40% Dos Menores Que Bebem O Fazem Em Forma De ‘pouco saudáveis’

40% Dos Menores Que Bebem O Fazem Em Forma De ‘pouco saudáveis’

trata-Se de percentuais mais elevados com relação à última pesquisa realizada em 2010, onde 74% dos jovens reconheceu ter consumido álcool no último ano e 63% no último mês. Mato, para avisar de que o consumo em forma de pouco saudáveis é cada vez “mais popular” e, prova disso, é que 40% dos menores que bebem o fazem em forma de “pouco saudáveis”. Além disso, nesta edição da pesquisa foi incluída uma pergunta específica sobre o ‘garrafa’, cujo resultado foi de 53% foi realizado no último mês.

E é que, conforme foi comentado em Mato, além da questão do consumo, está o fato de que está associada com uma maior prevalência de consumo de outras drogas. Como consequência de tudo isso, e com o fim de solucionar esta problemática, FEBE e o Ministério da Saúde lançaram a campanha ‘Menores: nem uma gota. Mais de 100 razões para que um menor não beba’ que tem como objetivo alcançar um consumo “zero” de álcool por parte dos jovens. Trata-Se, segundo informou o diretor executivo de FEBE, Bosco Torremocha, a primeira iniciativa realizada em um dos setores produtores destas bebidas.

  • Promova entre seus assinantes
  • São obcecados com a excelência
  • Procurar novos candidatos para o seu modelo
  • as Suas ações de Marketing Online têm mais impacto
  • pontos Fortes e fracos da empresa
  • Exportar o conteúdo em qualquer momento, para outra plataforma
  • 1 O blog da Feña
  • 3 Estudar e analisar a concorrência

A campanha vai permanecer no ativo 18 meses, nos quais vai dar mais de 100 razões para os adultos, para evitar que menores de idade consumam álcool. Além disso, contará com um ‘vídeo’ criado pelo cantor de rap e hip hop, Rayden, que recorda aos jovens que não precisa de uma copa para se sentir bem.

Para administrar, por exemplo, realizam-se estatísticas, para organizar as visitas, artigos, entre outros, podendo ser pouco usual para realizar um censo comunidades. Na Wikipédia em inglês, os artigos não são publicados até ter sido revistos por um editor experiente. Wikipédia está sendo editada por milhares de pessoas em todo o mundo. Nas páginas internas da Wikipédia —que visam, designadamente, os colaboradores—, incentiva os usuários a participar activamente no projecto. Para colaborar, não é necessário se cadastrar.

Por esse motivo, os contribuintes que não são registrados, conhecidos como usuários anônimos, aparecem identificados em suas edições com um número de IP em vez de um alias. Por não estarem cadastrados, têm restritas a determinadas ações, como a de votar na tomada de decisões. Na Wikipédia o registo é gratuito e instantâneo. além de poder personalizar a sua interface de edição wiki.

No dia de hoje, na edição em português há registados 5 166 254 usuários, dos quais menos de 0,4 % são usuários ativos —usuários que fizeram, pelo menos, uma ação nos últimos 30 dias. De acordo com Christian Stegbauer, um sociólogo alemão, “o número de colaboradores, não pode definir-se a Wikipédia é democrática ou não”. ] dedica-se a atividades administrativas. ]o interessante é que os administradores são eleitos, e assim obtém-se uma espécie de legitimidade democrática.

Por outro lado, apenas uma parte das pessoas participa ativamente desta escolha, e muitos deles já são administradores. Os supressores de edição são usuários que eliminam edições, decidindo como de uma maneira complexa. Os “bibliotecários” são usuários que podem bloquear outros utilizadores para a edição, e também pode apagar artigos com informações desnecessárias.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: