Quais São As Funções Que Pode Cumprir Cada Um?

Quais São As Funções Que Pode Cumprir Cada Um?

O planejamento de mídia / Plano de meios de comunicação tem por objectivo conceber, analisar e selecionar criativamente os canais de comunicação que conduzem as mensagens publicitárias para as pessoas referidas no lugar e no momento mais oportuno. Que possibilidade existe de integrar a nossa publicidade de meios de comunicação com outras ferramentas de comunicação. Muitas das decisões anteriores requieresn uma sólida pesquisa científica e análise matemáticos detalhados, os quais são tratados hoje em dia por complexos programas (software).

O plano de mídia. 1. O plano de mídia: definição e estrutura. O plano de mídia é definido como o projeto de distribuição de mensagens publicitárias em meios de comunicação para um determinado período de tempo. Antecedentes: a plataforma de mídia. Dizer plataforma de mídia é referir-se ao suporte de fatos sobre os quais se mantém em pé o plano. Consiste na criação de uma análise da situação em que deve se desenvolver a campanha. Os principais dados para executar esta tarefa se encontram em resumo, a plataforma de comunicações, a estratégia criativa, e as informações estatísticas e de meios.

  • Destruição de informação
  • A Mansão dos Moya
  • Saber aos seus influenciadores-chave (Key influencers)
  • Os 100 erros da experiência do cliente
  • Recorre a ferramentas ou aplicações para conhecer os mais populares do setor

A plataforma de mídia deve evitar a repetição do dito por eles, mas pode extractar e citar os aspectos que sejam relevantes. Temas para repassar ao elaborar a plataforma de mídia. A identificação do produto, fornece o essencial do posicionamento comercial em forma de posicionamento publicitário e serve de orientação para a escolha dos contextos editoriais adequados para localizar uma peça publicitária, observa as necessidades formais, etc

O objetivo da campanha, define o tempo disponível e o respectivo tipo de campanha. A maneira de tratar o lançamento de um produto, difere do modo adequado de lidar com o seu apoio: a primeira deve enfatizar o seu conhecimento imediato; e o segundo, fornecer presença perante os receptores para manter recordação da marca.

O receptor, oferece a descrição humana e numérica do grupo-alvo, de sua localização e seus costumes perante os meios, a sua cultura. A oferta, traz o argumento em torno do qual o produto encontrar-se a sua força para atacar. As guias, indicam muitas vezes os meios que você gostaria de usar em uma campanha; também considerados alguns parâmetros a que a agência deve ater-se, etc., Plataforma de comunicações e partes do resumo. As mensagens e as peças. O lógico seria sempre elaborar o plano de mídia com antecedência ou pelo menos simultaneamente com as peças.

Se isto é feito, para a plataforma deve-se proceder ao exame das peças emitidas historicamente, a mensagem em si, de seu conteúdo conceitual e da forma que lhe deram os criativos ao dotá-lo de estímulos. E de não ser assim, no caso absurdo de elaborar independentemente das peças, estas devem conhecer a fundo, ao conceber a plataforma de mídia.

Situação dos meios de comunicação. Os meios de comunicação, como já se disse, não são quase nunca destinados essencialmente para servir a publicidade. Por isso, a sua evolução depende de muitos fatores diferentes; e, como resultado, os meios de comunicação não são sempre os mesmos: a televisão de hoje e a de ontem são diferentes e o mesmo acontece com a de amanhã.

o Quanto foi investido. Somas que foram destinados para a compra de espaços em cada meio: a da categoria comparada com a do produto, em bloco e por meios de comunicação, nacional ou regional, em que épocas do ano. Participação comparação entre a publicidade emitida (SOV, SOI) e participação no mercado (SOM).

Quanto se ganhou ou perdeu. A relação entre o que investiram, e o que ganharam os produtos em participação, é a melhor das medidas para conhecer os resultados do marketing. Comportamento passado e previsível dos outros produtos da mesma categoria. Os meios de comunicação dão à publicidade grandes doses dessa flexibilidade que faz dela a arma mais temível do marketing, pois servem para responder com considerável rapidez às alterações do mercado e os embates competitivos.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: