Como Gestionarías Uma Crise Em Suas Redes Sociais

Como Gestionarías Uma Crise Em Suas Redes Sociais

Como gestionarías uma crise em suas redes sociais. Como gestionarías uma crise em suas redes sociais. O que é a gestão de crise? Para trás ficaram podermos expressar apenas através de carta ou um número de serviço de apoio ao cliente onde te deste conta que a sua reclamação não chegaria além dessa ligação.

Os tempos mudaram e graças à internet, as pessoas já possuem um meio ideal para reclamar pelo mau serviço ou de um produto defeituoso. Devido a isso, uma marca pessoal que tenha presença nas mídias sociais, está continuamente exposta a todo tipo de comentários, tanto positivos como negativos.

É importante para uma marca criar um plano de gestão de crise para evitar ao máximo que uma mensagem negativa, se possa voltar viral e imparável. Também as críticas podem transformar-se em algo construtivo, pois, nos podem dar, saber o tipo de fraquezas que tem a nossa marca e reforçar esses pontos para evitar que voltem a acontecer. Deixar este tipo de comentários sem responder pode dar uma imagem de indiferença para com o utilizador por parte de nossa marca e perder tudo o que conseguiu até o momento. Deixo-vos um link de puromarketing onde nos explica os inconvenientes de usar o silêncio como resposta a uma crise.

  • Imagens otimizadas
  • O mecanismo de presença, não é sinônimo de disponibilidade
  • Quebrar a tarefa em passos sucessivos
  • 1 Impacto 6.1.1 Capas de jornais
  • 3 Cooperação e competição
  • Desenvolvimento emocional e socioafectivo
  • Como definir o orçamento de seu plano de Marketing Digital
  • Um vídeo, o formato perfeito para aquelas empresas que precisam de movimento e som

Também é outro ponto que temos que ter em conta é se certificar de que você seja um Usuário e não um Troll. Sobre o número de trolls que falaremos mais adiante como detectá-lo e removê-los. Mostrar interesse pela denúncia que tenha um cliente sobre algum produto da marca, o que conseguiremos é que cessar a sua mal-estar e, embora não o fizermos como cliente, cessará com seus comentários negativos. É importante estar preparado e há que definir um protocolo de actuação em casos de crise. Temos que Identificar as fraquezas de nossa marca.

Para isso nos perguntar como A partir desta pergunta, nós começaremos a desenvolver o protocolo de actuação para a gestão de crises. 1º Depois de ter identificado as fraquezas que temos em nossa marca: Nos-emos a trabalhar para melhorá-las ao máximo o mais rápido possível, porque não sabemos em que momento se pode desenvolver uma crise. 2º É importante definir quem comporá a equipe de crise.

Deve ser uma equipe composta por os mais altos cargos dos departamentos que esteja constituída a empresa. Geralmente é composto por um community manager, o diretor de comunicação, diretor do departamento afetado e o diretor geral. De acordo com o tipo de empresa se irá variar com o tipo de organograma dentro do protocolo de actuação.

3º Definir as diferentes categorias Em que estará constituído o ataque, critica leve, crítica forte ou uma crise. Argumentos para a gestão de crises:após a criação de diferentes categorias de ataques que podemos ter, criaremos os argumentos, em resposta às críticas recebidas. Criaremos estes argumentos com um tipo de estrutura definida.

Dar uma breve explicação de como surgiu o problema e as soluções que estão pondo-se em marcha para que ele possa resolver. Dar uma solução mais personalizada e convidá-lo a segui-la em privado. Se o autor de a crise não fomos nós, como marca e foi um usuário que iniciou ilegitimamente, nós exigiremos desculpas públicas no foro onde estiver atuando.

Modo de negociar com este perfil de pessoas. Em que ponto da conversa nos interessa derivarlo para uma conversa em particular? Todos estes números e mais que nos possam surgir, é importante tê-los estudado, porque o que não nos interessa para nada deixar alguma pergunta ou mensagem para o azar.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: