Dídac Sánchez: E A Criança Do Centro De Menores, Montou Um Império

Dídac Sánchez: E A Criança Do Centro De Menores, Montou Um Império

ao perguntar Ao Dídac Sánchez, a quem se parece, responde que é como um amendoim que ainda está rompendo sua casca. Um amendoim de 22 anos com 18 empresas, 125 funcionários a seu cargo e com um lucro de 50 milhões de euros por ano. Um amendoim solitário e brilhante, que segue a premissa de Einstein quando disse que em tempos de crise a imaginação é mais importante que o intelecto.

De seu escritório em Carrer de Balmes em Barcelona.

E a Dídac lhe sobram as duas coisas. Ele é um claro exemplo de jovem empreendedor, uma moda que em nosso país está se transformando em uma cultura. Encontramos no seu santuário intelectual. De seu escritório em Carrer de Balmes em Barcelona. Lá tem concentrados vários departamentos que gerencia todas as suas empresas.

Duas clínicas, uma sociedade de advogados e outro de gestação subrogada. Uma empresa de eliminação de dados na Internet, outra de marketing, um selo musical e até uma produção de moedas de colecção. Em todas use esse gênio ao estilo Beethoven: “2% de talento e 98% de perseverante aplicação”. O rosto degenerado de Dídac saiu esta semana na televisão ao decifrar um código secreto da Segunda Guerra Mundial -terça-feira, completaram 70 anos do fim da guerra-.

Este jovem empresário conseguiu há oito meses e, depois de três anos de pesquisa para descriptografar a mensagem encontrado em 1982 em uma lareira de uma casa no condado de Surrey (Inglaterra). Foi gasto um milhão e meio de euros e criou um novo software de segurança baseado na estrutura do código, que a partir do ano que vem permite criptografar qualquer texto ou documento.

Também se tornou popular estes dias, oferecer de forma gratuita, através de sua empresa de eliminação de dados na Internet (Eliminalia), apagar toda a informação dos clientes do Ashley Madison no Brasil. Dídac, que criou a empresa com 19 anos. Dídac se refere a um passado que começou com 13 anos de idade em um centro de menores em Barcelona.

O Governo tirou a guarda de seus pais. Suas duas irmãs -a sua gêmea e uma maior – e ele foram levados para o centro. Dídac, que agora ajuda a sustentar toda a sua família e mantém uma relação cordial com eles. No centro de menores era considerado um garoto estranho. E o instituto destacou sobre as demais crianças.

  • Onde você tem experiência prévia ou te emociona tanto que você não se importaria de aprender noite e dia,
  • Mercado Morelos
  • Coloque em marcha o seu site e/ou blog
  • Demonstrações e testes
  • Projetar as peças
  • Orange lança em Silicon Valley seu próprio ‘global’ para ‘start-ups’

Com 15 anos começou a se interessar pela informática e ganhou algum dinheiro consertando computadores. Nessa época Dídac enviou várias cartas para a promotoria de justiça de menores, denunciando os maus tratos a que davam o centro para a garotada. Graças a isso, absorveu temas de Direito e de leis, o que propiciou que, anos mais tarde, fundou seu próprio escritório de advocacia, Legisdalia. Quando estava no centro de menores, começou a publicar na internet as histórias que ocorriam lá para que a gente soubesse o que estava acontecendo. O leque de empresas montadas por Dídac Sánchez cobrados 50 milhões de euros por ano.

escreveu também dois livros. São sete e meia da manhã, e todos os escritórios Carrer de Balmes estão com as cortinas passos menos do despacho de Dídac. Lá, o menino prodígio, abre os 400 e-mails que diariamente enviam jovens, pedindo-lhe conselho para montar uma empresa. Dídac, que deixou a escola aos 17 anos. Depois de deixar o instituto foi a um banco para pedir um crédito. Deram 2.000 euros, com os quais ele comprou um computador e alugou um quarto em um pequeno apartamento em Barcelona.

Todas as manhãs abria as Páginas Amarelas, e está procurando por empresas que oferecia ajudá-los com o marketing e o seu posicionamento na Internet. Pouco a pouco foi tendo mais clientes para os que fazia páginas web. E, aos 19 anos, começou a se aprofundar em outros setores empresariais. Uma noite, deitado no sofá, viu no telejornal uma reportagem sobre a gestação subrogada.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: