Chaves Para Vender (e Vender) Na Era Digital

Chaves Para Vender (e Vender) Na Era Digital

O impacto da rede no mundo dos negócios de hoje em dia tem sido uma constante ao longo de toda a citação. Uma tecnologia que mudou de forma radical no mundo do empreendedorismo e a forma de fazer negócios. “Tu página web tornou-se seu melhor vendedor”, afirma Rob Malcom, gerente de produto de Mblox.

“Não importa o mercado em que trabalha, se uma página web é imprescindível”, acrescenta. “Além disso”, continua, “as empresas deverão estar desenhadas e pensadas em face dos dados. Já não é admissível que haja pessoas calculando manualmente o valor e a quantidade das vendas”. Apesar do avanço e a importância da tecnologia, Malcom diz que não deve ser negligenciada a gestão do modelo, especialmente do departamento de marketing. “As pessoas desta seção devem contar com uma supervisão e treinamento continuado”, explica.

  • quem conseguir melhor
  • Identifica que você está disposto a arriscar
  • “tênis minimalistas que são”
  • Impondo uma nova necessidade social e fazendo com que desapareçam as outras ou não
  • Day Trading
  • 4 Dinheiro Sujo: Parte 2

“Embora os canais online são agora o mais potente, não podem negligenciado os recursos humanos, pois são os que realmente fecham os tratos e estabelecem uma divisão geográfica clara entre a venda direta e venda através de canal”, acrescenta. José Berenguer, Luis Sanz, Ben Askew-Renaut e Alberto Pelayo em ScaleUpSpain. “As empresas devem estar concebidas e pensadas em face dos dados. Uma linha semelhante à que o vice-presidente de marketing do Softonic, Paulo Durante permanece durante a sua intervenção.

Destaca-se o alto nível de complexidade e especificidade que foi alcançado neste segmento em muito pouco tempo. “O marketing digital hoje em dia é enorme e o impacto sobre as contas de um negócio é muito marcado”, diz Durante. Um segmento difícil de lidar e que conta com a fasquia muito alto devido à concorrência. “O objetivo é que pelo menos uma em cada 10 pessoas que chegam ao seu canal de vendas online acabe comprando.

A partir daí, qualquer valor é um sucesso”, diz Durante. Para atingir esta meta, defende que deve recurriese à inovação e experimentar caminhos alternativos. “Por exemplo”, explica, “o que nós estamos fazendo nessa linha é o de alterar a lógica da ordem de venda. Nós passamos de reivindicar o pagamento antes de baixar um programa para permitir que as transferências sejam feitas de maneira gratuita, mas que o pagamento é feito quando o cliente quer salvar seus progressos com o referido programa”.

Todos concordam na importância neste campo, mas também destacam que é vital que o núcleo de negócio seja o que marca a diferença. “Apesar de que o gasto em marketing é muito importante, é necessário que o nosso produto seja contínuo”, diz Durante. “Só uma vez que verificámos que o é, deveríamos começar a crescer”, acrescenta. Um conselho que utiliza para introduzir um lema que sintetiza o que para ele é a chave de sucesso de uma empresa. “Não pergunte aos clientes o que eles querem, você tem que saber o que realmente precisam”, explica.

Adrian Rosenkranz em ScaleUpSpain. Uma visão que o diretor criativo do Foursquare, David Greenberger, complementa a partir de sua visão focada em construir um equipamento que ajude a fundação de uma nova empresa. “É importante construir uma boa cultura empresarial em uma startup para poder triunfar”, destaca. “Para isso, os incentivos são muito importantes e os impulsionadores da empresa devem se envolver nos processos de contratação e vender a visão corporativa dos funcionários”, acrescenta. Por outro lado, também é importante dispor de informação fiável e precisa na forma de dados para a tomada de decisões sobre a experiência ou a outros fatores.

“As decisões não devem basear-se no que quer para o cliente”, explica, “é melhor fazer estudos e identificar soluções para os seus problemas”. Quando tudo isso já foi realizado, o passo seguinte a ter em conta, de acordo Greenberger é potenciar o departamento de vendas para atingir as metas de crescimento propostos.

Jim Herbold, ceo e fundador da Herbold Consulting, centra a sua intervenção em como lidar com o departamento de vendas em um período de crescimento. Um discurso baseado na sua experiência pessoal em que ele passou a ser o único representante do departamento de vendas, para liderar um grupo de mais de 400 pessoas em um prazo de tempo de pouco mais de cinco anos. “Para alcançar um crescimento bem, a disrupção é um fator essencial”, comenta. “Trata-Se de funcionar de maneira rápida e saber complementar pessoas de diferentes características e motivações para funcionar de forma coordenada”, acrescenta.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: