Claudio Bravo, O mais recente Membro Do Clube Dos Denostados Por Pep Guardiola

Claudio Bravo, O mais recente Membro Do Clube Dos Denostados Por Pep Guardiola

Pep Guardiola está completando um ano histórico, com o Manchester City, o que levou à liderança da Premier com uma luminosidade poucas vezes vista na Inglaterra. No entanto, o estilo de Pep Guardiola faz não passar despercebida onde quer que vá. E é que Pep não deixou uma boa lembrança a todos os jogadores que dirigiu. Com efeito, apesar dos inúmeros sucessos que conseguiu o técnico catalão, vários jogadores criticaram seus métodos sem rodeios. O jogador chileno vinha de jogar com a sua seleção e não aguentou os 90 minutos sobre o terreno de jogo.

Pediu a mudança ferido e levou uma broca monumental de Guardiola. De volta ao Barcelona durante o verão de 2011, depois de ter sido formada em a Fazenda, Cesc Fàbregas coincidiu uma temporada, Pep Guardiola. Depois de ter feito um bom início de campanha (foi o artilheiro da equipe, juntamente com Messi até janeiro), a sua relação com o técnico mudou quando este lhe pediu mais rigor tático ao meio-campo.

Chegou ao Barça em junho de 2009, Zlatan Ibrahimovic foi sem dúvida um dos jogadores que mais criticaram o de são paulo. Depois de ser titular da equipe durante o início da temporada, o meia-atacante sueco perdeu o seu lugar na frente catalã. Ibra, que marcou 22 gols e deu 13 assistências naquela época não compreendia a decisão de Pep e mandou ver.

Não há ninguém que possa dizer que fiz algo errado.

Como confessou em sua autobiografia, após o jogo em Villarreal (em que Zlatan começou no banco de reservas), o atacante colocou os pontos sobre as is. Eu não tinha problemas com ninguém. Não há ninguém que possa dizer que fiz algo errado. Nos primeiros meses tudo era excepcional, estava indo muito bem e algo aconteceu. Ainda não sei o que aconteceu.

Um motivo que não convenceu ao ‘Leão indomável’. IN Sports alguns anos depois. Depois de passar três temporadas sob o comando de Pep Guardiola, Franck Ribéry afirmou sentir-se melhor com a chegada de Carlo Ancelotti. O extremo francês explicou que o técnico italiano “sabia como tratar os jogadores”.

Um recadito óbvio para o seu ex-treinador. Kaiser Franck . “Por um treinador como Ancelotti eu, sim, eu como o gramado. Sabe como tratar os jogadores. Preciso de pessoas como ele, Heynckes ou Hitzfeld”, explicou Ribéry esquecendo-se de Guardiola. Apesar de ter conquistado três Bundesligas e duas Copas alemãs em três anos, além de uma Supercopa da Europa e um Mundial de Clubes com o técnico catalão, Thomas Müller não parece convencido pelo ‘método Guardiola’. De acordo com o invasor alemão, Pep não é tão próximo com seus jogadores como Ancelotti. Müller, em entrevista ao jornal Bild.

  • 14 Incidentes em territórios dependentes
  • Encontrar o seu porquê e diferenciação
  • Onde haja pessoas com dinheiro para gastar
  • 1 Conceitos 1.1 O nome da marca

Jogador fundamental do Arsenal de Wenger, Alexander Hleb chegou ao Barça, no verão de 2008, exatamente no mesmo tempo em que Guardiola. No entanto, a relação entre os dois transferências de verão do clube culé não foi idílica. O ruble não entrou nos planos do treinador catalão e teve que ser emprestado ao Stuttgart ao final da temporada, algo que, aparentemente, continua sem entender. Produto Puro da Fazenda, Bojan Krkic imaginava ficar toda a sua carreira no clube de sua estreia. Não obstante, segundo o jogador, a má relação que tinha com Guardiola foi uma das causas de seu fracasso no conjunto do barça.

Se batizou a substância (diacetylmorfina), criada em laboratório, com o nome Heroin, porque os trabalhadores da indústria farmacêutica, que testaram o remédio, dizia sentir-se “heróicos”. É vendido em frascos, comprimidos, pastilhas e outros formatos. Só anos mais tarde se mostraram os efeitos destrutivos para o organismo (comprovaram que era duas vezes mais viciante do que a morfina).

Joana

Os comentários estão fechados.
error: