Como Deve Ser O Clube De Esports Ideal?

Como Deve Ser O Clube De Esports Ideal?

�Como deve ser o clube profissional ideal? Falamos são vários peritos para determinar quais departamentos, profissionais, orçamento e dedicação deve ter qualquer equipe de esports que queira competir com garantias de sucesso e posicionar-se em um setor claramente em alta. Quer fundar a sua própria empresa de esportes eletrônicos ou chamar a atenção de alguma? Nós fornecemos todas as chaves.

Antes de se preocupar em como deve se organizar uma empresa eSports profissional, quisemos saber qual é a melhor forma para chamar a atenção de uma equipa sólida e consolidada. Sergio Yáñez Carvajal, co-fundador da equipe profissional MAD Lions, oferece-nos a chave: “O mais comum é que haja pessoas jogando muito em sua casa para os jogos de esports e estes jogos são equipados com sistemas de escala ou ELO. Esse indicador tem que ser alto para que os equipamentos sejam fixadas em você.

Com ELO muito alto, provavelmente estará sem saber jogar com jogadores profissionais e você pode chamar sua atenção”. Sergi Garçom Burgos, Strategy Director no Campeonato de Jogos de vídeo Profissional, aponta na mesma direção, ao comentar que é obrigatório que o “amador” destaque “em competições e rankings” para chegar a um time profissional. Sim, este seria o primeiro passo, depois vem algo ainda mais difícil, que é integrar-se na disciplina do clube e cumprir os horários com seriedade e disciplina. Isso, confessa Yánez, “é difícil”.

Essa é, em sua opinião, a maior diferença destes momentos com relação a outros países como Coréia do sul ou Estados Unidos: “A gente não tem que levar na brincadeira, mas de forma profissional. Em geral é levado a sério, mas não é o mesmo que na Coréia, por exemplo”. João Diaz, Brand Manager ESL Portugal, diz-nos que qualquer jogador pode provar o seu valor no torneio de qualificação para as competições da ESL, onde equipes se enfrentam a outros para conseguir uma vaga no torneio. Em sua opinião, existem muitos amadores que são bons”, mas “em competições costumam falhar”.

  • Carmen Bieger. Diretora geral da Fundação Antena
  • 2 Estratégias de marketing digital em redes sociais
  • Saber aos seus influenciadores-chave (Key influencers)
  • Idioma do bot
  • 46 Rosa Lucila Ferreira Costa
  • Dreamweaver 2

É aí que um profissional bem treinado marca a diferença. Não existe uma única estrutura ideal. Em primeiro lugar, como bem indica Yáñez, cada empresa tem sua própria estratégia e sua estrutura e modelo deve estar configurada para atingir os seus próprios objetivos. Existem, por exemplo, equipamentos cujo objetivo é fornecer jogadores para outros maiores, outros equipamentos cujo objetivo é simplesmente ganhar torneios e outros que vão por todas e procuram formar não só grandes jogadores, mas estrelas. No seu computador, Mad Lions, contam com investimento de “business angels” que procuram este último objetivo.

Para isso, devem treinar duro para estar sempre nos pódios das competições, já que outro resultado não lhes permitiria gerar estrelas: “Os jogadores devem ser aspiracionales, gerar fãs e ser atraentes para as marcas. Para fazer isso, por exemplo, temos três sets em casa para gravar shows das marcas”.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: