Resumo E Golos Do Tottenham

Resumo E Golos Do Tottenham

Outro filme que se repete. A Juventus ficou na luta todas as suas virtudes e todos os seus defeitos, se classificando para as quartas-de-final depois de eliminar um Tottenham demais ‘honrado’ em seu generoso esforço, sem malícia nenhuma. Os ingleses venciam e dominavam, até que duas ondas da ‘Vecchia Signora’ no meio do segundo tempo, gols de Higuaín e Dybala, selou o passe dos turineses às quartas.

Fiel a sua receita, a Juventus continua a avançar na Champions League. Lloris; Trippier, Sánchez, Vertonghen, Davies; Dembélé, Dier (Lamela, 73′); Eriksen, Dê Alli (Llorente, 85′), São; Kane. Buffon; Barzagli, Benatia (Lichtsteiner, 61′), Chiellini, Alex Sandro; Khedira, Matuidi (Asamoah, 60′), Pjanic; Dybala, Higuaín (Sturaro, 83′), Douglas Costa. 1-0 M. 39 São. 1-1 M. 64 Higuaín.

1-2 M. 67 Dybala. Saiu com força o Tottenham, arrinconando a Juve nada desconfortável esse papel, e com aviso de abertura do sul-São com eliminação de Buffon. Ao quarto-de-hora era Harry Kane o que eu podia fazer o um a zero, mas depois de driblar o objetivo italiano ficou escorado, atirando ao lado da rede.

  • A igreja de Portimão, possivelmente, de João Nunes Tinoco (1660)
  • Farol de Molja
  • Registado em: 08 mar 2009
  • 1 Estados Unidos 7.1.1 Séculos XVIII e XIX
  • Centro Residencial Les Masies de Mollet
  • Comodidades modernas e vintage
  • O Salão
  • Vaselina líquida

Polêmica evidente na primeira chegada juventina, apenas dois minutos depois, quando Vertonghen derribaba Douglas Costa em um pênalti catedral, que ‘comeu’ o polonês Marciniak. Depois de alguns minutos de pausa no medular, o Tottenham impôs o seu futebol veloz e vertical. Avisou Dele de Lá com um zapatazo que segurou Buffon, tentando depois Kane de buscar a esquadra ‘pavel nedvěd’, sem fortuna. O sul-coreano São chutó muito transversal no minuto 38, fora por pouco, mas no minuto seguinte embocó um tiro algo mordido no segundo pau, após centro de Trippier em linda jogada ofensiva, em londres. Justo prémio para os de Mauricio Pochettino.

Escassa reação de uma Temporada que começou cinzento a segunda parte, muito desangelada a ‘Vecchia Signora’. São continuava dando avisos de flanco canhoto dos ‘spurs’, enquanto a zaga italiana carregava de cartões. Parcieron animar os de Allegri, após duas mudanças, com um remate de Dybala muito forçado, fora. E ao minuto 19, a segunda, o empate.

Centro de Lichtsteiner, prolongamento de Khedira com a testa e remate em posição difícil, mas perfeito de Gonzalo Higuáin as malhas. Nova decoração para o encontro. E aos três minutos, a Juventus, demonstrando que é a Juventus. Movimento vertical, grande passe do ‘Pipita’ sobre Dybala e o argentino define perfeito no um contra um.

Um suspiro sobre Wembley, e a rodada já de cor ‘torneio’. Pouco poder de reação de um Tottenham sobre o tapete, se bem que com os minutos com o assédio de os ingleses se intensificou. Chiellini salvou um perigoso envio São, e os tiros de Eriksen e São não estavam gol.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: