‘Eu Não Tenho Roupa Interior De Decoração’

‘Eu Não Tenho Roupa Interior De Decoração’

O caso aberto pela escritora Lucía Etxebarria após sua passagem pelo reality do Sbt Acampamento de verão continua dando suas sequelas. Nesta ocasião, a raiz da passagem de uma suposta amiga da escritora pelo palco do salva-me de Luxe para arejar sua suposta falta de higiene e a falsidade.

DNoé Lamiss disse que conheceu a autora em 2004, quando recorreu a um espetáculo onde atuava, que se tornaram amigas e que a exconcursante do reality “usou” plasmando histórias íntimas suas, em seu livro Cosmofobia sem o seu acordo. A artista e cantora acusou, ainda, à escritora de ter amigos “por interesse”, de ser “racana”, “festas” e “inveja”, chegando a questionar até mesmo a sua higiene.

  • 48 respostas neste tópico
  • 4 Arquitetura militar
  • Preparar obras derivadas baseadas no trabalho.[6]
  • Um colorido caixa de papel e papelão
  • O Hospital do Rei de castela

A acusa de entrar no programa da Telecinco para publicar um livro e fazer uma “índia” na televisão. A escritora, como em outras vezes, desde que passou pelo reality antes mencionado, entrou o pano desmentindo as informações dadas por Lamiss, começando pela acusação de ter uma casa “suja” e “desordenado”.

“Advirto um intenso interesse por saber como é a minha casa, e em que estado se encontra. Acham muito fácil. Pinchad em “fotos”, disse a escritora em seu Facebook. “Há mais de dois mil, muitas delas tiradas em minha casa. Você vai ver que há fotos de todos os meus amigos, entre os quais não se encontra uma senhora que saiu em Portugal e que de momento não foi possível ensinar uma única foto em que saia comigo. Nui uma única”, acrescenta são paulo para deixar claro que não conhece esta “amiga” e que se tem uma ampla círclo de amizades, algo que Lamiss lançou por terra no palco.

A escritora, que entrou no programa para sanar seus débitos com a Fazenda, tem arranjos com que ela tivesse vindo muito bem o dinheiro que este testemunho foi ensacamento, ao passar pelo programa. “Eu o prazer de ensinar a minha casa, que é pequena, mona e apañadita, e aos meus amigos, que são pessoas muito simpáticas e normal.

A pena é de não ter cobrado os seis mil euros que pagaram para a senhora aquela que tinha tanto interesse em descrever a minha casa. Me teriam vindo bem e tal”. Por último, o Prêmio Planeta, desmente que seja uma pessoa desaseada e desolada, do que se esquece na sala de jantar, a roupa íntima disparada como se qualquer coisa, alguma coisa que a acusou a entrevistada. “Ah, como você pode ver, nas inúmeras fotos tiradas em casa nunca saem as minhas peças de roupa interior para o modo de decoração. Ps. Estou planteándome fazer um “tour” pela casa Da Etxebarria” a dez euros, a entrada”.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: