A Necessidade De Mudança

A Necessidade De Mudança

A sociedade em que vivemos pede a gritos um giro de 180 graus: deixar de centrar a atenção no que acontece fora e começar a ouvir o que acontece dentro. Embora os seres humanos temos evoluído muito nas últimas duas décadas, tecnologicamente falando-, as estatísticas revelam que a depressão, o stress e a ansiedade têm aumentado exponencialmente no mesmo período de tempo.

Todo este sofrimento, que se manifesta no plano físico em forma de doença, é um indicador de quanto os seres humanos temos negligenciado a nossa evolução como pessoas. Bom exemplo disso é que ainda não sabemos como criar um bem-estar emocional sustentável, ingrediente indispensável para desfrutar de uma vida plena.

no entanto, a necessidade de aprofundar a causa real de nosso mal-estar está levando cada vez mais pessoas a querer descobrir como funciona a mente e que nos manipula. Também a aprender a dirigir conscientemente o pensamento positivo, assim como a gerir mais construtivamente as emoções.

  1. o Que conteúdo próprio e de qualidade, podemos criar nós mesmos? – Imagens e memes
  2. Regions (discussão) 18:36 30 jun 2015 (UTC)
  3. Excluir níveis de gerências para criar hierarquias organizacionais mais planas
  4. Córdoba: Baixas notáveis perante a Ponferradina
  5. Matilde Peralta. Arquiteta
  6. Competições ou desafios organizados por marcas baseados em crowdsourcing
  7. despesas de deslocação e manutenção do consultor

A viagem começa a ver dentro de nós mesmos, pois só a partir daí poderemos enfrentar nossos medos, crescer em auto-estima e tomar as rédeas de nossas vidas. O que é o coaching? Neste contexto, aparece o coaching (do inglês, treinar), um método que propõe a cada ser humano que se comprometa a desenvolver ao máximo seu potencial.

Este processo consiste em revelar e “treinar” o conjunto único de qualidades e habilidades inatas que tem cada pessoa. Assim, o objetivo do coach (terapeuta) é acompanhar e guiar seu coachee (cliente) para que se torne a melhor versão de si mesmo. Este método inovador profissional, cada vez mais de moda em Espanha, nasceu na década de 80 com o objetivo de melhorar as competências emocionais dos jogadores de tênis de elite.

Tal como expôs o treinador desportivo norte-americano, Timothy Gallwell, o sucesso destes atletas, cujas qualidades na pista costumam estar muito correspondidas – depende de sua “qualidade mental”, atributo que cunhou como “jogo interno”. Em pouco tempo, o coaching saltou para fora da quadra de tênis à empresa de mão de sir John Whitmore, pioneiro na prática do denominado coaching executivo. Esta modalidade consiste em promover o que os gestores aprendam a conhecer-se melhor, a gerir de forma mais construtiva seus processos emocionais e a reforçar as suas competências no domínio da liderança, através de um processo de introspecção guiado pelo coach.

Depois de conquistar o domínio desportivo e o empresarial, o coaching tem vindo a diversificar-se, encontrando seu espaço em muitas outras dimensões da vida. Apesar de que muitos acreditam que o coaching entra no campo da psicologia, existem famosas diferenças entre ambas as disciplinas. Enquanto que a psicologia tradicional costuma basear seu trabalho em o problema a tratar, o coaching é focado em oportunidades de aprendizagem que traz qualquer experiência, por traumática ou negativa que possa parecer. Além disso, o treinador não aconselha nem traz seu ponto de vista sobre o que acredita que seu coachee deve fazer para “resolver” seus problemas.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: