As Tendências Tecnológicas Que Marcam 2018

As Tendências Tecnológicas Que Marcam 2018

A transformação digital é um furacão que ameaça destruir tudo o que não há barreiras tecnológicas. Conduzir o carro dos progressos já não é uma escolha que possa ser postas de lado. Tudo está ligado, o mundo é um lenço global que obriga as empresas a se reinventar.

a Internet invadiu completamente os aposentos dos cidadãos. Literalmente, porque não abandonarmos esse feliz aparelho de outrora, o telefone móvel inteligente, nem para ir dormir. Novos formatos, desejos expressos por aproximar-nos o futuro e caminhar pela vida de uma forma mais confortável sugerem a ocorrência, como se demonstrou nos últimos tempos, de colocar o foco no software e o hardware. Não há debate aqui. A tecnologia permeia todos os molas da sociedade.

Desde o consumo de conteúdos, as entidades bancárias, aos meios de comunicação, os serviços públicos, as empresas de qualquer natureza e as cidades devem, e começa a sê-lo, mais inteligentes. A robótica e a Inteligência Artificial, seguirão seus passos ao longo de 2017, um ano novo em que aparecem novos produtos tecnológicos de consumo e inovações que contribuam para o desenvolvimento do planeta. Algumas, como a tecnologia de realidade virtual, sim é verdade, já está presente no momento, mas deve apresentar novas cartas para pegar uma cidadania que anseia maravilhar-se do novo totem tecnológico que, é possível, ainda está por aparecer. Quais serão, portanto, as tendências deste novo ano?

Em matéria de telefonia móvel, 2016 fecha com uma descida na venda de dispositivos móveis. O mercado é amplo e os ciclos de renovação de produtos são cada vez mais prolongados. Nos últimos anos temos visto o aparecimento de dispositivos curvados. Mas tudo aponta, de acordo com vários relatórios consultados por este jornal, que 2017 verá a aparição, por fim, de telas flexíveis “smartphones”. Empresas como a Samsung ou LG já trabalham com isso.

  • Quais são as principais oportunidades e riscos para a empresa
  • 7 princípios da narrativa transmídia[editar]
  • 137 (discussão) 10:52 21 maio 2017 (UTC)
  • 96% de Taxa de alfabetização de jovens entre os 15 aos 24 anos, mulheres.[17]

Mas, também, há detalhes que animam a pensar que surgem novas propostas que tratam de buscar a eliminação dos pesados cabos. Após o iPhone 7, o próximo modelo da Samsung, o Galaxy S8, pode prescindir da ficha “fone”, enquanto que a Apple trabalha, de acordo com as primeiras fugas, em um novo terminal com carregamento sem fio. Será, pois, este novo ano, o momento ideal para dizer adeus aos botões físicos?

como Será o próximo modelo de iPhone, o primeiro celular totalmente sensível ao toque, sem botão Home ou pinos, mesmo para carregar a bateria? O que parece que está claro é que chegarão os primeiros telefones sem bordas ao estilo do Xiaomi Mi Mix. Outra das tendências que se ampliam centra-se nos preços de aquisição. Os analistas acreditam que continuarão caindo ao mesmo tempo que a gama média não se aproximar muito os modelos premium. “Temos visto muita inovação em diferentes escalas e a escala média está oferecendo algumas funcionalidades muito elevadas e complexas, com produtos que são usados muito no mercado empresarial, que costuma ter umas executivas maiores”, diz Muñoz.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: