Os Urdangarin Fazem Abacaxi Ao Redor Dos Duques De Palma

Os Urdangarin Fazem Abacaxi Ao Redor Dos Duques De Palma

Não é uma má idéia de procurar um abrigo quando as coisas começam a dar errado. E é o que tem feito Iñaki Urdangarin (46) depois de saber que sua mulher deve depor como imputada, no Caso Nóos. O melhor refúgio é a família, e aí são parapetado Cristina (49) e Atual.

Na família, sim, na família Urdangarin. Ana, a irmã mais velha de Iñaki. Rei Filipe VI em seu discurso de Natal para se referir à corrupção e poucos foram os que não viram uma referência à sua irmã, com estas palavras. Cristina certeza que se tem sentido aludida, algo que não lhe assenta muito bem.

Assim que, entre a caverna e isolada, a irmã do Rei deve continuar afastada da sua família, pelo que será de seu marido a que melhor lhe sirva de refúgio. Segundo foi possível saber LOC, Claire Liebaert, a mãe do duque, já não vive em Vitória, mas que se mudou para Barcelona com sua filha mais velha. Muito desmejorada fisicamente e muito tocada animicamente, a viúva de João Maria Urdangarin decidiu passar longas temporadas com Ana na casa que tem no bairro do Putxet. O escrevia Pilar Eyre neste mesmo suplemento: Ana, a mais velha de Urdangarin, acendeu-se um dia ao ouvir como criticavam a seu irmão em um restaurante em Barcelona.

Mas não tem sido Cristina da única família de José que viu em perigo o seu futuro. Cantata foi a comparência de Mikel, o irmão mais velho de José, nos tribunais. Seus emolumentos por participar em algumas das conferências que organizavam do instituto Nóos indignados muitos. Mikel, que saiu ileso, não foi o único Urdangarin, que teve que declarar.

Claire Liebaert com seu neto João Urdangarin, em Barcelona. Os sobrinhos do duque tinham trabalhado para Aizoon, a empresa que foi imputada a Infanta ao ser associada a 50%. O trabalho profissional dos jovens e lhes deu na corda bamba. Estamos falando, precisamente, um dos filhos de Ana Urdangarin, que defendeu seu irmão gritos em um restaurante da capital catalã. Ana (55) é casada com Carles Gui, empresário dedicado à promoção imobiliária. A maior, Lúcia, já não vive com os pais e trabalha de planificadora de urbanismo e arquiteta em Utrecht.

O pai dos meninos, Carlos Gui, se comunicava com o contabilista Nóos (Marcos Tejeiro, cunhado de Diego Torres, ex-sócio de Iñaki) para decidir como se contratam os caras sem prejudicar os pais em questões tributárias. Tratava-Se de que os Gui Urdangarin não perdessem as deduções de Finanças pelo cuidado de filhos, algo que poderia passar (e que, de fato, aconteceu) se os jovens contavam com contrato de trabalho. Sobre tudo isso lhes interrogou o juiz Castro, que não lhes chegou a imputar.

  • 2 Gesso agrícola
  • Escola Nicolau Longarón (Pública, atualmente inativa)
  • Capela de San Felipe e Santiago
  • Pista Municipal de Atletismo Da Pedra Salvadora
  • 1995: Juan Lozano, por Montagens, Colagens, Ministros e Golfinhos”
  • 1 Geografia de Natal 1.1 África 1.1.1 África do sul
  • Clube Loyola
  • Na cozinha, pequenos detalhes

Jan saiu de novo em papéis, no início deste ano 2014 a trabalhar na organização da Passarela 080 Barcelona. Seu irmão Lucas estuda Business Management da universidade Ramón Llull e trabalha como diretor criativo na Teasa, cargo semelhante ao que teve em Dry Martini, de Javier de Mós, famoso empresário misturador da capital catalã.

Lucas é muito amigo do filho de Mós, Borja. Os sobrinhos de Urdangarin sempre foram movidos por zona alta de Barcelona e seus amigos fazem parte de famílias bem da cidade. Como já acontecia com a família Urdangarin de Bourbon quando viviam na capital catalã.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: