Assim São Os Novos Perfis Que Demanda O Mercado Digital

Assim São Os Novos Perfis Que Demanda O Mercado Digital

O mercado digital cresce tão rápido como muta. É possível que o perfil que comanda a transformação digital do amanhã hoje não exista? Sim, é o mais provável. Os novos modelos de negócio reclamam de novas competências profissionais e que os defendam. Constantemente. Não é reciclagem, é antecipação e visão. Hoje mais do que nunca, a transformação de nossa economia é um grande desafio dentro das organizações e os profissionais mais rápidos em compreender comerão antes do bolo digital.

Quase 30% de todas as transações comerciais e as compras de produtos são realizados de forma online. Nossa economia será irreversivelmente digital. No entanto, apenas 31% dos espanhóis conta com formação específica avançada. A velocidade com que surgem novas necessidades -e se transformam em competências de negócio – provoca um desajuste entre oferta e demanda de profissionais preparados para dar resposta.

  • Recomendações em vídeo,
  • Danigutierrez16 (discussão) 18:35, 8 maio 2017 (UTC)
  • 2 Depósitos digitais acadêmicos 2.2.1 De teses de doutorado e trabalhos de investigação
  • 2 Analisar vários pontos antes de realizar uma estratégia digital

Um gap que, isso sim, coloca o mercado ao alcance de quem quer disparar sua carreira. Quais são os empregos mais procurados? Os que facilitam o avanço da sociedade em direção a modelos de negócio 100% digitalizados. Aqueles que imaginam as novas formas de relacionar-se nele e as dominam. São os profissionais mais procurados do momento.

Tão procurados que não existem: em 2020, espera-se que na Europa tenha 900.000 postos de trabalho relacionados com as tecnologias ainda sem cobrir. Em Portugal, este número se eleva até os 200.000 postos. Mas são estes perfis guarda do marketing e as novas tecnologias? Não. De fato, nenhum setor (por mais que se resista) permanece alheio.

E como se traduzem essas competências em postos de trabalho? Comumente mais procurados em setores relacionados com o marketing, a comunicação ou vendas, hoje, todos os setores reclamam perfis que vão desde o Social Media Strategist ou E-commerce Manager, até os Paid Media Manager ou Growht Hacker. Nos rankings, também se destacam os especialistas em SEO e SEM, Chief Data Officer (CDO) e Chief Information Officer (CIO), Data Analyst, Chief Experience Officer, Content Manager, etc

O bolo é grande. “Não estamos em uma época de mudanças, mas em uma mudança de época. Aqueles que não são capazes de reinterpretar esse novo ecossistema digital, se encontrarão em uma desvantagem competitiva crescente”. Assim o entendem em ISDI, escola líder a nível mundial em educação digital que ajuda a profissionais, empresários e empresas a superar a lacuna competitiva e focar 100% para a era digital. Com escritórios em Madrid, Barcelona, Cidade do México e em Silicon Valley, no campus formam profissionais nas competências requeridas pelas empresas mais inovadoras. Fazem-no com um olho posto sempre em tendências emergentes.

São mestrados intensivos de qualidade, que olham para a realidade, fazem-lhe o pulso às necessidades das empresas e imaginar como será o futuro em que têm que se desenvolver seus profissionais. Uma visão prática e antecipada, necessária para dar aos alunos as ferramentas e habilidades que reclama a transição digital e o mercado de amanhã.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: