Como Vender Um Produto Em Um Mercado Saturado

Como Vender Um Produto Em Um Mercado Saturado

�A quem lhe acontece vender um produto em um mercado abarrotado de tantas opções similares? Pois a todo o mundo. O erro comum entre os “quase-empreendedores” é não tentar, porque “há muitos produtos similares” ou porque não se lhes ocorre essa ideia milionária que vai mudar o destino do mundo. A verdade é que os consumidores somos (nos incluímos) criaturas de hábitos. De acordo com um estudo da Harvard Business School, os consumidores compram os mesmos produtos, uma e outra vez (e outra vez).

Então, sabendo disso, será que A resposta está em como destacar as virtudes para comercializar um produto para que se sobressaia em meio a tanta concorrência. Não é impossível, basta seguir essas dicas e se tiver outra ideia aproveitar ao máximo. Há uma fina linha entre um produto em um mercado lotado e o copycat. O importante aqui é descobrir algo que a concorrência não viu (ou que não falou isso).

Se você fizer isso, inevitavelmente, encontrará recursos que você pode desenvolver e tirar o máximo proveito para poder se destacar. Por exemplo: um produto com um preço acessível, que você possa personalizar, que seja dirigido principalmente para o público (mesmo se pode usar todo o mundo). Pode ser que o seu produto seja muito similar ao da concorrência, mas sempre tem algo que o diferencia dos demais (por isso decidiu lançá-lo, certo?). Bem, pois descobre essa característica e tem seu pilar para desenvolver a sua estratégia de marketing. As vantagens geralmente são variadas e dependem da criatividade que tiveres para aproveitá-la.

qualidade: costuma estar ligada à longevidade do produto. Preços baixos e acessíveis: há públicos que não necessitam de ter um produto que dure mil anos (porque não há corpo que resista). Lá é onde você pode explorar seu preço competitivo. Produtos de gama alta ou de luxo: não tem por que estar associados com a qualidade.

Aqui o que é relevante é que entra um mercado em que o preço alto (e qualidade) são a sua maior preocupação. Claro, o produto deve refletir a personalidade destas características -que você nombraré mais tarde-. Especialização: talvez não seja o primeiro ou o único, mas sim o melhor em indústria.

  • 1978, outubro, 23: Henrique Pedregal Valenzuela
  • 3 Links externos
  • hora
  • Não sabe com o que vai enfrentar
  • 2 2. Assistente pessoal
  • 20 Incidente Shackleton
  • 2 Sugestão de novo conceito de empreendedor

Quando falamos de especialização, também entra em fatores como qualidade, aqui, entretanto, ressalta mais o foco tão específico que você tem de resolver uma determinada necessidade ou um desejo pontual. Serviços relacionados ou complementares: como frete grátis, promoções para determinados tipos de clientes ou um plus, que é o que lhe dá a vantagem competitiva sobre os demais. Atendimento personalizado: de acordo! Você tem um celular que quase o mesmo que qualquer outro, mas, neste caso atenda de forma personalizada aos seus clientes que precisam de ajuda (sem custo adicional).

Quem não gostaria de ter ao responsável de um erro quando você precisa? Economia de tempo: se o seu produto economiza muito mais tempo do que o resto se concentre nisso. Em vez de vender o melhor produto do mercado vende a ideia de tudo o que pode fazer o consumidor, enquanto que o seu produto faz o seu trabalho.

Fácil de comprar: Estes produtos são totalmente iguais mas você tem que ir até a loja e comprá-lo por ti mesmo e o teu pode ordenar com simples cliques, o transporte directo para casa. Ali está a sua vantagem. Reputação: vamos supor que você é uma loja que oferece produtos on-line, no entanto, ninguém gostaria de que os dados de seus cartões de crédito sejam divulgados ou usados para outros motivos.

Lá é onde você pode explorar a sua vantagem de que você tem uma loja on-line à prova de fraudes e políticas de devolução que protejam o consumidor. História do produto: eu gosto Adidas e a minha menina dos Nike. E não é questão de simplesmente levar o contrário, trata-se de nuances, em que ambas as marcas contam a sua história. Você poderia fazer o mesmo com a sua.

você É um produto nacional ou regional (deve ser bom o suficiente, mas não serve). Você tem uma estratégia on-line que a quebra (em redes sociais, blogs, com uma página da web). Se concentre em um único formato e torne-se um especialista (como Pictoline ou In A Nutshell). Não nos referimos a inventar o produto perfeito.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: