Economia Da União Europeia

Economia Da União Europeia

No final da Segunda Guerra Mundial, as economias dos países da Europa ficaram praticamente destruídas, o que deu fim à tradicional hegemonia europeia no mundo. As duas novas superpotências: tanto os Estados Unidos como a União Soviética, tinham um poder econômico superior ao do conjunto dos estados europeus. Área continental: Constituída por França, Alemanha, Bélgica, Países Baixos, Luxemburgo e Áustria. É a de maior peso econômico, com uma forte concentração industrial e que foi considerado como o motor da economia da União.

Área mediterrânea: Constituída por Espanha, Portugal, Itália, Malta, Croácia, Eslovénia, Grécia e Chipre. O seu nível de desenvolvimento é elevado, ligeiramente menor que o do continente, mas concentra o turismo e uma parte importante da agricultura mais produtiva da UE. Área do mar Báltico: Formada principalmente por Finlândia, Suécia e Dinamarca, a que se juntaram, Lituânia, Estónia e Letónia.

Por um lado, são economias muito dinâmicas, de grande riqueza florestal e altos investimentos e desenvolvimento em tecnologia, mas seu peso não é muito acentuado, devido ao menor volume de população e produção e que a área continental. Área central: Formada pela maioria de Estados incorporados recentemente do centro da Europa e a região dos Balcãs no sul da Europa.

Se caracteriza por ser a de menor desenvolvimento econômico, que precisa ainda de uma forte reconversão em diferentes setores industriais e mantém as vinculações econômicas importantes entre os próprios países que a integram, fruto de seu passado recente. Estes estados seriam tais como a Hungria, a Roménia, República Checa, Bulgária, Eslováquia e Polónia. Área Britânica: Constituída pelo Reino Unido e Irlanda, é uma economia muito consolidada, de fortes vínculos com a economia dos Estados Unidos e de grandes reservas de petróleo e carvão. Constitui o quadro para a estabilidade econômica, sustentada por um banco central independente e as obrigações impostas aos Estados-membros, que consistem na aplicação de políticas económicas sólidas e em coordenação estreita.

uma Vez que as trocas comerciais entre os Estados-membros da UE chegam a 60 % de seu comércio total, a UEM é o complemento natural do mercado único. Banco Central Europeu (BCE): Criado em 1998, de acordo com o Tratado de Maastricht, para introduzir e gerir a nova moeda, efectuar operações com moeda estrangeira e assegurar o bom funcionamento dos sistemas de pagamento.

  1. E = Education (Educação do Consumidor)
  2. Clubes privados com filiação
  3. Envolver os consumidores, comunidades locais e o resto da sociedade
  4. Com ruído

também É responsável por fixar as grandes linhas e executar a política económica e monetária da UE. Uma das principais tarefas do BCE é a manutenção da estabilidade de preços na área do euro, preservando o poder de compra do euro. Tem a sua sede principal na cidade de Frankfurt do Meno. A indústria é o segundo setor em importância, o segundo, o que contribui para o PIB (28 %) e o segundo a ocupar a população activa (30 %).

nos países da União Europeia se encontram um grande número de matérias-primas para a indústria, mas não são suficientes para alimentá-lo por completo. A indústria europeia produz, acima de tudo, bens de consumo de alto valor agregado e baixo fator terra. Existe uma região altamente industrializada, que vai desde Londres até Turim e Milão, no norte da França e no sul da Alemanha. Outro segundo setor vai do golfo de Gênova), o arco do Mediterrâneo, e um terceiro muito longe destes, de Paris para Porto, o arco do Atlântico.

A região industrial experimentou um impulso econômico nos últimos 30 anos, até se tornar um dos pólos de desenvolvimento da economia mundial. assim como muitas empresas de material electrónico e informático (Siemens, Philips, Electrolux, Bosch, Vodafone, Movistar, Orange, Deutsche Telekom, entre outras). A importância da indústria pode ser visto pelo lugar que ocupam suas empresas, entre as mais importantes do mundo.

Além disso, quatro de seus países estão entre as economias mais industrializadas do planeta, sendo estasː Alemanha, França, Itália e Reino Unido, que formam o grupo dos G8. A União Europeia, é o berço da estrada de ferro no mundo, por ter as mais modernas e eficientes infra-estruturas de transporte do mundo.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: