Coaching Pessoal, Ferramentas Para Aprender A Ser Você Mesmo

Coaching Pessoal, Ferramentas Para Aprender A Ser Você Mesmo

Em um mundo em que vivemos sufocados pelas obrigações diárias e as nossas circunstâncias, podem chegar a ser muito desgastantes, não é de admirar que nos afastemos muito perto de nossos objetivos na vida. Você parou de viver a vida que você ama? Como você deseja desbloquear todo o seu potencial? Quer dominar suas inseguranças?

Estas são algumas das perguntas que a maioria de nós fazemos, consciente ou inconscientemente, quase que diariamente, e de que carecemos de ferramentas para responder. As ferramentas, na realidade, estão dentro de nós mesmos, mas como quando as árvores não nos deixam ver o bosque, a névoa da vida diária não nos deixa explorar o nosso potencial interior para a felicidade. O coaching profissional é uma disciplina que usa várias habilidades de comunicação (escuta, perguntas, esclarecimentos, replanteamientos), entre outras técnicas, para ajudar os clientes a descobrir novas abordagens para alcançar seus objetivos, suas metas, ou aquilo que querem começar.

Às vezes, trata-se de uma necessidade de braço, por exemplo, “como superar uma separação de casal”, explica José Miguel Gil, presidente da Associação Espanhola de Coaching (ASESCO). Neste sentido, a figura do treinador acompanhará a pessoa através de uma viagem de exploração interior desde o início do conflito até a resolução do mesmo. O caso não se encontrou bloqueado perante uma situação em que necessitaria de aconselhamento profissional, mas sem a necessidade de chegar ao âmbito clínico? Talvez este seja um dos maiores atrativos do coaching pessoal, o desbloqueio, a expansão de nossa resiliência, alguém que nos formule as perguntas certas e, sobretudo, a falta de repressão ou censura.

Alguém que nos ajude a identificar obstáculos e resolver conflitos de forma natural com nossas próprias habilidades. E é que a todos nos foi passado de nos esquecermos de quem somos e o que queremos da vida, os humanos, temos uma tendência incontornável a auto-boicotearnos. “Somos especialistas em machacarnos e nos esquecemos da quantidade de coisas que conseguimos, valiosos do que somos”, afirma com grande contundência Gil.

  • Bettina González. Diretora de marketing do El Corte Inglês
  • Twitter: 583
  • Saber quem não te segue no Twitter
  • 30 exemplos e ideias de Marketing Viral e publicidade inteligente
  • Os funcionários não podem compatibilizar a prestação com o seu trabalho na Administração
  • Classificação: Assim está o Mundial de Moto3
  • Qual é o custo que você deve pagar pelo cliente pelo produto ou serviço

“Quando você veste a trabalhar com uma pessoa e descobrir a quantidade de coisas que conseguiu ao longo de sua vida e amostras, a pessoa se empodera, cresce e começa a seguir em frente”, conclui o especialista. Ou o que é o mesmo, não ficar na zona de conforto. Não reprimas essa voz interior que se segue recordando o que realmente te faria mais feliz.

Mudar de emprego, começar essa empresa que há anos pensando que pode ser a bomba, diga ‘sim’ ou ‘até aqui temos vindo’. Em uma ocasião, o magnata da informática Steve Jobs disse: “não deixe o ruído das opiniões dos outros agitação sua própria voz interior. E, o que é mais importante, tenha a coragem para fazer o que você diz seu coração e a sua intuição.” Amém. Torne-se um bloco de notas e escreva nelas afirmações positivas, coisas que você diria para os outros, para reconhecer os seus méritos (e que, infelizmente, nunca se dá a si mesmo).

Com as afirmações de mão para dizer frases do tipo: “é que eu sou um desastre”, “não posso”, “que idiota que eu sou.” Cada vez que detecte que está fazendo recorre às suas afirmações e repete de novo: “eu sou brilhante”, “se eu posso”, “corajoso que eu sou”. É o primeiro passo para aceitar a sua verdadeira identidade e excelência pessoal.

É um comportamento cansativo! Por que agradar sempre? É claro que a aceitação social é um pilar fundamental da nossa existência. De fato, de acordo com o pesquisador Richard Boyatzis, especialista em inteligência emocional, o medo da rejeição social é uma das três causas mais comuns do estresse humano. Que o medo da rejeição não envenene sua alma. Diante de uma situação em que não te apetece dar sua aprovação, prova com silêncio ou discordar educadamente. Nunca mentira, uma mentira leva a outra e antes que se dê conta, você estará preso em um efeito bola de neve. Creia e confie em sua rede de apoio.

Não se passa absolutamente nada por pedir ajuda dos outros diante de um conflito que te impede de “deixá-lo ir”. Às vezes a ajuda vem em forma de uma simples conversa informal com um amigo ou mesmo um estranho. Usa as pessoas como apoio e orientação. Verbalizar seus problemas irá ajudá-lo a conhecê-lo melhor e terá um impacto positivo no seu crescimento pessoal. Para gostos, cores. Os seres humanos, nos diferenciamos uns dos outros, até as impressões digitais. Pensa que nunca vai conseguir ser você mesmo, se você está tentando ser alguém mais. Uma coisa é se inspirar, dar o exemplo dos outros, e outra é duplicar essas virtudes. Aprenda delas, interiorízalas e reescríbelas com a sua própria assinatura.

No dia 17 de março de 2017 Clinton fez um discurso para o Dia de São Patrício em Scranton, Pensilvânia. O 27 de fevereiro de 2017, Clinton pediu ao presidente Trump para atender o tiroteio de dois índios por parte de Adam Purinton. ] Várias organizações tentaram medir o seu lugar no espectro político usando cientificamente seus votos no senado.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: