunda na forma como as organizações se comunicam com o público e com os seus beneficiários. Já não é possível controlar a mensagem, e não vale a pena maquillarlo. Há que ser francos com o público e oferecer acesso a toda a informação que possa ser compartilhado por parte da organização. Ter algumas regras de utilização claras: devem-Se submeter as regras do jogo.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: