Íñigo López De Mendoza E Quiñones

Íñigo López De Mendoza E Quiñones

A Alhambra é uma cidade palatina andaluz situada em Granada, na comunidade autónoma de Andaluzia, Espanha. Consiste em um conjunto de palácios, jardins e fortaleza (alcazar-o ksar), que era uma verdadeira cidadela dentro da própria cidade de Granada, que servia como alojamento para o rei e a corte do Reino nazarí de Granada. Etimologicamente, “Alhambra” em árabe é “al-Ḥamrā'” (اَلْحَمْرَاء, ‘Vermelho’), proveniente do nome completo “al-Qal’at al-hamra” (“fortaleza vermelha”). Em sua evolução, o castelhano imprensado entre o m e o r um b, como em “degraus”, que em árabe clássico tinha o significado de “vermelhidão”, escrito como “humrah”.

Há mais teorias para explicar a origem do nome da Alhambra, pois há outros autores que arguem que na época andaluz a Alhambra estava branca e a sua cor era branca. O nome de “vermelho” seria porque, quando foi construída, ele trabalhava de noite, e visão a noite, de longe, por causa da luz das tochas, parecia mais vermelha. Outros autores defendem que “Alhambra” é simplesmente o nome no feminino de seu fundador, Abu al-Ahmar (Muhammad I, reinado 1238-1273), que em árabe significa “o Vermelho”, por ser ruivo. A Alhambra-se sobre a colina de la Sabika, um dos pontos mais elevados da cidade de Granada.

] A ocupação do monte remonta aos tempos romanos. Do ano 666 datam as primeiras referências escritas de um local militar na área. Em meados do século XI, ao tornar-se cidade em capital do reino de Taifa, sob a dinastia registos que, se ampliaram as construções. A Alhambra passou a ser residência real, a partir de 1238, com a chegada ao poder de Muhammad ibn Nasr, primeiro monarca do Reino nazarí de Granada, para o que criou um abastecimento de água próprio. As construções mais luxuosas dos palácios que hoje se conservam, de Comares dos Leões, são do século XIV.

O jogo tem uma forma alongada e irregular adaptada à forma da colina sobre a qual se ergue. Acessos nazarenos – Porta de Armas. Porta da Esplanada ou de Justiça, que chegava até a porta do Vinho, entrada pela medina baixa, situada ao sul.

É época de Yusuf I, 1348. No centro pode ver-se o relevo de uma mão e sobre o 2º arco, o relevo de uma chave. Porta das Piscinas (sete pavimentos) que dava acesso à parte alta da medina. O atual acesso ao recinto da Alhambra se realiza, desde 1988, através da rede viária externa, próxima ao cemitério atual, para excluir o tráfego prejudicial para os acessos tradicionais. A cidadela é o compartimento localizado na parte mais ocidental da colina de Sabika, constituía a área militar, no centro da defesa e vigilância do recinto e com isso foi a parte de construção mais antiga da Cidade.

  • 1 Leonardo em Florença: professores e contemporâneos
  • 2 Serviços básicos
  • 8 plantas para decorar a cozinha que dão produtividade
  • Capela do Condestável
  • Muito interessante. ← | → ver todas
  • 2 Componentes e exemplos de colunas
  • Casas coloniais da comunidade de Baymena, na Choix
  • 1983-1985 Francesc de Paula Cardoner i Blanch

As primeiras edificações hispanomusulmanas realizadas correspondem com a época do califa, no século XI, ampliando-se as mesmas ao se tornar Granada, na capital de um dos reinos de Taifas. Com Muhammad I, primeiro rei da dinastia nasrida de Granada, se reconstruiu e ampliou esta fortaleza, se reforçaram suas paredes e levantaram-se as principais torres.

o Seu sucessor Muhammad II terminou as obras de reconstrução da alcáçova. Antes da construção dos palácios nazaries, esta área compartilhava também uma função de alojamento real. Norte: avançar da direita para a esquerda – Terraço da Torre do Cubo. Torre semicircular, construída por volta de 1586, sobre uma porta islâmica, foi esvaziada no século XX.

Hoje em dia constitui um terraço de privilégio para a contemplação do vale do Darro (rua), e o Albaicín. Adarve da muralha norte. Plaza de Armas e terraço ou torre da praça de Armas. Torre dos Fidalgos, localizada aos pés da torre da Vela, tem caráter defensivo. Torre da Vela, (1238-1273) constituía a torre de defesa maior do conjunto militar, por sua altura, domina toda a vega de granada. Seu nome vem do sino que os cristãos colocaram na torre após a conquista da cidade.

Soou ao amanhecer para alertar os agricultores de rega das hortas em Vega de Granada, portanto, que os mantinha na vela, e daí o seu nome. Bastião da artilharia, nicolau, construído no período cristão. Torre da pólvora. Jardim dos Adarves, foi criado no século XVII, quando a fortaleza perdeu seu caráter defensivo. Existem boas panorâmicas a partir deste jardim.

Torre de Menagem, é a maior das torres em frente, tem entre 22 e 26 metros de altura e foi construída na parte mais alta da fortaleza. No século XIV, constitui, juntamente com a Torre da Vela, os principais redutos defensivos da Alhambra, em granada, oferecendo proteção ao recinto. Em seu interior distinguem-se seis andares. Acredita-Se que foi nesta torre, onde instalou sua residência Al-Ahmar, o fundador da Alhambra, quando decidiu construir o seu palácio. Encontra-Se verticalmente, dividida em duas zonas bem diferenciadas.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: