Criação De Marca

Criação De Marca

�Quantas vezes desejamos deixar nosso trabalho, apressar-se a fazer o que gostamos e montar a nossa própria empresa? Acho que é algo que a todos nos passa pela cabeça, antes ou depois. No entanto, por uns motivos ou por outros, muito poucos são os que dão o passo de coragem e se joga no vazio. A questão é que montar um negócio não deve ser associado apenas com a cultura do dinheiro fácil ou com uma actividade simpática que você possa executar qualquer um.

Muita gente que opta por empreender acredita que sua idéia já vale o dinheiro, por si só, e que representa uma garantia para ser um milionário. Nada mais longe da realidade. Não basta ter uma idéia e que ela seja boa, mas que há que pô-la em prática e tirar dinheiro dela.

você Deve provar que o seu produto ou negócio será rentável, que é viável e que pode ter clientes. Empreender também é perseverar e sofrer. E se não for perguntando a Lúcia Be: o nome de uma emprendora e de sua própria marca. Ela faz chapéus e artefactos de uso semelhante, projeta, desenha e, é claro, escreve.

  • Vantagens de criar uma loja virtual Prestashop
  • E é aquilo a que se dedicou
  • Estudo dos materiais e da obra em curso
  • Exército Patriótico Popular e a eliminação da Guarda Nacional
  • 3-Em-Portugal

A Lúcia Be desde sempre gostei de escrever e, por isso, estudou Jornalismo. Já trabalhou em muitos meios de comunicação, mas se dava conta de que na verdade o que eu queria não era estar contando o que faziam os outros, mas fazer algo por ela mesma. Não sabia exatamente como e tudo veio por acaso. Ela se tornou um gigante tocado para o casamento de uma amiga e as pessoas gostaram. Um dia lhe fez umas fotos para sua irmã com seus projetos na cabeça, mandou um catálogo por e-mail para suas amigas e… foi-lhe das mãos.

Começou a receber ordens de um monte de gente que nem conhecia e, depois de ficar louca tentando conciliar os dois trabalhos, disse adeus à sua empresa, desde então, é seu próprio chefe. Segundo me conta ela mesma “Quando se começa é duro, não vender, o produto tem que melhorar, não sabe exatamente como vai fazer e, seu blog não lê nem o tato”. As redes sociais têm sido cruciais em tudo isso, porque a ajudaram a contar o que há, para o dar a conhecer e encontrar pessoas que realizou como ela.

Tão a sério, se toma o impacto das redes sociais na sua empresa do que 50% de seu esforço profissional dedicada a estas, foram o seu melhor publicidade e assim se criou sua própria marca. Até aqui nada de novo, já que há muitas pessoas que como ela se lança, arrisca, empreende e trabalha duro para, pouco a pouco, levar adiante o seu próprio negócio.

os Seus produtos, seu Site, suas ilustrações e escritos libertam uma filosofia que atrai e o que a faz diferente. Vive com sua família em sua casa de campo fazendo o que lhe faz feliz. Seu principal lema é “desde o campo com amor”. Para ela não há receitas, “só há que tentar transformar o seu contexto em algo bonito, aproveitá-lo para fazer o melhor de ti”, explica. “Quando me casei, eu vim por amor a viver no campo, longe de tudo.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: